fbpx

domingo, 26 de setembro de 2021

No Brasil, quase metade das riquezas está nas mãos de 1% da população

De acordo com o relatório sobre riqueza global, no ano passado, a fatia que representa 1% da população mais rica do país concentrou 49,6% de toda a riqueza do país.

26 de junho de 2021

Compartilhe

Números representam o pior nível de concentração de renda em pelo menos 21 anos (Foto: Reprodução)

Em 2020, o Brasil não só continuou sendo um dos países mais desiguais do mundo, como também ampliou em 2,7 pontos percentuais a concentração de renda. De acordo com o relatório sobre riqueza global, feito pelo banco Credit Suisse, no ano passado, a fatia que representa 1% da população mais rica do país concentrou 49,6% de toda a riqueza brasileira. Em 2019, o mesmo grupo detinha 46,9% das riquezas.

Os números representam o pior nível de concentração de renda em pelo menos 21 anos. No ano 2000, o 1% mais rico era dono de 44,2% das riquezas no Brasil.

Ainda de acordo com o relatório, o aumento do abismo entre ricos e pobres no ano passado foi uma tendência mundial, potencializada pela pandemia do coronavírus. Entre as grandes economias, por exemplo, apenas França e Alemanha registraram redução no índice de desigualdade em 2020.

Em comparação com grandes economias da América Latina, como México e Chile, o Brasil fica muito atrás em termos de distribuição de renda.  No México, a proporção da riqueza na mão do 1% mais rico caiu de 40,1% em 2000 para 33,6% em 2020. No Chile, a queda foi de 42,8% para 31% no mesmo período.

Ainda no âmbito global, o relatório aponta que, no final de 2020, cerca 50% dos adultos mais pobres, em conjunto, detinham apenas 1% da riqueza. Por outro lado, a fatia correspondente aos 10% mais ricos tinha 82% da riqueza global, sendo que o topo da pirâmide (1%) tem quase metade (45%) de toda a riqueza.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Municípios receberão R$ 423 mil como auxílio por desastres naturais

São Sebastião do Uatumã terá R$ 333,7 mil para a compra de alimentos e de kit de limpeza. Já Careiro da Várzea terá R$ 89,4 mil para serviços de limpeza em áreas urbana.

25 de setembro de 2021

Entenda o que vai mudar com a chegada da tecnologia 5G ao Brasil

Veículos autônomos, sensores de saúde, estações meteorológicas, fábricas remotas, cirurgias remotas, registros de água, luz, telefone serão realidade com a 5G.

25 de setembro de 2021

Concurso público para Caixa encerra as inscrições nessa segunda-feira

Caixa oferecerá 28 vagas para aprovados trabalharem em agências do Amazonas. Inscrições podem ser feitas no site da Fundação Cesgranrio na internet.

25 de setembro de 2021

‘Teto’ do Casa Verde e Amarela sobe 10% e dá ‘fôlego’ às construtoras

Segundo o Sinduscon, o reajuste destinado ao Amazonas não acompanha os custos das despesas na totalidade, mas minimiza uma distorção decorrente da alta dos preços.

25 de setembro de 2021

CNC: comércio terá a melhor contratação de temporários desde 2013

Para 2021, a expectativa é de mais de 94,2 mil vagas para atender o movimento sazonal de fim de ano. Segundo previsão da CNC, as vendas deverão crescer 3,8% no Natal.

24 de setembro de 2021

Índice de Preços ao Consumidor tem variação de 1,14% em setembro

Com isso, o IPCA-15 apresenta a maior variação mensal desde fevereiro de 2016, quando encerrou em 1,42%. Variação mensal deste mês foi a maior para setembro desde 1994.

24 de setembro de 2021

Preços de mercadorias e combustíveis pressionam os pequenos negócios

De acordo com a 12ª edição da Pesquisa de Impacto da Pandemia nos Pequenos Negócios, realizada pelo Sebrae em parceria com a FGV, esses são os principais gastos das empresas.

24 de setembro de 2021

Mentoria ‘Gestão 4.0 Amazônia’ foca em empresários e executivos

Evento, que acontece nos dias 1° e 2 de outubro em Manaus, tem como objetivo elevar a capacidade técnica e as habilidades de empresários e altos executivos da cidade.

24 de setembro de 2021