fbpx

sexta, 28 de janeiro de 2022

Manaus foi a cidade do Norte que mais investiu em obras em 2020

A capital amazonense somou R$ 1,23 bilhão investidos em obras públicas e melhorias no período analisado, seguida no ranking por Parauapebas (PA), com R$ 487,41 milhões.

28 de dezembro de 2021

Compartilhe

Dados constam no anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil (Foto: Reprodução)

Manaus foi a cidade da região Norte que mais investiu valores, já considerando a correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em obras públicas no ano de 2020, entre 100 municípios brasileiros avaliados pelo anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, iniciativa da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) com patrocínio da Huawei e da Tecno It.

A capital amazonense somou R$ 1,23 bilhão investidos em obras públicas e melhorias no período analisado no Norte, seguida no ranking por Parauapebas (PA), com R$ 487,41 milhões; Canaã dos Carajás (PA), com R$ 364,55 milhões; Boa Vista (RR), com R$ 288,15 milhões; Macapá (AP), com R$ 266,20 milhões; Palmas (TO), com R$ 126,86 milhões; e Porto Velho (RO), com R$ 99,8 milhões.

Também se destacaram nos valores investidos em 2020 os municípios de Vilhena (RO), com montante de R$ 99,5 milhões; Santarém (PA), que totalizou R$ 96,2 milhões; e Marabá (PA), com R$ 95,7 milhões investidos.

Investimentos sobem nas cidades brasileiras em 2020

Mesmo diante da crise sanitária e econômica causada pela pandemia, os investimentos dos municípios brasileiros cresceram em 2020: foram R$ 65,67 bilhões direcionados à infraestrutura nas cidades, valor 33,7% maior do que o registrado no ano anterior, já considerando a correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Com isso, o total investido representou, em 2020, 9,1% do conjunto de suas despesas – o mais elevado percentual dos últimos seis anos. De acordo com Tânia Villela, economista e editora do anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, o desempenho positivo dos investimentos em 2020 pode ser creditado, principalmente, a três fatores.

“O ano de 2020 foi o último de mandato nas prefeituras, fase na qual normalmente há uma expansão das aplicações. Também houve crescimento nas três principais fontes de recursos que são destinadas aos investimentos, que são os recursos próprios, as transferências de capital recebidas da União e dos estados e as receitas de operações de créditos”, esclareceu.

Além disso, a economista acrescenta os apoios financeiros recebidos pelas administrações municipais para o enfrentamento à pandemia em 2020. “A maior parte dos valores repassados era de livre aplicação”, pontuou Tânia.

A versão completa do anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil está dispinível AQUI.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Procurando emprego? Sine Manaus oferta 253 vagas nesta sexta–feira

O candidato que deseja concorrer a uma das vagas disponíveis, deve enviar mensagem para os números de WhatsApp disponibilizados na vaga pretendida, informando dado completos.

28 de janeiro de 2022

Defensoria Pública abre processo seletivo de estágio em Direito

As inscrições no Cadastro de Reserva da Defensoria Pública do Estado do Amazonas estão abertas para candidatos ao Estágio de Direito com bolsa de R$987 e auxílio transporte.

27 de janeiro de 2022

Secretários de Fazenda aprovam congelamento de ICMS dos combustíveis

Congelamento do preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF), base para cálculo do ICMS, tinha validade até 31 de janeiro. Com a decisão, valerá por mais 60 dias.

27 de janeiro de 2022

Jovem aprendiz colabora em média com 30% da renda das famílias, diz fórum

Fórum lançado nesta quinta, busca soluções para ampliar estágio e primeiro emprego no Brasil por meio de ações alinhadas com Estados e Municípios e ao Novo Ensino Médio.

27 de janeiro de 2022

Empresas podem acionar Justiça para liberar mercadorias na Receita

Mais empresas podem seguir a Moto Honda e acionar a Justiça para desembaraçar mercadorias fiscalizadas no operação padrão dos auditores fiscais, diz a Fieam.

27 de janeiro de 2022

Setor imobiliário deve frear reação devido Inflação e juros altos, em 2022

Conjuntura de 2022 com inflação e juros altos tem diferença em relação ao ano passado quando o mercado imobiliário reagiu bem apesar da pandemia, dizem especialistas.

27 de janeiro de 2022

Faturamento do PIM cresce 32% até novembro de 2021 e bate recorde

De acordo com dados da Suframa, o faturamento do Polo Industrial de Manaus acumulado de janeiro a novembro de 2021 atingiu volume recorde de quase R$ 145,59 bilhões.

27 de janeiro de 2022

5 milhões de m³/dia: consumo de gás natural atinge volume inédito no AM

Volume demandado em 2021 alcançou média de 5,2 milhões de m³/dia, alta de 5,5 % em comparação com o ano de 2020, segundo cálculos da Cigás.

27 de janeiro de 2022