fbpx

segunda, 23 de maio de 2022

Mães empreendedoras: o desafio de produzir e manter a renda

Na difícil missão de conciliar a atuação profissional no mercado de trabalho formal e o cuidado com os filhos, é crescente o índice de mulheres que optam por empreender.

8 de maio de 2022

Compartilhe

Empresárias Viviane Braga e Shirley Rattes concliliam o trabalho e maternida (Foto: Reprodução)

Em meio à difícil missão de conciliar a atuação profissional no mercado de trabalho formal e o cuidado com os filhos, é crescente o índice de mulheres que decidem deixar o emprego e a fonte de renda ‘fixa’ para empreender. Levantamento do Instituto Rede Mulher Empreendedora, organização sem fins lucrativos e que fomenta a geração de renda da mulher, através do empreendedorismo e empregabilidade, aponta que 55% das empreendedoras brasileiras são mães, sendo que 75% delas decidiram ter o próprio negócio depois de terem filhos.

A esteticista Caroline Brandão relata que durante o período de conclusão da faculdade, tentou conseguir emprego em clínicas e em salões de beleza, mas não conseguia dedicar tempo exclusivo solicitado pelas empresas, por conta da maternidade. A alternativa, naquele momento foi o atendimento em domicílio. Ela relata que, por diversas ocasiões, precisou levar sua filha, na época uma bebê, para conseguir atender aos clientes.

Hoje, a filha de Caroline tem cinco anos de idade e, enquanto a criança está na escola, no horário da tarde, Caroline consegue trabalhar, agora em sua própria clínica. Pela manhã ela conta que cuida dos afazeres domésticos.

“O maior desafio é quando minha filha adoece e necessita 100% da minha atenção. Ao mesmo tempo tenho que dar conta de outras responsabilidades, não menos importantes. Tomei a decisão acertada para a minha realidade. Alguns dias são mais pesados, mas mãe sempre dá conta e eu sou mãe”, externou.

Os serviços oferecidos pela esteticista podem ser conferidos por meio do instagram @caroline_brandao.

Do administrativo à dona de loja

A empreendedora Viviane Braga Frazão também decidiu deixar o emprego formal para iniciar um negócio próprio no ramo de confecção feminina e infantil ao engravidar do primeiro filho, que hoje tem cinco anos de idade. Ela iniciou o negócio com o apoio de duas sócias e relata que ao visualizar a consolidação do empreendimento decidiu abrir mão da sociedade.

A loja Vivi BF Closed (@vivibfcloset) funciona em sua própria residência e deu tão certo que também agrega uma nova área para serviços de beleza e vendas de cosméticos.

“No início foi difícil porque eu estava acostumada a trabalhar desde os 15 anos. Mas é muito gratificante poder acompanhar todas as fases do meu primeiro filho e agora, do segundo filho, que tem dois anos, e ao mesmo tempo trabalhar e poder contribuir com a renda familiar. Trabalho para alcançar metas e manter as vendas. É um desafio diário”, relatou.

Costura contribui na renda familiar

A costureira Shirley Rattes sempre produziu roupas por encomenda e relata que durante a pandemia viu as vendas crescerem após a criação de uma página no instagram (@tiashirleyconfeccoes) para vender pijamas. Com o aumento no faturamento, Shirley disse que consegue contribuir de forma mais expressiva com a renda da família. Ela é mãe de um casal de filhos.

“Sempre trabalhei com costura mas não divulgava o meu trabalho. Após a divulgação, no período da pandemia, o volume de encomendas aumentou. Com esse trabalho sempre contribuí com a renda da família e no sustento dos filhos que hoje já são adultos”, conta.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Procurando emprego? Sine Manaus oferta 372 vagas nesta segunda-feira

O cadastro para concorrer a uma das vagas de emprego pode ser feito online, por meio de site ou em aplicativo. Para atendimento presencial é necessário carteira de vacinação.

22 de maio de 2022

Diesel tem novo recorde, com preço médio de R$ 6,943 o litro em postos

O preço médio foi identificado em postos brasileiros no período de 15 a 21 de maio, conforme aponta a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

22 de maio de 2022

Com 1.759 candidatos, concurso para procurador da PGE acontece hoje

O último concurso público para preenchimento de vagas de procuradores do Estado ocorreu em 2016. Remuneração para os novos cargos de procurador será de R$ 24.589,99.

22 de maio de 2022

Em Urucurituba, governador destina mais de R$ 620 mil à produção rural

Wilson Lima também entregou equipamentos para Feira da ADS, beneficiará até 40 feirantes da agricultura familiar, e liberou crédito para produtores rurais.

22 de maio de 2022

Prefeitura de Manaus inicia atividades de nova turma do ‘Formação de Startups’

A Formação de Startups da Prefeitura de Manaus é dirigida para estudantes, universitários, empreendedores, profissionais de Tecnologia da Informação (TI).

21 de maio de 2022

Greve dos peritos do INSS acaba e e atendimento volta nesta segunda

Segundo a Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP), todas as 18 reivindicações da categoria do INSS foram aceitas pelo Governo Federal.

21 de maio de 2022

MPAM define data de prova objetivo de processo seletivo para estágio

A prova do processo de seleção para o estágio no MPAM terá duas horas de duração e será realizada neste domingo (22), a partir das 9h.

21 de maio de 2022

Cieam entra com ação para contribuir sobre Adin contra decreto do IPI

Cieam quer ter voz no julgamento do mérito sobre Adin que questiona decrétos de Bolsonaro que reduziram o IPI e prejudicam a Zona Franca de Manaus.

21 de maio de 2022