fbpx

sexta, 28 de janeiro de 2022

Fieam: decreto mantém alíquota do IPI e não afeta setor de bebidas

Fieam afirma que o Decreto nº 10.923/21, publicado no DOU de quinta-feira (30), que institui nova tabela do IPI manteve as alíquotas sem prejuízos às indústrias do Amazonas.

3 de janeiro de 2022

Compartilhe

Fieam afirma que decreto manteve alíquota do IPI do setor de bebidas (Foto: Reprodução)

Fabricantes de bebidas do Polo Industrial de Manaus (PIM) seguem com benefícios fiscais garantidos. A Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) afirma que o Decreto nº 10.923/21, publicado pelo Diário Oficial da União (DOU) de quinta-feira (30), que institui nova tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados (TIPI), manteve as alíquotas do IPI sobre concentrados para refrigerantes. Ou seja, as indústrias não serão prejudicadas.

Conforme a tabela do Decreto sancionado, as alíquotas dos itens identificados como ‘preparações do tipo utilizado para elaboração de bebidas’, que são divididas por duas nomenclaturas, que representam dois tipos de preparos químicos, apresentam os percentuais de 8% e 4%. Esses mesmos percentuais constavam na legislação anterior, aprovada em 2016 e vigente até o próximo dia 31 de março.

“Estudamos o decreto e contamos com o apoio do deputado e economista, Serafim Corrêa. Concluímos que o novo decreto não afetou e não altera os percentuais que já estavam em vigência. Não houve impacto em cima dos percentuais”, informou o presidente da Fieam, Antonio Silva.

Decreto não prejudica nosso Polo, reforça Marcelo Ramos

Em um vídeo distribuído nas redes sociais, o deputado federal Marcelo Ramos (sem partido), reforçou o entendimento de que o decreto não traz qualquer prejuízo ao Polo Industrial de Manaus.

“Como anexo ao Decreto há uma publicação de todas as novas alíquotas e a dos concentrados de refrigerantes está publicada em 8%, isso não trará nenhum impacto ao Polo de Concentrados da Zona Franca de Manaus”, tranquilizou o parlamentar.

A tabela aprovada pelo Decreto nº 10.923/21 passará a vigorar a partir de abril de 2022.

Crédito garante vantagem competitiva

O benefício fiscal garante vantagem competitiva às empresas do PIM em relação às demais fabricantes do país. As indústrias da Zona Franca de Manaus são isentas do pagamento de IPI e o percentual determinado pela tabela (TIPI) é utilizado como uma espécie de ‘crédito’ para abatimento em outros tributos. Então, quanto maior é a alíquota do imposto, maior será o crédito acumulado pelas fabricantes instaladas em Manaus.

Ministério da Economia confirma manutenção do IPI

Por meio de nota, o Ministério da Economia esclareceu que a edição da nova Tipi é decorrente das alterações na Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) e que a diretriz adotada na elaboração da nova tabela foi a manutenção das alíquotas vigentes em 31 de dezembro de 2021, sempre que possível.

O órgão assegurou que não houve alteração da alíquota de IPI incidente sobre insumos para produção de refrigerantes.

“Vale esclarecer que não houve alteração da alíquota de IPI incidente sobre insumos para produção de refrigerantes, mantendo-se as alíquotas vigentes em 31 de dezembro de 2021 e eventuais decorrências. Neste ponto, houve apenas a consolidação na nova TIPI de normas que anteriormente estavam esparsas em Decretos avulsos, que foram revogados, a exemplo do Decreto nº 10.523/2020”, informou o Ministério da Economia.

*Matéria atualizada às 9h37 do dia 4/01/2022 para inclusão de resposta do Ministério da Economia.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Defensoria Pública abre processo seletivo de estágio em Direito

As inscrições no Cadastro de Reserva da Defensoria Pública do Estado do Amazonas estão abertas para candidatos ao Estágio de Direito com bolsa de R$987 e auxílio transporte.

27 de janeiro de 2022

Secretários de Fazenda aprovam congelamento de ICMS dos combustíveis

Congelamento do preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF), base para cálculo do ICMS, tinha validade até 31 de janeiro. Com a decisão, valerá por mais 60 dias.

27 de janeiro de 2022

Jovem aprendiz colabora em média com 30% da renda das famílias, diz fórum

Fórum lançado nesta quinta, busca soluções para ampliar estágio e primeiro emprego no Brasil por meio de ações alinhadas com Estados e Municípios e ao Novo Ensino Médio.

27 de janeiro de 2022

Empresas podem acionar Justiça para liberar mercadorias na Receita

Mais empresas podem seguir a Moto Honda e acionar a Justiça para desembaraçar mercadorias fiscalizadas no operação padrão dos auditores fiscais, diz a Fieam.

27 de janeiro de 2022

Setor imobiliário deve frear reação devido Inflação e juros altos, em 2022

Conjuntura de 2022 com inflação e juros altos tem diferença em relação ao ano passado quando o mercado imobiliário reagiu bem apesar da pandemia, dizem especialistas.

27 de janeiro de 2022

Faturamento do PIM cresce 32% até novembro de 2021 e bate recorde

De acordo com dados da Suframa, o faturamento do Polo Industrial de Manaus acumulado de janeiro a novembro de 2021 atingiu volume recorde de quase R$ 145,59 bilhões.

27 de janeiro de 2022

5 milhões de m³/dia: consumo de gás natural atinge volume inédito no AM

Volume demandado em 2021 alcançou média de 5,2 milhões de m³/dia, alta de 5,5 % em comparação com o ano de 2020, segundo cálculos da Cigás.

27 de janeiro de 2022

Confiança da indústria registra sexta queda consecutiva, informa FGV

Índice de Confiança da Indústria (ICI) caiu 1,7 ponto em janeiro, para 98,4 pontos, o menor nível desde julho de 2020, quando o índice atingiu 89,8 pontos.

27 de janeiro de 2022