fbpx

domingo, 24 de outubro de 2021

Sebrae: empreendedores acreditam que Pronampe facilitou acesso a crédito

Sondagem de Micro e Pequenas Empresas, realizada pelo Sebrae e FGV, mediu grau de percepção entre as micro e pequenas empresas sobre dificuldades na concessão de crédito.

22 de junho de 2021

Compartilhe

Pesquisa ouviu empresários do comércio, serviços e indústria (Foto: Reprodução)

Os donos de micro e pequenas empresas do Comércio, Serviços e Indústria revelaram que a concessão de crédito no segundo semestre de 2020 ficou mais fácil. A percepção foi detectada pela Sondagem de Micro e Pequenas Empresas, referente ao último mês de maio, realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A pesquisa também revelou que os pequenos negócios desses três segmentos voltaram a sentir mais dificuldade para acessar crédito no quinto mês desse ano.

“A melhora de percepção pode ser associada ao início do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e, a retração, ao período em que o programa que ficou suspenso. À medida que os recursos do Pronampe eram liberados, a percepção do empresário em relação a crédito melhorava”, explica o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Além da criação do Pronampe, que se tornou permanente no início desse mês após sanção da lei aprovada pelo Congresso Nacional, a boa percepção de acesso a crédito por parte dos empreendedores pode ter sido influenciada também pelo menor custo de crédito dos últimos 25 anos e pela maior oferta de dinheiro na economia brasileira promovida pelo Banco Central, ao ter realizado o maior programa de liquidez dos últimos 27 anos e ter aumentado a oferta de dinheiro no sistema financeiro em torno de 50% e 60%.

“Esses fatores ajudaram a facilitar o acesso a crédito e a criação do Pronampe representou um novo patamar no crédito para as micro e pequenas empresas, ao ampliar a oferta de financiamentos com um custo mais baixo”, comenta o presidente do Sebrae.

De acordo com Melles, a expectativa é que a percepção sobre a facilidade de acesso a crédito volte a crescer após a disponibilização dos recursos da nova rodada do programa, que deverá acontecer até o final deste mês.

Até o momento, o Pronampe já disponibilizou R$ 37,5 bilhões em crédito, em quase 517 mil micro e pequenas empresas foram beneficiadas pelas operações realizadas em instituições financeiras que aderiram ao programa. Em média, o valor médio dos empréstimos alcançou quase R$ 100 mil para as Empresas de Pequeno Porte (EPP), responsáveis por quase 60% das operações. No caso das microempresas, esse valor ficou em torno de R$ 40 mil.

Nova Rodada

Para a rodada do Pronampe de 2021, será liberado um aporte de R$ 5 bilhões como valor de garantia, por meio do Fundo Garantidor de Operações (FGO). Com esses recursos será possível conceder até R$ 25 bilhões em empréstimos ao longo deste ano.

A taxa de juros anual máxima para os novos empréstimos corresponderá à Selic mais até 6%. Os valores são considerados mais vantajosos quando comparados ao que é praticado normalmente no mercado.

De acordo com dados do Banco Central, a taxa média de juros para o segmento, no quarto trimestre de 2020, foi de 35,1% para as microempresas e 22,4% para as empresas de pequeno porte. Em relação ao prazo para pagamento, a carência que antes era de oito meses agora passou para 11 meses e o prazo total de pagamento aumentou de 36 para 48 meses.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Vendedor, analista, motorista e outros; confira as vagas de emprego em Manaus

Mora em Manaus e está à procura de emprego? O Sine Manaus oferta 126 vagas nesta segunda-feira (25). Fique atento aos critérios para cada vaga e o procedimento de seleção.

24 de outubro de 2021

Suframa prevê investimentos de R$ 7,9 bilhões e 1,4 mil novos empregos

A diversificação da produção de motocicletas elétricas, que deve gerar 218 novos postos de trabalho e investimentos de R$ 54 milhões, foi apresentada na reunião.

24 de outubro de 2021

Selos Brasileiros são criados para identidade única das Indicações Geográficas

Criação dos Selos é uma iniciativa liderada pelo Ministério da Economia/INPI, em parceria com o Sebrae e o Ministério da Agricultura, que irá agregar valor aos produtos.

23 de outubro de 2021

AM é líder em investimento em recursos humanos altamente qualificados

Com recursos de mais R$ 100 milhões, Programa de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu, da Fapeam, investe na formação de recursos humanos altamente qualificados no estado.

23 de outubro de 2021

Amazonas teve a pior taxa de sobrevivência de empresas do país em 2019

Em 2019, só 16,3% das unidades locais de empresas do Amazonas seguiam ativas após dez anos de existência. Na Região Norte, a taxa de sobrevivência das unidades era de 19,0%.

23 de outubro de 2021

Supermercados cresceram 25% com retomada de projetos em 2021

Levantamento da Geofusion aponta para uma possível recuperação no ritmo de expansão dos supermercados. Projetos interrompidos por conta da pandemia foram retomados.

23 de outubro de 2021

Guedes minimiza exoneração de secretários e diz que saída é ‘natural’

Saída de quatro secretários da pasta aconteceu após manobra do governo federal para furar o teto de gastos e garantir o benefício de R$ 400 para o Auxílio Brasil.

22 de outubro de 2021

Contas externas têm déficit de US$ 1,7 bilhão em setembro, diz Banco Central

Em 12 meses, o déficit em transações correntes é de US$ 20,702 bilhões, 1,3% do Produto Interno Bruto, ante o saldo negativo de US$ 19,349 bilhões em setembro de 2021.

22 de outubro de 2021