fbpx

quinta, 26 de maio de 2022

Ministério quer usar “privilégio” em estatais para privatizações

O Ministério da Economia fez levantamento sobre as estatais. O relatório visa convencer a sociedade do custo das estatais e da necessidade de avançar nas privatizações.

31 de janeiro de 2021

Compartilhe

Principais pontos destacados se referem a regras de estabilidade no emprego. (Foto: Divulgação)

Ministério da Economia  fez um levantamento do que considera “privilégios” de funcionários das estatais brasileiras. O objetivo do relatório é convencer a sociedade do custo das estatais e da necessidade de avançar nas privatizações.

Na pasta, há a avaliação de que, sem o apoio da população, haverá dificuldades para levar a agenda adiante.

Os principais pontos destacados no documento se referem a regras de estabilidade no emprego, redução de jornadas sem redução salarial, pagamentos de adicionais de férias de até 100% e progressão na carreira quando ocorre a aposentadoria.

Segundo o levantamento, na Petrobras, por exemplo, a cláusula 42 do acordo coletivo de trabalho 2020/2022 prevê “estabilidade absoluta” até o final de 2022: a companhia não pode dispensar nenhum funcionário sem justa causa.

Ainda de acordo com o levantamento, quatro estatais pagam adicional de férias superior ao terço previsto na legislação trabalhista: Petrobras (100%), Docas do Espírito Santo (50%), Docas do Rio de Janeiro (50%) e Infraero (50%).

Outras quatro pagam ajuda de custo para dependentes de seus empregados. São elas: Eletrobras (R$ 575/mês para filhos até 17 anos), BNDES (R$ 1.262/mês para filhos até 17 anos e 11 meses), Docas do Espírito Santo (R$ 591/mês para filhos entre 7 e 16 anos de idade, enquanto empregados com filhos de até 7 anos recebem auxílio creche de R$ 740/mês. Na Finep, são R$ 871/mês para filhos até 17 anos e 11 meses e R$ 326/mês para filhos entre 18 anos e 23 anos e 11 meses.

Fonte: CNN

Leia mais sobre Economia & Negócios

‘Nosso Centro’ quer expandir empreendimentos na região central de Manaus

Programa da Prefeitura prevê a revitalização do centro histórico com a implantação dos projetos 'Mais Negócios', 'Mais Vida' e 'Mais História', ao longo dos próximos 3 anos.

25 de maio de 2022

Em apoio a petroleiros, parlamentares questionam venda da Reman no TCU

Deputado Zé Ricardo e o senador Jean Paul (PT/RN) acionaram o Tribunal de Contas da União solicitando medida cautelar para suspender o processo de privatização da refinaria.

25 de maio de 2022

Comércio do Amazonas teve alta de até 20% nas vendas do Dia das Mães

Mais da metade dos estabelecimentos do comércio disse que as vendas do Dia das Mães cresceram entre 11% e 20% com destaque para pagamento no cartão parcelado.

25 de maio de 2022

Programa do Cetam realiza curso de criação de startups em Itacoatiara

Programa Trilhas de Empreendedorismo Digital vai receber 40 alunos para três dias de imersão no processo de criação de startups. Curso começa nesta quarta-feira (25).

25 de maio de 2022

Wilson Lima institui Sistema de Informações de Custos do Amazonas

Com o Sica, o governo vai ampliar o rigor no controle das informações com o objetivo de melhorar a qualidade dos investimentos. O sistema funcionará de forma eletrônica.

25 de maio de 2022

Operadoras de telemarketing vão ao STF contra uso do prefixo 0303

Argumento é de que a norma viola a Constituição por supostamente afetar o exercício de atividade empresarial e prejudicar a livre iniciativa e a busca do pleno emprego.

25 de maio de 2022

Fieam aponta distorção e afirma que ‘lista misteriosa’ prejudica o PIM

Fieam considera que a lista de produtos elaborada pela Suframa e pelo Ministério da Economia não atende às necessidades do PIM. Presidente da entidade demonstra preocupação.

25 de maio de 2022

Resultado preliminar do concurso público da PGE-AM é divulgado

Provas ocorreram no dia 17 de abril, quando quase oito mil candidatos concorreram a uma das 44 vagas ofertadas, sendo 37 para ampla concorrência e sete para PcDs.

25 de maio de 2022