fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

Dinheiro é a principal fonte de preocupação para 74% dos brasileiros

Pesquisa realizada pela Onze, fintech de saúde financeira e previdência privada, aponta que, 42,7% dos entrevistados conseguem cobrir apenas seus gastos com a renda mensal.

9 de maio de 2022

Compartilhe

Estudo contou com a participação de 1.603 colaboradores CLTs de todo o país (Foto: Reprodução)

Pesquisa realizada pela Onze, fintech de saúde financeira e previdência privada, aponta que o dinheiro é a principal fonte de preocupação para 74% dos brasileiros. Sendo assim, as finanças estão deixando as pessoas mais preocupadas do que questões como família (60%), saúde (57%) e trabalho (44%).

O estudo, que contou com a participação de 1.603 colaboradores CLTs de todo o país, mostra que a maior parte dos entrevistados (42,7%) consegue cobrir apenas seus gastos com a renda mensal. 33,7% afirmam que a renda não cobre todos os gastos mensais e apenas 17,8% dizem que conseguem cobrir gastos e poupar dinheiro. Ainda segundo o levantamento, 5,6% não fazem nenhum controle mensal.

“O excesso de preocupação com as finanças leva ao estresse financeiro, um mal que prejudica a produtividade, gera conflitos comportamentais, causa inúmeros problemas de saúde, atrapalha relacionamentos e aumenta os índices de absenteísmo nas empresas, ou seja, ausência do trabalhador ao trabalho por motivos de doenças. Não à toa, 18,3% dos respondentes já precisaram se afastar do trabalho em decorrência de sua saúde mental e 18,3% já buscaram ajuda psicológica, ambos por conta de problemas financeiros”, afirma Antonio Rocha, CEO da Onze.

Segundo a pesquisa, 30% dos entrevistados afirmam que a preocupação financeira atrapalha seu rendimento no trabalho. Isso acontece porque: 59,17% perdem o sono; 54,80% perdem o foco; 20,31% ficam mal-humorados e impacientes com os colegas de trabalho e 20,9% precisam resolver pendências ao longo do dia.

Além do mais, 54,5% dizem que as preocupações financeiras também atrapalham sua vida pessoal. Isso acontece porque: 62,35% ficam sem energia para aproveitar o tempo com a família e amigos; 47,92% ficam mal-humorados e sem paciência com a família e 32,64% passam por desentendimentos com o parceiro.

Por fim, não podemos deixar de citar que o estudo prova que as preocupações financeiras impactam diretamente a saúde mental e qualidade de vida dos brasileiros, percepção apontada por 75,5% dos respondentes. Essa influência é percebida por: sensações de ansiedade (71,62%), pensamentos excessivos sobre pagamentos e dívidas (64,50%), sensações de desânimo (58,36%), maior irritabilidade (48,71%) e medo do futuro (45,91%). 

Para Antônio, o primeiro passo para combater essa realidade é investir em educação financeira – em todos os âmbitos – desde a escola, até o trabalho e, principalmente, no ambiente familiar.

“Educação financeira não se trata apenas de questões matemáticas e econômicas, mas de hábitos e costumes gerais, que acabam envolvendo finanças pessoais. Por isso é tão importante que cada vez mais os casais, famílias e amigos falem de dinheiro abertamente, sem que o assunto carregue um tabu e peso maior do que deveria. Só assim, conseguiremos ajudar a diminuir índices de endividamento, estresse e ansiedade, por questões financeiras”, conclui.

Sobre a Onze

Onze é a primeira Prevtech do Brasil. Uma solução de previdência privada e saúde financeira que chega com a proposta de reinventar esse mercado, oferecendo acesso a uma plataforma 100% digital e sem burocracia, fundos diversificados e gestão especializada do dinheiro. Com a solução de saúde financeira da Onze, os colaboradores têm acesso a check-ups financeiros periódicos, consultas individuais com especialistas e uma plataforma com milhares de vídeos sobre finanças.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Com R$ 195 bilhões, Receita bate recorde de arrecadação em abril

No quadrimestre (de janeiro a abril de 2022), a arrecadação da Receita Federal alcançou o valor de R$ 743,2 bilhões, o que representa um acréscimo de 11,05% pelo IPCA.

26 de maio de 2022

Redução do ICMS: Bolsonaro sinaliza veto a compensação para estados

Bolsonaro disse que compensação, prevista em projeto aprovado na Câmara que limita ICMS da energia e de combustíveis, "não tem cabimento" e que poderá vetar o dispositivo.

26 de maio de 2022

Criticado até por bolsonarista, salário mínimo de R$ 1.212 é aprovado

Valor já está em vigor desde o primeiro dia do ano, quando Bolsonaro editou a medida provisória. A proposta, no entanto, precisava ser confirmada pelo Congresso Nacional.

26 de maio de 2022

Wilson Lima anuncia investimentos de quase R$ 25 milhões para CT&I

Por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapeam), os recursos serão aplicados em sete editais, sendo seis inéditos, de programas de apoio a pesquisas científicas.

26 de maio de 2022

Para economistas, ICMS em 17% terá pouco impacto na redução de preços

Economistas acreditam que projeto que estipula teto de 17% na cobrança de ICMS não resultará em redução expressiva no preço do combustível, com queda de até 5% nos preços.

26 de maio de 2022

Novamed anuncia expansão no PIM com investimento de R$ 50 milhões

Empresa pretende aumentar a produção de 1 bilhão e 100 milhões de comprimidos/mês para 1 bilhão e 400 milhões/mês, além da garantia de cerca de 900 postos de trabalho.

26 de maio de 2022

Indígenas Tikuna participam de oficina de artesanato em Benjamin Constant

O Workshop, promovido em parceria com o Sebrae Amazonas, contou com a presença de consultores de artesanato do Ceará, do Espírito Santo, Colômbia e Brasília.

26 de maio de 2022

Caixa amplia em até 21,4% subsídio do programa Casa Verde Amarela

Percentuais vão variar de 12,5% a 21,4%. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, acréscimo varia conforme região, renda familiar e população do município.

26 de maio de 2022