fbpx

domingo, 26 de setembro de 2021

Diferenciação aumenta as chances de sobrevivência das empresas

Para 39% dos donos de pequenos negócios essa é a principal ação realizada para conquistar clientes. 26% investem em preços competitivos e 22% em propaganda e divulgação.

19 de julho de 2021

Compartilhe

Dados constam da pesquisa Sobrevivência das Empresas, realizada pelo Sebrae (Foto: Reprodução)

Investir em produtos e serviços diferenciados é a principal estratégia adotada pelas empresas que se mantém em funcionamento. De acordo com a pesquisa Sobrevivência das Empresas, realizada pelo Sebrae, 39% dos donos de pequenos negócios que estão abertos alegaram que essa é a principal ação realizada para conquistar clientes, 26% preferem investir em preços competitivos e 22% em propaganda e divulgação.

Já a principal ação dos empreendedores que fecharam suas empresas era a de praticar preços competitivos (29%), seguida por propaganda e divulgação (27%) e só depois vinha a inovação de produtos e serviços (24%).

“A inovação deve ser uma busca constante dos empreendedores. Mesmo que você já tenha um produto ou serviço de sucesso é sempre importante pensar em formas de melhorá-los e oferecer para seus clientes um tratamento diferenciado”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

A pesquisa revela ainda que o aperfeiçoamento de produtos e serviços é um hábito frequente entre 92% dos empreendedores que são bem-sucedidos e que 90% inovam constantemente. Já entre os empreendedores que não conseguiram manter as portas abertas esses hábitos caem, respectivamente, para 78% e 74%.

“Para sobreviver no mercado, conquistar clientes e fidelizá-los não basta apenas pensar em marketing ou praticar preços baixos. É preciso inovar e se diferenciar, tanto nos produtos quanto na gestão”, enfatiza Melles.

Outro fator diferencial na sobrevivência de uma empresa é a experiência do empreendedor na atividade que atua. Segundo o levantamento, 73% dos donos de pequenos negócios que estão com a empresa aberta já tinham conhecimento do ramo, enquanto em 67% dos que fecharam isso também foi verificado.

Além disso, 43% dos empreendedores em atividade fizeram alguma capacitação. Já no grupo das empresas fechadas, esse percentual cai para 35%.

Confira dez dicas para aumentar a sobrevivência da sua empresa:

 1 – Tenha produtos e serviços diferenciados

2 – Faça ações para fidelizar seu cliente

3 – Inove nos produtos e na gestão

4 – Invista no mercado digital

5 – Capacite-se

6 – Fique atento às tendências

7 – Conheça seu produto e seu público

8 – Não misture finanças da empresa com a pessoal

9 – Procure fornecedores que ofereçam produtos de qualidade

10 – Saiba calcular o custo e o preço do seu produto

Fonte: Sebrae

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Municípios receberão R$ 423 mil como auxílio por desastres naturais

São Sebastião do Uatumã terá R$ 333,7 mil para a compra de alimentos e de kit de limpeza. Já Careiro da Várzea terá R$ 89,4 mil para serviços de limpeza em áreas urbana.

25 de setembro de 2021

Entenda o que vai mudar com a chegada da tecnologia 5G ao Brasil

Veículos autônomos, sensores de saúde, estações meteorológicas, fábricas remotas, cirurgias remotas, registros de água, luz, telefone serão realidade com a 5G.

25 de setembro de 2021

Concurso público para Caixa encerra as inscrições nessa segunda-feira

Caixa oferecerá 28 vagas para aprovados trabalharem em agências do Amazonas. Inscrições podem ser feitas no site da Fundação Cesgranrio na internet.

25 de setembro de 2021

‘Teto’ do Casa Verde e Amarela sobe 10% e dá ‘fôlego’ às construtoras

Segundo o Sinduscon, o reajuste destinado ao Amazonas não acompanha os custos das despesas na totalidade, mas minimiza uma distorção decorrente da alta dos preços.

25 de setembro de 2021

CNC: comércio terá a melhor contratação de temporários desde 2013

Para 2021, a expectativa é de mais de 94,2 mil vagas para atender o movimento sazonal de fim de ano. Segundo previsão da CNC, as vendas deverão crescer 3,8% no Natal.

24 de setembro de 2021

Índice de Preços ao Consumidor tem variação de 1,14% em setembro

Com isso, o IPCA-15 apresenta a maior variação mensal desde fevereiro de 2016, quando encerrou em 1,42%. Variação mensal deste mês foi a maior para setembro desde 1994.

24 de setembro de 2021

Preços de mercadorias e combustíveis pressionam os pequenos negócios

De acordo com a 12ª edição da Pesquisa de Impacto da Pandemia nos Pequenos Negócios, realizada pelo Sebrae em parceria com a FGV, esses são os principais gastos das empresas.

24 de setembro de 2021

Mentoria ‘Gestão 4.0 Amazônia’ foca em empresários e executivos

Evento, que acontece nos dias 1° e 2 de outubro em Manaus, tem como objetivo elevar a capacidade técnica e as habilidades de empresários e altos executivos da cidade.

24 de setembro de 2021