fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

Comércio eletrônico registra 1,72 bilhão de acessos em dezembro

Relatório Setores do E-commerce da Conversion mostra que, após alta da Black Friday em novembro de 2021, audiência no mês seguinte retrai 14,76%.

23 de fevereiro de 2022

Compartilhe

(Foto: Divulgação)

Segundo dados do Relatório Setores do E-commerce, da Conversion, agência de Search Engine Optimization (SEO), os principais varejistas virtuais no País receberam um total 1,72 bilhões de acessos no mês de dezembro último, ficando próximo da média mensal de 2021 (1,75 bi).
 
Em relação ao mês anterior, período da Black Friday, dezembro teve uma baixa de 14,76% na audiência do e-commerce no Brasil, movimento dentro do esperado. De acordo com análise da Conversion, mesmo com o investimento e a demanda em queda em dezembro, alguns players trataram isso como oportunidade e cresceram, enquanto outros acompanhavam a tendência de queda.
 
Exemplo deste movimento é o Booking, que ganhou oito posições, assumindo a nona posição no ranking nacional do e-commerce, sendo o único do setor de Turismo na lista. Por outro lado, o Extra saiu do grupo dos dez maiores sites e perdeu dez posições no ranking. Destacam-se ainda na lista dos maiores sites Amazon e Shopee, que ganharam uma posição cada um; Shopee e Booking foram os únicos sites do top 10 a aumentarem a visitação em dezembro.
 
De acordo com o estudo da Conversion (https://lp.conversion.com.br/relatorio-setores-ecommerce), a lista dos dez maiores sites é composta de: 1. MercadoLivre, 2. Americanas, 3. Amazon Brasil, 4. Magazine Luiza, 5. Shopee, 6. Casas Bahia, 7. AliExpress, 8. Netshoes, 9. Booking e 10. Samsung.
 
O relatório mostra que, em média, cada brasileiro acessou cerca de oito vezes sites de e-commerce no mês. Cada acesso, por sua vez, pode ter a visualização de muitas páginas. Os canais preferidos para chegar às lojas são “direto” (quando digita o endereço da loja e representa 44% dos acessos), busca orgânica (26,6%) e busca paga (19,4%).  Tráfego de redes sociais representam apenas 3,1%.
 
Praticamente todos os setores caíram em dezembro, com exceção para o setor de Itens Automotivos, que teve alta de 2,96%, o que pode estar relacionado às férias e viagens de carro. As maiores quedas, entretanto, vêm de Eletrônicos & Eletrodomésticos (-24,06%), Cosméticos (-23,38%), Casa & Móveis (-21,39%), Esportes (-18,06%) e Marketplace (-17,37%).

Com informações da assessoria

Leia Mais:


 

Leia mais sobre Economia & Negócios

STF valida Lei do AM que iguala salários de escrevente com o de analista

Para o STF, a lei amazonense não promoveu a transposição de servidores ou o provimento de cargos sem concurso público, apenas deu isonomia para categoria em extinção.

21 de maio de 2022

MPAM pede anulação de prova do concurso da Sefaz para Auditor

O Ministério Público identificou que prova tinha questões que fugiram ao que estava previsto no edital e pediu pela suspensão do exame para a categoria.

21 de maio de 2022

Faturamento do varejo cresce 3,5% em relação ao período pré-pandemia

Para a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus, a abertura de novos empregos na capital impulsionou os resultados, contribuindo para a recuperação do segmento.

21 de maio de 2022

Lei de tempo de espera máximo para atendimento é sancionada, no AM

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas destaca que, para que o consumidor consiga indenização perante a Justiça, é necessário recorrer ao Poder Judiciário.

20 de maio de 2022

PL destina recursos do pré-sal para políticas de pesca e aquicultura

Projeto de Lei 6114/19 destina para as políticas de aquicultura e pesca dos estados e municípios até 1% dos recursos arrecadados pela União com venda dos barris de petróleo.

20 de maio de 2022

PIM poderá ganhar fábrica da Tesla, empresa de Elon Musk, diz colunista

Informação é do colunista Igor Gadelha, do site Metrópoles. Em setembro do ano passado, a empresa apresentou, pela primeira vez, um protótipo de um veículo de duas rodas.

20 de maio de 2022

Em 4 meses, a arrecadação tributária do AM cresce 4% e supera R$ 5 bi

Crescimento reflete o bom desempenho da atividade comercial, e ainda, do subsetor de postos de combustíveis, que registraram alta na arrecadação, respectivamente, de 6% e 10%

20 de maio de 2022

Governo publica decreto com regras para mercado de carbono

Medida exige que os ministérios do Meio Ambiente e da Economia criem um plano de mitigação das mudanças climáticas, em que serão definidas metas de emissão de gases.

20 de maio de 2022