fbpx

domingo, 23 de janeiro de 2022

Comércio de usados e home office estão entre tendências para 2022

Efeitos da pandemia, a venda de usados é uma alternativa sustentável para a crise e o home office, uma opção na quarentena que tem vantagens de custo para empresas.

9 de janeiro de 2022

Compartilhe

Diversas empresas adotaram de vez o trabalho remoto ou o formato híbrido (Foto: Reprodução)

Após dois anos de pandemia, crise econômica e muita instabilidade, o empreendedorismo deve retomar em 2022 com perspectivas positivas. É a avaliação divulgada pela startup Codeby que projetou as tendências para o ano que está em seu primeiro mês.

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) divulgou que, no primeiro semestre de 2021, houve um aumento recorde de abertura de micro e pequenas empresas no País, o número mais alto registrado desde 2015. Nos seis primeiros meses foram cerca de 2,1 milhões de novos negócios, um crescimento de 35% em comparação ao mesmo período em 2020.

Alguns segmentos se destacaram sobretudo durante a pandemia, e devem seguir em crescimento e gerando oportunidades, como é o caso do setor de itens usados. Também segundo dados do Sebrae, divulgados em setembro passado, o comércio de usados cresceu 48,5% na pandemia. A tendência é verificada em outros países e revela preocupação dos consumidores e empreendedores com uma economia mais sustentável. 

“O mercado de usados alia diversos pontos de interesse para o público consumidor. Preços mais em conta, oportunidade de encontrar peças únicas/exclusivas, sustentabilidade e também dinheiro extra para quem decide vender seus itens parados em casa”, explica Rodrigo Bustamante, COO da startup especializada em usados TAG2U. A empresa paulistana experimentou um amplo crescimento em 2020 e 2021, mesmo em meio à crise. 

O comércio digital também continua em franca expansão, e deve abrir um leque de possibilidades para o empreendedor em 2022. Segundo Fellipe Guimarães, diretor da empresa de tecnologia para e-commerce Codeby, é preciso ficar atento às tendências do setor para este ano. 

“A concorrência está cada vez maior, o que torna desafiador ocupar um espaço relevante em meio a tantas lojas virtuais. Por isso, é indispensável acompanhar o que está acontecendo no segmento. Para 2022 algumas das principais tendências no comércio eletrônico são o live commerce (venda em lives nas redes sociais e plataformas), as experiências em 3D (como os provadores virtuais) e as compras por comando de voz”, aponta Guimarães. 

Outras tendências no empreendedorismo para 2022 são:

  • Home office: a pandemia definitivamente transformou o trabalho presencial. Diversas empresas adotaram de vez o trabalho remoto ou o formato híbrido – parte presencial, parte remoto. Trabalhar de casa oferecendo serviços diversos é uma forte tendência. 
  • Conteúdo: empreendedores focados em criação de vídeos, de posts para redes sociais e de conteúdo voltado ao marketing digital devem encontrar espaços promissores em 2022 para o seu trabalho. 
  • Produtos artesanais: assim como no segmento de usados, a preocupação ambiental é um dos pontos principais para a expansão do mercado de itens artesanais. De produtos de beleza a alimentos, este é um nicho bastante interessante para quem quer empreender. 

Com informações da Codeby

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Sorte grande: Mega-Sena deve pagar R$ 22 milhões neste sábado

O último concurso da Mega-Sena (2.445), na última quarta-feira (19), não teve acertadores. As apostas podem ser feitas até as 18h (horário de Manaus) deste sábado.

22 de janeiro de 2022

Projeto visa combater discriminação racial no acesso ao crédito

Levantamentos indicam que 32% dos empreendedores negros do país já tiveram pedidos de crédito negados sem que houvesse explicações. Problema foi inensificado com a pandemia.

22 de janeiro de 2022

Desempenho do varejo deve ser negativo no 1º trimestre, diz Ibevar

Segundo dados da pesquisa de intenção de compra, projeções do varejo ampliado indicam queda de 2,22% para o primeiro trimestre de 2022, em relação ao mesmo período de 2021.

22 de janeiro de 2022

Abertura de empresas cresce 4,5% em outubro, revela Serasa Experian

De acordo com o Indicador de Nascimento de Empresas, foram abertos 325.732 empreendimentos, sendo que em 2020 haviam sido registrados 311.590 novos negócios no Brasil.

22 de janeiro de 2022

Nubank oferece primeiro fundo da família de renda fixa, o Nu Reserva

Fundo é composto por títulos públicos, operações compromissadas e títulos de crédito privado. É uma opção para quem busca alternativa para investir sua reserva de emergência.

22 de janeiro de 2022

Itaú destina recursos para projetos de proteção à infância no Amazonas

Dois projetos de ações sociais em defesa da infância e da adolescência no interior do Amazonas foram contemplados com recursos oriundos do Fundo Itaú Social .

22 de janeiro de 2022

Dívidas do Simples poderão ser pagas ou renegociadas até 31 de março

Prazo encerraria em 31 de janeiro. Regularização dos débitos é necessária para os micro e pequenos empresários e os profissionais autônomos continuarem no Simples Nacional.

21 de janeiro de 2022

Falha de segurança expõe dados de mais de 160 mil chaves Pix

Dados referentes a 160.147 chaves Pix foram vazados. Segundo o BC, informações expostas são de natureza cadastral e não permitem movimentação de recursos ou acesso às contas.

21 de janeiro de 2022