fbpx

quinta, 23 de setembro de 2021

Cheia dos rios afeta produção rural e gera desabastecimento em feira

Conforme a Faea, subida dos rios começa a atingir produção rural das áreas de várzea de municípios da calha do Solimões. Feirantes recorrem aos produtores nacionais.

22 de abril de 2021

Compartilhe

Subida dos rios gera falta de produtos nas feiras. (Foto: Reprodução)

A cheia dos rios começa a afetar a produção rural e o fornecimento de alguns produtos à capital. Conforme o Sindicato dos Feirantes de Manaus parte dos itens vem de outros estados e chegam ao consumidor final por preços mais elevados, por conta do frete.  

Conforme o presidente do sindicato, Davi Lima, os itens que deixam de chegar às feiras de Manaus por perdas nas produções locais são: batata doce, macaxeira, maracujá, mamão, abobrinha, abóbora comum, quiabo, maxixe, couve e feijão de corda.  

Lima explica que a alternativa para esse período é fazer pedidos dos produtos a outros estados. Os hortifrútis chegam a Manaus por transporte rodoviário ou aéreo e o elevado preço do combustível é repassado ao consumidor final. 

“O preço dos hortifrútis sofre uma oscilação diária que chega a custar até 40% mais caro em relação ao período normal. Em algumas semanas é possível que alguns produtos sofram aumento de até 100% sobre o valor. Pagamos um frete caro e isso recai sobre o valor pago pelo consumidor final”, disse o feirante. 

Cheia dos rios afeta as várzeas 

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea), Muni Lourenço, confirma que a falta de alguns hortifrútis em Manaus é decorrente da elevação no nível das águas dos rios. 

“Essa redução já é consequência da cheia, principalmente em relação às calhas dos rios Madeira, Purus e atingindo áreas de várzea de municípios da calha do Solimões”.  

Reportagem: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

No dia do sorvete conheça os temáticos como ‘Baby Yoda’ da Sorveflix

Sorveteria temática apresenta taças com conteúdos que remetem aos filmes e séries. Além de self-service com 32 sabores de sorvetes, 15 tipos de coberturas, além de adicionais

23 de setembro de 2021

Efeito vazante pode encarecer ainda mais os preços no comércio

Embarcações reduziram o volume de cargas transportadas em 40% e o percurso que era feito em um dia, agora dura até três dias. O resultado é o aumento nos preços.

23 de setembro de 2021

IOF não financiará Auxílio Brasil em 2022, garante secretário

Aumento da alíquota pretende fornecer recursos somente para criação do auxílio, em novembro, afirma o secretário especial de Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal.

22 de setembro de 2021

Governo revisa projeção de déficit primário para R$ 139 bi em 2021

Estimativa para o déficit primário neste ano passou de R$ 155,4 bilhões em julho para R$ 139,4 bilhões. Aumento da arrecadação provocou revisão da estimativa.

22 de setembro de 2021

Feira do Empreendedor terá espaço para renegociação de dívidas

De 23 a 27 de outubro, empreendedores poderão contar com apoio do Sebrae para buscar soluções para retomada dos negócios durante a Feira do Empreendedor.

22 de setembro de 2021

Cinema pela metade do preço: PlayArte dá desconto para vacinados

Para assistir a filmes pela metade do preço, clientes precisam apresentar, no ato da compra do ingresso, o cartão de vacinação com as duas doses ou dose única contra a Covid.

22 de setembro de 2021

Novo Caged e PNAD apontam melhora do mercado de trabalho em 2021

Levantamento feito pela Fiesp mostra que o mercado de trabalho no país está em gradual melhora em 2021, impactado, principalmente pelo avanço da vacinação da população.

22 de setembro de 2021

Após novo decreto, postos e supermercados devem contratar 1,2 mil

Após flexibilização anunciada pelo governo do estado, CDLM prevê contratações imediatas ao setor comercial para atender ao terceiro turno, extinto durante pico da pandemia.

22 de setembro de 2021