fbpx

domingo, 05 de dezembro de 2021

Caixa aumenta em 20% oferta de crédito rural no primeiro semestre

Volume de crédito rural disponível no primeiro semestre chega a R$ 6,5 bilhões. Principais culturas financiadas serão soja, milho, algodão, arroz, feijão, mandioca e café.

4 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Banco oferece R$ 6,5 bilhões para produtores rurais até junho (Foto: Reprodução)

A Caixa Econômica Federal ampliou para R$ 6,5 bilhões o volume de crédito rural disponível para o primeiro semestre. O valor representa crescimento de 20% em relação ao ano agrícola anterior.

Entre as modalidades contempladas nas linhas de crédito rural do banco, estão o financiamento da safra verão 2021/2022 e empréstimos para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), para o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) e para investimentos no campo.

Segundo a Caixa, as principais culturas financiadas serão soja, milho, algodão, arroz, feijão, mandioca e café, bem como atividades pecuárias.

A linha para a safra verão 2021/2022 permite ao produtor de grãos antecipar o custeio do plantio e da colheita. Os financiamentos permitirão o planejamento melhor da aquisição de insumos, antes do início da safra.

Com prazo de até 15 anos de pagamento e carência de até três anos, as linhas de investimento financiam a compra de máquinas e equipamentos novos, de animais, formação ou recuperação de pastos e construção de cercas e demais instalações, como galpões e currais. A modalidade também inclui empréstimo para a construção de armazéns e de sistemas de irrigação.

Com juros a partir de 2,75% ao ano, variando conforme o empreendimento, as linhas do Pronaf financiam a aquisição de insumos e o pagamento de serviços por pequenos produtores.

O Pronamp tem uma linha de custeio, para cobrir os gastos da produção agrícola, e uma linha de investimento, para financiar melhorias nas propriedades ou compra de máquinas.

Desde 2013, a Caixa atua na concessão de crédito rural. Em oito anos, o banco emprestou R$ 44 bilhões a 52 mil empreendimentos rurais.

Fonte: Agência Brasil

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Tecnologia usa robôs para cumprir funções administrativas nas empresas

Automação Robótica de Processos é uma ferramenta que usa robôs na execução de tarefas simples, como fazer pedidos ou emitir notas fiscais, hoje realizadas por humanos.

4 de dezembro de 2021

Inteligência Artificial e Vídeo Analytics otimizam atendimento e serviços

Ferramenta on-line transforma imagens em informações, consegue mapear trajeto de consumidores em empresas e identificar quais produtos mais chamaram a atenção do cliente.

4 de dezembro de 2021

Confira a programação para a 3ª Feira do Polo Digital de Manaus

A feira, que tem entrada gratuita, acontecerá entre os dias 9 e 11/12, de forma híbrida – on-line e presencial, no Centro de Convenções do Amazonas - Vasco Vasques.

4 de dezembro de 2021

Luiza Trajano é uma das 25 mulheres mais influentes de 2021

Empresária e presidente do conselho do Magazine Luiza, ela é a única brasileira na lista das 25 mulheres mais influentes de 2021 do jornal britânico Financial Times.

3 de dezembro de 2021

Super Nova Era completa 10 anos e já planeja abertura de novas lojas

Novas unidades previstas para o próximo ano fazem parte do plano de expansão da rede e seguem dentro do mesmo conceito que tornou o Super Nova Era uma referência na região.

3 de dezembro de 2021

Indicador de produtividade da indústria cai 1,3%, no 3º trimestre

Indicador que mede a relação entre o volume produzido e as horas trabalhadas na produção caiu 1,3% em relação ao segundo trimestre do ano, na série livre de efeitos sazonais.

3 de dezembro de 2021

Publicado decreto que regulamenta o benefício Auxílio Gás

Famílias beneficiadas terão direito, a cada dois meses, a um valor equivalente a 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 quilos dos últimos seis meses.

3 de dezembro de 2021

Valor do imóvel residencial ficou 13,69% mais caro em 12 meses

Segundo a Ademi-AM, a alta dos custos dos materiais de construção pressionam segmentos da construção e imobiliário. Setores tentam equilibrar custos e preços dos imóveis.

3 de dezembro de 2021