fbpx

terça, 30 de novembro de 2021

Caixa aumenta em 20% oferta de crédito rural no primeiro semestre

Volume de crédito rural disponível no primeiro semestre chega a R$ 6,5 bilhões. Principais culturas financiadas serão soja, milho, algodão, arroz, feijão, mandioca e café.

4 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Banco oferece R$ 6,5 bilhões para produtores rurais até junho (Foto: Reprodução)

A Caixa Econômica Federal ampliou para R$ 6,5 bilhões o volume de crédito rural disponível para o primeiro semestre. O valor representa crescimento de 20% em relação ao ano agrícola anterior.

Entre as modalidades contempladas nas linhas de crédito rural do banco, estão o financiamento da safra verão 2021/2022 e empréstimos para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), para o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) e para investimentos no campo.

Segundo a Caixa, as principais culturas financiadas serão soja, milho, algodão, arroz, feijão, mandioca e café, bem como atividades pecuárias.

A linha para a safra verão 2021/2022 permite ao produtor de grãos antecipar o custeio do plantio e da colheita. Os financiamentos permitirão o planejamento melhor da aquisição de insumos, antes do início da safra.

Com prazo de até 15 anos de pagamento e carência de até três anos, as linhas de investimento financiam a compra de máquinas e equipamentos novos, de animais, formação ou recuperação de pastos e construção de cercas e demais instalações, como galpões e currais. A modalidade também inclui empréstimo para a construção de armazéns e de sistemas de irrigação.

Com juros a partir de 2,75% ao ano, variando conforme o empreendimento, as linhas do Pronaf financiam a aquisição de insumos e o pagamento de serviços por pequenos produtores.

O Pronamp tem uma linha de custeio, para cobrir os gastos da produção agrícola, e uma linha de investimento, para financiar melhorias nas propriedades ou compra de máquinas.

Desde 2013, a Caixa atua na concessão de crédito rural. Em oito anos, o banco emprestou R$ 44 bilhões a 52 mil empreendimentos rurais.

Fonte: Agência Brasil

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Concessionárias voltam a ter automóveis à pronta-entrega

Retorno produtivo de algumas montadoras refletiu em oferta de automóveis em novembro, com projeção positiva para dezembro. Concessionárias conseguem atender à pronta entrega.

30 de novembro de 2021

43ª Expoagro acontece entre os dias 9 e 12 de dezembro, em Manaus

Maior feira de agronegócio da região norte será uma oportunidade para comercialização de máquinas, implementos e insumos, além de animais, como bovinos, caprinos e ovinos.

29 de novembro de 2021

Confiança do setor de serviços recua 2,3 pontos em novembro, diz FGV

Assim como indicado pelo Comércio, ambos os componentes do índice do setor de Serviços tiveram queda no mês. Sendo o destaque para as expectativas com queda de 2,7 pontos.

29 de novembro de 2021

Contas públicas fecham outubro com saldo positivo de R$ 28,195 bi

Segundo o Tesouro, em outubro, comparado a igual mês de 2020, houve aumento real (descontada a inflação) de 5,9% da receita líquida e decréscimo real de 15,4% nas despesas.

29 de novembro de 2021

Guaraná Jesus: famosa bebida cor-de-rosa maranhense chega ao AM

Original do Maranhão, o Guaraná Jesus, famoso pela sua coloração cor-de-rosa, chega ao Amazonas por meio do Grupo Simões, fabricante e distribuidor de Coca-Cola no estado.

29 de novembro de 2021

Com salários de R$8 mil, concurso do ICMBio tem vagas para o Amazonas

Para o Amazonas são destinadas 22 vagas para o cargo de Técnico Ambiental e 12 vagas de Analista Ambiental, com salários de R$ 3.605,34 e R$ 8.089,64, respectivamente.

29 de novembro de 2021

Endividamento das famílias atinge maior patamar em quase 12 anos

Percentual de famílias brasileiras com dívidas, em atraso ou não, chegou a 74,6% em outubro deste ano. Desde julho, o percentual de endividados supera os 70%.

29 de novembro de 2021

Abertura de empresas do mercado pet tem incremento em 2021

Só no primeiro semestre entre os microempreendedores individuais, o crescimento foi de mais de 46% e entre as micro e pequenas empresas, o aumento foi de cerca de 39%.

29 de novembro de 2021