fbpx

quinta, 02 de dezembro de 2021

Caged: Amazonas gera mais de 29 mil empregos formais até setembro

Em 9 meses, estado abriu 29.044 novas vagas formais de emprego, de acordo com dados do Novo Caged, divulgados nesta terça-feira pelo Ministério da do Trabalho e Previdência.

26 de outubro de 2021

Compartilhe

Números do Caged foram divulgados nesta terça-feira (26) (Foto: Reprodução)

O Amazonas abriu, de janeiro a setembro deste ano, 29.044 novas vagas formais de emprego, de acordo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgados nesta terça-feira (26) pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Neste período, foram 149.209 admissões de trabalhadores com carteira assinada e 120.165 demissões.

No resultado acumulado em nove meses, o setor de serviços foi o grande destaque na abertura de novas vagas. Ao todo, foram 12.561 postos de trabalho abertos, com 67.326 admitidos e 54.765 demitidos. Em seguida aparecem a indústria, com saldo positivo de 7.826 novas vagas (32.445 admissões e 24.619 demissões); o comércio, que abriu 4.803 novos postos formais de emprego (35.313 admissões e 30.510 demissões); e a construção civil, que fechou o período com saldo positivo de 3.390 novos empregos (13.349 admissõe e 9.959 demissões).

Setembro

Ainda segundo o Caged, só em setembro, o estado abriu 4.302 novas vagas formais de empregos. No mês passado, foram registradas no Amazonas, 18.207 novas contratações, contra 13.905 demissões. Novamente, o setor de serviços foi o que mais abriu vagas, com saldo total de 2.173 novos postos abertos (7.926 admissões e 5.753 demissões) em 30 dias. A indústria aparece em segundo lugar, com saldo de 1.120 postos criados em setembro (3.826 admissões e 2.706 demissões). Comércio e construção civil também fecharam o mês com saldos positivos na geração de empregos, de 721 e 241 vagas, respectivamente.

Metodologia

O Caged analisa apenas os postos formais de trabalho. Ou seja, os números representam apenas as demissões e admissões formalizadas em Carteira de Trabalho e Previdência Social, excluindo, portanto, os trabalhadores informais, domésticos sem carteira assinada, autônomos, microempresários e trabalhadores do setor privado sem carteira assinada.

Texto: Lucas Raposo

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Mercado Pet ganhou forte impulso no Amazonas durante a pandemia

Pandemia mostrou ao ser humano a necessidade de companhia, aproximando pessoas aos animais. Consequentemente, demanda por produtos e serviços destinados aos bichos cresceram.

2 de dezembro de 2021

Bancos digitais miram crédito para aquisição de automóveis

Eles estão de olho em um mercado que movimenta, em média, R$ 15 bilhões por mês, com 70% da concessão de financiamento concentrada em cinco grandes grupos.

1 de dezembro de 2021

Canadá lidera compra de motocicletas do Polo Industrial de Manaus

Canadá ficou responsável por 25,62% das aquisições desse item, alcançando pela primeira vez o primeiro lugar no ranking de exportação das motocicletas fabricadas no PIM.

1 de dezembro de 2021

Exportações do Amazonas crescem 14% e somam US$75 milhões em outubro

A Venezuela se mantém como principal destino dos produtos amazonenses, ficando responsável pelo volume de US$ 12 milhões, com participação de 16,26% do total de exportações.

1 de dezembro de 2021

Trabalhadores do setor plástico acendem alerta de greve

Trabalhadores das empresas PAM Plásticos e Tutiplast Indústria e Comércio iniciaram os trabalhos uma hora após o horário de início de expediente.

1 de dezembro de 2021

IBGE: Índice de Preços ao Produtor cresce 2,16% em outubro

Com o resultado apurado, os preços ao produtor seguem pressionados no ano de 2021, com maiores variações percentuais mensais ocorrendo em fevereiro (5,16%) e março (4,62%).

1 de dezembro de 2021

Setor de serviços lidera geração de empregos no AM pelo sexto mês

O setor de serviços foi responsável pela admissão de 7.729 trabalhadores e pela demissão de 6.715 pessoas. O saldo foi de 1.014 novos empregos.

1 de dezembro de 2021

82% das pequenas indústrias já inovaram pelo menos uma vez

Segundo a CNI, apesar de a maioria das indústrias terem inovado, em geral as pequenas empresas ainda não têm estrutura para tornar a inovação uma atividade contínua.

1 de dezembro de 2021