fbpx

domingo, 05 de dezembro de 2021

AM discute criação de zona de desenvolvimento sustentável no Sul do estado

Zona de Desenvolvimento Sustentável Abunã-Madeira visa ações para o desenvolvimento de cadeias produtivas do agronegócio na região, que envolve os estados do AM, AC e RO.

16 de novembro de 2021

Compartilhe

Encontro aconteceu na sede do Governo do Amazonas, no bairro Compensa (Foto:Herick Pereira/Secom)

Uma reunião realizada na manhã desta terça-feira (16), em Manaus, discutiu ações ações para o desenvolvimento de cadeias produtivas do agronegócio na região, que envolve os estados do Amazonas, Acre e Rondônia, por meio do projeto Zona de Desenvolvimento Sustentável (ZDS) Abunã-Madeira, antiga Amacro. O encontro aconteceu na sede do Governo do Amazonas, no bairro Compensa.

Participaram da reunião os titulares das superintendências da Zona Franca de Manaus (Suframa) e do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), general Algacir Polsin e Louise Caroline Low, além do secretário de Estado de Produção Rural (Sepror), Petrucio Magalhães Júnior.

“É um evento coordenado pela Sudam e pela Suframa que tem o total apoio do Governo do Amazonas. Manaus está sediando essa primeira reunião, que visa o alinhamento do projeto ZDS Abunã-Madeira, uma zona, ali, que compreende o sul do estado do Amazonas e envolve também os estados do Acre e Rondônia”, adiantou Petrucio Magalhães Júnior.

De acordo com o titular da Sepror, nesta primeira reunião, a Sudam apresentará um documento referencial que dará base de sustentação e fundamentação à ZDS.

“É muito importante, é uma área de grande potencial para a bioeconomia, para o agronegócio, para o comércio e para o turismo. Então, o Governo do Amazonas está empenhado, junto com os governos do Acre e Rondônia, em apoiar essa iniciativa, que certamente vai mudar a vida de muitas pessoas que estão no sul do estado”, afirmou Petrucio.

Além do encontro desta terça-feira, ocorrerão reuniões também nas cidades de Porto Velho (RO), na quarta-feira (17), e Rio Branco (AC), na quinta-feira (18). Todas na modalidade presencial.

“Após esse alinhamento, discussão e debate sobre a ZDS, será feito um decreto e, na sequência, nós teremos várias ações. A primeira delas, e a mais importante, é nós avançarmos na regularização fundiária e, para isso, está sendo criado um grupo de trabalho, toda uma estratégia dos três governos, mais o Governo Federal, para que a gente possa garantir a quem está, hoje, em uma pequena área no sul do estado, a sua regularização fundiária”, acrescentou o secretário de Produção Rural.

A ZDS Abunã-Madeira engloba um total de sete municípios do sul do Amazonas: Humaitá, Apuí, Boca do Acre, Canutama, Lábrea, Manicoré e Novo Aripuanã.

Sustentabilidade

Titular da Sudam, Louise Caroline Low conta que, com a ZDS Abunã-Madeira, a superintendência planeja trazer melhorias na qualidade de vida da população, por meio da sustentabilidade ambiental.

“A gente pensou e focalizou, dentro desse recorte territorial, ao leste do Acre, sul do Amazonas e noroeste de Rondônia, as ações que serão implementadas. É um encontro técnico para que a gente possa alinhar ainda mais e apresentar o documento referencial, plano de ação e outras informações que estão pautando esse lindo projeto que é a ZDS Abunã-Madeira”, destacou Louise Caroline.

Segundo o superintendente da Suframa, Algacir Polsin, o grupo buscou integrar esforços de entidades federais, estaduais, municipais e da iniciativa privada para tornar a ZDS possível.

“Nós queremos promover um desenvolvimento sustentável naquela região, que venha melhorar a qualidade de vida da população e, ao mesmo tempo, contribuir para a preservação da floresta. Então, queremos promover um cinturão de proteção da floresta, ao mesmo tempo em que nós levamos novos vetores econômicos e melhoria da qualidade de vida da população que, ali, vive”, concluiu Algacir Polsin.

Projeto da ZDS Abunã-Madeira

O projeto engloba medidas que influenciarão positivamente nos setores de agronegócio, indústria, bioeconomia e turismo, além de contemplar questões que envolvem infraestrutura econômica e urbana, logística, transporte, energia e telecomunicações.

A região abrangendo 32 municípios, localizados no sul do Amazonas, leste do Acre e noroeste de Rondônia, que fazem parte do planejamento da ZDS, possui área total de 454.220 km², com desafios, em sua maioria, ocasionados por fatores logísticos e climáticos.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Tecnologia usa robôs para cumprir funções administrativas nas empresas

Automação Robótica de Processos é uma ferramenta que usa robôs na execução de tarefas simples, como fazer pedidos ou emitir notas fiscais, hoje realizadas por humanos.

4 de dezembro de 2021

Inteligência Artificial e Vídeo Analytics otimizam atendimento e serviços

Ferramenta on-line transforma imagens em informações, consegue mapear trajeto de consumidores em empresas e identificar quais produtos mais chamaram a atenção do cliente.

4 de dezembro de 2021

Confira a programação para a 3ª Feira do Polo Digital de Manaus

A feira, que tem entrada gratuita, acontecerá entre os dias 9 e 11/12, de forma híbrida – on-line e presencial, no Centro de Convenções do Amazonas - Vasco Vasques.

4 de dezembro de 2021

Luiza Trajano é uma das 25 mulheres mais influentes de 2021

Empresária e presidente do conselho do Magazine Luiza, ela é a única brasileira na lista das 25 mulheres mais influentes de 2021 do jornal britânico Financial Times.

3 de dezembro de 2021

Super Nova Era completa 10 anos e já planeja abertura de novas lojas

Novas unidades previstas para o próximo ano fazem parte do plano de expansão da rede e seguem dentro do mesmo conceito que tornou o Super Nova Era uma referência na região.

3 de dezembro de 2021

Indicador de produtividade da indústria cai 1,3%, no 3º trimestre

Indicador que mede a relação entre o volume produzido e as horas trabalhadas na produção caiu 1,3% em relação ao segundo trimestre do ano, na série livre de efeitos sazonais.

3 de dezembro de 2021

Publicado decreto que regulamenta o benefício Auxílio Gás

Famílias beneficiadas terão direito, a cada dois meses, a um valor equivalente a 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 quilos dos últimos seis meses.

3 de dezembro de 2021

Valor do imóvel residencial ficou 13,69% mais caro em 12 meses

Segundo a Ademi-AM, a alta dos custos dos materiais de construção pressionam segmentos da construção e imobiliário. Setores tentam equilibrar custos e preços dos imóveis.

3 de dezembro de 2021