fbpx

segunda, 04 de julho de 2022

Ademi prevê crescimento de edificações com Novo Código Ambiental Urbano

Terrenos que antes estavam inutilizados por conta da legislação ambiental vigente poderão ser utilizados para fins imobiliários, industriais e comerciais, prevê a Ademi-AM.

26 de agosto de 2021

Compartilhe

(Foto: Reprodução)

O mercado imobiliário do Amazonas comemorou a aprovação do Projeto de Lei (PL) 1877/21, de autoria do deputado federal Marcelo Ramos (PL). O PL prevê a instituição do Código Ambiental Urbano no País.

Para o vice-presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM), Hélio Alexandre, terrenos que antes estavam inutilizados, por conta da legislação ambiental vigente, poderão ser utilizados para fins imobiliários, industriais e comerciais.

“Por exemplo, atualmente, em Manaus há terrenos vazios, em que os proprietários pagam o IPTU [Imposto Predial e Territorial Urbano], sem poder empreender, porque são áreas próximas a rios, igarapés ou afluentes do rio Negro. Mediante esse novo Código Ambiental Urbano, essas proibições são anuladas e será possível edificar nesses terrenos – claro que respeitando a legislação prevista no projeto de distanciamento para os rios, igarapés e afluentes”, explica Hélio.

Como exemplo, Hélio cita o caso de indústrias, que, segundo ele, algumas precisam estar próximas de rios, igarapés ou afluentes.

“Há algumas indústrias que se instalam na beira do rio e precisam dele não por uma questão de estar lá, mas porque precisam da água, de alimentar máquinas e equipamentos com um volume d’água muito grande – então algumas industrias serão beneficiadas”, enfatiza o vice-presidente da Ademi-AM.

Novo Código Ambiental Urbano vai inibir invasões de terras

Ainda conforme Hélio, o projeto vai contemplar a ocupação regular de áreas próximas a rios e evitar invasões de sem-terras.

“Áreas próximas do rio, que são proibidas de fazer indústria porque não estão a 500 metros das áreas do rios, acabam sendo ocupadas por invasão. Então, eu acho que o projeto tá atuando principalmente na questão das invasões, pois onde tem áreas vazias as pessoas vão lá invadir. Mas, agora não haverá invasões, mas sim uma ocupação imobiliária, industrial e comercial”, prevê Hélio Alexandre.

Alexandre cita, como exemplo, uma área próxima a rio no bairro Educandos, Zona Sul de Manaus. “Há lugares que eu poderia fazer uma loja, mas se eu estiver a menos de 500 metros do rio eu não poderei fazer. Por exemplo: um supermercado, um atacarejo ou uma loja de materiais de construção, e com isso vai proporcionar alguns crescimentos dentro da cidade de Manaus”.

Projeto também é benéfico às cidades do interior do Amazonas

“Em se falando de Estado, o Amazonas é todo rodeado por águas e, com isso, a maioria das cidades do interior é proibida de fazer edificações. Mediante esse novo Código Ambiental Urban,o nós vamos ter uma legislação nova, em que as cidades do interior também vão poder construir onde há espaço para esse tipo de obra”, reforça o vice-presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas.

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

BNDES reúne bancos de desenvolvimento globais na ExpoAmazônia

Tema sustentabilidade norteou boa parte das discussões ao longo dos objetivos principais da ExpoAmazônia sediada em Manaus.

3 de julho de 2022

Alta da Selic atrai investidores para renda fixa isenta de Imposto de Renda

Com a alta da taxa básica de juros, o mercado tem oferecido aos investidores títulos emitidos por grandes empresas, sem cobrança de impostos, com retorno real.

3 de julho de 2022

Petrobras tem trabalhadores e bancos como minoritários no Governo Bolsonaro

Acionistas viraram alvo de Jair Bolsonaro em meio à crise provocada pelas conturbadas trocas de comando na Petrobras, que resiste em elevar os preços dos combustíveis.

3 de julho de 2022

Infraestrutura de conectividade pauta palestra na ExpoAmazônia

Diretor de projetos do Ministério das Comunicações disse que leitos dos rios é a forma mais sustentável de implantar cabos subfluviais para conectar internet na Amazônia.

3 de julho de 2022

Receita Federal alerta para golpe do falso IOF antecipado via Pix

A Receita Federal informa que jamais fornece dados para recolhimento de tributos ou de taxas via transferência. Os fraudadores fornecem documentos falsos de notificação.

2 de julho de 2022

Aumenta o número de brasileiros endividados acima de 60 anos

Ao todo, o país tem 66,1 milhões de endividados – recorde da série histórica iniciada em 2016. Antes, o pico do endividamento foi atingido em abril de 2020, com 65,9 milhões.

2 de julho de 2022

Leis que beneficiam policiais e professores são sancionadas no AM

Governador do Amazonas beneficia policiais civis com equiparação da aposentadoria e professores da rede pública estadual de ensino com 14º e 15º salários.

2 de julho de 2022

Manaus vai sediar maior evento de networking de Tecnologia e Inovação

Estão abertas as inscrições para o ‘AATEC Day 2022’, evento gratuito voltado para gestores e profissionais de Tecnologia e Inovação. Evento vai acontecer em 23 de julho.

1 de julho de 2022