fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

Abono salarial de 2019 esquecido por trabalhadores já pode ser pedido

O abono salarial referente aos meses trabalhados em 2019 poderá ser pedido ao Ministério do Trabalho presencialmente, por telefone, por aplicativo ou por e-mail.

3 de abril de 2022

Compartilhe

É necessário pedir retirada ao Ministério da Previdência e Trabalho (Foto: Reprodução)

Cerca de 320 mil trabalhadores que não sacaram o abono salarial de 2019 já podem pedir a retirada dos valores. O prazo começou na última quinta-feira (31). Originalmente, o prazo começaria em 8 de fevereiro, mas foi adiado pelo Ministério da Previdência e Trabalho.

O abono referente aos meses trabalhados em 2019 poderá ser pedido presencialmente, por telefone, por aplicativo ou por e-mail. Segundo o ministério, R$ 208,5 milhões foram esquecidos por 320.423 trabalhadores que deveriam ter feito o saque até 30 de junho de 2021.

Quem optar pelo saque presencial deve ir a uma das unidades de atendimento do Ministério do Trabalho e Previdência para pedir a abertura de recurso administrativo para reenvio do valor à Caixa Econômica Federal, no caso do Programa de Integração Social (PIS), ou ao Banco do Brasil, no caso do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

O pedido também pode ser feito pela central Alô Trabalhador, no telefone 158. Também é possível fazer o procedimento, por e-mail, enviando o pedido de recurso administrativo para o endereço trabalho.uf@economia.gov.br. As letras “uf” devem ser trocadas pela sigla do estado onde o trabalhador habita.

Por fim, o pedido pode ser realizado pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital, disponível para os celulares dos sistemas Android e iOS. O ministério recomenda ao trabalhador atualizar o aplicativo para que possa verificar se tem direito ao benefício, o valor do abono, a data de saque e o banco para recebimento. O Portal Gov.br, também fornecerá essas informações.

Quem tem direito

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos, e que tenha trabalhado formalmente por, no mínimo, 30 dias no ano-base considerado para a apuração, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor do abono é proporcional ao período em que o empregado trabalhou com carteira assinada em 2020. Cada mês trabalhado equivale a um benefício de R$ 101, com períodos iguais ou superiores a 15 dias contados como mês cheio. Quem trabalhou 12 meses com carteira assinada receberá o salário mínimo cheio, que atualmente é de R$ 1.212.

O benefício não é pago aos empregados domésticos. Isso porque o abono salarial exige vínculo empregatício com uma empresa, não com outra pessoa física. Jovens aprendizes também não têm direito.

Fonte: Agência Brasil

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

STF valida Lei do AM que iguala salários de escrevente com o de analista

Para o STF, a lei amazonense não promoveu a transposição de servidores ou o provimento de cargos sem concurso público, apenas deu isonomia para categoria em extinção.

21 de maio de 2022

MPAM pede anulação de prova do concurso da Sefaz para Auditor

O Ministério Público identificou que prova tinha questões que fugiram ao que estava previsto no edital e pediu pela suspensão do exame para a categoria.

21 de maio de 2022

Faturamento do varejo cresce 3,5% em relação ao período pré-pandemia

Para a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus, a abertura de novos empregos na capital impulsionou os resultados, contribuindo para a recuperação do segmento.

21 de maio de 2022

Lei de tempo de espera máximo para atendimento é sancionada, no AM

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas destaca que, para que o consumidor consiga indenização perante a Justiça, é necessário recorrer ao Poder Judiciário.

20 de maio de 2022

PL destina recursos do pré-sal para políticas de pesca e aquicultura

Projeto de Lei 6114/19 destina para as políticas de aquicultura e pesca dos estados e municípios até 1% dos recursos arrecadados pela União com venda dos barris de petróleo.

20 de maio de 2022

PIM poderá ganhar fábrica da Tesla, empresa de Elon Musk, diz colunista

Informação é do colunista Igor Gadelha, do site Metrópoles. Em setembro do ano passado, a empresa apresentou, pela primeira vez, um protótipo de um veículo de duas rodas.

20 de maio de 2022

Em 4 meses, a arrecadação tributária do AM cresce 4% e supera R$ 5 bi

Crescimento reflete o bom desempenho da atividade comercial, e ainda, do subsetor de postos de combustíveis, que registraram alta na arrecadação, respectivamente, de 6% e 10%

20 de maio de 2022

Governo publica decreto com regras para mercado de carbono

Medida exige que os ministérios do Meio Ambiente e da Economia criem um plano de mitigação das mudanças climáticas, em que serão definidas metas de emissão de gases.

20 de maio de 2022