segunda-feira, 24 de junho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

LOGÍSTICA

Dnit informa que obras de dragagem no Amazonas começam no segundo semestre

Contrato com a empresa vencedora será de cinco anos, informa o órgão do Ministério dos Transportes.
COMPARTILHE
Dnit,Foz do Madeira,dragagem,logística,seca histórica,Amazonas,Ministério dos Transportes,Cieam,Grupo Chibatão
Obras de dragagem no rio Amazonas devem começar agosto (Foto: Divulgação)

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) anunciou que o processo de licitação para contratação de uma empresa que realizará obras de dragagem na região do Tabocal e na enseada do Madeira, no Amazonas, está agendado para o início do segundo semestre deste ano. As obras têm previsão de início também no segundo semestre, embora os dados específicos e os valores de investimento ainda não tenham sido definidos.

O contrato com a empresa vencedora terá duração de cinco anos.

O Dnit também destacou a existência de um Plano Anual de Manutenção de Dragagem e Sinalização Náutica, que visa manter a navegabilidade do rio Amazonas o ano todo. Este plano é crucial, especialmente considerando um estudo recentemente recebido do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam) e do Grupo Chibatão, que especifica os pontos críticos que são analisados ​​de dragagem para garantir a passagem segura de navios durante secas severas.

Os líderes empresariais e as autoridades locais têm pressões por uma solução mais estreita e eficaz para a manutenção da navegação dos rios na região, especialmente durante períodos de estiagem severos, em vez de dependerem apenas de intervenções emergenciais.

No ano passado, uma seca histórica no Amazonas resultou em prejuízos bilionários para a economia local e causou danos significativos aos moradores de vários municípios da região.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Leia mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE