fbpx

sexta, 23 de julho de 2021

Voluntários se mobilizam para ajudar famílias atingidas pela cheia

O grupo 'Parceiros Brilhantes' já conseguiu atender mil famílias de cinco municípios do Amazonas, além da capital, com alimentos e produtos de higiene pessoal.

25 de junho de 2021

Compartilhe

A iniciativa de um grupo composto por seis amigos busca amenizar o drama dos manauaras atingidos pela cheia (Foto: Divulgação)

Apesar do nível das águas do rio Negro ter estabilizado e até apresentar uma redução lenta nos últimos dias, milhares de famílias de Manaus e de todo o Amazonas continuam sem condições de retornar às suas casas e passam por momentos de extrema vulnerabilidade, principalmente alimentar, que se agrava ainda mais diante da pandemia da Covid-19, acentuando a crise econômica e o desemprego.

Face a esse cenário, as campanhas e o voluntariado realizado por pessoas, entidades e grupos em toda a cidade tem sido fundamental para assegurar que, pelo menos, famílias possam ter o mínimo de assistência neste calamitoso período, como a Organização da Sociedade Civil (OSC) ‘Parceiros Brilhantes’, que, desde 2019, desenvolve um trabalho de arrecadação de fundos que são convertidos em cestas básicas. Inclusive, no final de abril, a ‘Parceiros Brilhantes’ lançou a campanha ‘SOS Cheia AM’, destinada ao apoio das famílias atingidas na capital e nos municípios da Região Metropolitana.

“Nesse período, já conseguimos assistir mil famílias de Manaus, no Careiro da Várzea, Careiro Castanho, Iranduba, Manacapuru e Itacoatiara. É importante ressaltar que, além dos alimentos, a água potável também é fundamental neste momento”, ressaltou a fundadora e diretora da organização, Mayara Brilhante, ao falar acerca dos kits entregues às famílias, galões de 5 litros e produtos de higiene pessoal.

Com uma rede de apoio formada por 1,5 mil voluntários, o projeto social ‘Auxiliares do Bem’ arrecada, além dos alimentos, roupas e outros materiais que são utilizados para diversos fins, desde a distribuição de sopas para moradores de rua à entrega de donativos para hospitais, abrigos e associações de moradores de comunidades atingidas pela cheia.

“As consequências da cheia histórica deste ano se agravaram, ainda mais por conta da pandemia, provocando uma situação de vulnerabilidade sem precedentes, e o apoio de todos os setores da sociedade é fundamental para que possamos oferecer o suporte para tantas pessoas”, afirmou uma das coordenadoras do projeto, Izabella dos Santos Ferreira.

União de todos

A iniciativa de um grupo composto por seis amigos e advogados é voltada para a mobilização da classe para amenizar o drama dos manauaras atingidos pela cheia, culminando no lançamento da campanha ‘Causa Solidária’, na segunda semana de junho e a uma grande ação que em pouco mais de duas semanas já reúne 71 profissionais da área e realizou a entrega de mais de duas toneladas de alimentos para moradores dos bairros São Jorge, Educandos, Colônia Antônio Aleixo e Puraquequara, em Manaus.

“Muito mais do que uma atração turística ou para tirar fotos, a cheia é um problema grave, muitas famílias perderam tudo o que tinham, além de estarem passando fome e privações. A água não vai baixar agora e o dever chama a todos, inclusive a classe dos advogados, para que estejamos presentes neste momento”, Sywan Peixoto Neto, um dos idealizadores do projeto.

Meta é ampliar alcance

Ainda segundo o advogado, com o maior número de voluntários e colaboradores, será possível ampliar ainda mais o alcance e a quantidade de pessoas beneficiadas.

“Nossa expectativa, assim como de todos que abraçaram esta causa, é que possamos aumentar a cada semana a assistência e o apoio às famílias, porque somente indo a cada local e conhecendo de perto a realidade, podemos ter a dimensão do que está acontecendo em Manaus”, acrescentou Peixoto Neto.

A mesma opinião é compartilhada pelo diácono Afonso Brito, um dos coordenadores da ‘Campanha Pelas Vítimas da Enchente’, da Arquidiocese de Manaus, que já atendeu mais de 1,5 mil famílias na capital e em Manacapuru desde o início do período mais agudo da cheia.

“Precisamos nos unir e sensibilizar a todos que puderem ajudar, principalmente, com alimentos e água, porque o cenário que encontramos de pandemia, famílias desabrigadas e sem ter o que comer, demanda urgência, não podendo esperar”, ressaltou.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

MPF-AM recomenda que 30% da merenda escolar saia da agricultura familiar

O MPF estabelece prazo de 15 dias, contados a partir do recebimento do documento, para prestação das informações sobre as medidas recomendadas.

23 de julho de 2021

UEA ganha prêmio internacional por balsa com recursos anti-Covid

Projeto 'Arapaima Gigas', desenvolvido pelo grupo de estudantes, teria capacidade para levar 300 pessoas de Manaus a Tefé, num percurso de 20 horas.

22 de julho de 2021

Detran-AM abre credenciamento para novos leiloeiros

Os novos leiloeiros serão credenciados para atuar por 12 meses para realizar leilões em nome do Detran Amazonas.

22 de julho de 2021

Roubos a ônibus em Manaus diminuem e número é o menor em três anos

Registros de roubos a ônibus do transporte coletivo apresentaram queda pelo segundo mês consecutivo. De janeiro até maio, as ocorrências deste tipo de crime reduziram em 8%.

22 de julho de 2021

Detran-AM encerra a entrega de CNH por drive-thru em Manaus

Com o encerramento do drive-thru, o número de vagas para a entrega da CNH na sede saltou de 72 para 360 agendamentos disponíveis por dia.

22 de julho de 2021

Ciclovia será construída no entorno da Reserva Ducke e vai integrar Anel Leste

A ciclovia contará com três metros de largura e 5,6 quilômetros de extensão, com fluxo em duas mãos, e faz parte da construção do complexo Viário Anel Leste.

22 de julho de 2021

Inca prevê diagnóstico de câncer de boca em 120 amazonenses neste ano

Vício em produtos à base de nicotina, assim como o consumo excessivo de álcool, irrita as células orais e as torna vulneráveis ao câncer de boca.

22 de julho de 2021

OAB e Aleam anunciam cursos de capacitação para conselheiros tutelares

O treinamento será ofertado, principalmente, para os conselheiros tutelares no interior. No mesmo encontro os órgãos lançarão uma cartilha para prevenir os crimes.

22 de julho de 2021