fbpx

domingo, 05 de dezembro de 2021

Sentença determina que União e Estado invistam na saúde de Guajará

Plano de melhoria do atendimento em saúde básica foi apresentado pelo município em ação do MPF, mas deve ser complementado conforme atribuições estaduais e federais.

3 de maio de 2021

Compartilhe

Prefeitura de Guajará apresentou plano de melhorias em saúde, falta Estado e União (Foto: Divulgação)

Em ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal determinou que a União e o Estado do Amazonas apresentem medidas relativas ao atendimento em saúde no município de Guajará (a 1.494 quilômetros de Manaus). O município de Guajará já apresentou um plano para melhorias no atendimento em saúde básica e União e Estado devem complementar as ações, conforme a atribuições de cada um.

A determinação está na sentença proferida pela Justiça na ação civil pública apresentada pelo MPF em 2018. O prazo para que a União e o Estado do Amazonas complementem o Plano de Adequação de Atendimento de Atenção Básica apresentado pelo município de Guajará é de 60 dias e as medidas devem garantir que as ações e serviços de saúde de atenção primária sejam ofertados com adequação e suficiência para todos os habitantes da localidade, sejam eles moradores da zona urbana ou da zona rural do município, conforme prevê o Sistema Único de Saúde (SUS).

Na sentença, a Justiça Federal destaca que a saúde é considerada direito fundamental pela Constituição Federal e que a Lei nº 8.080/90 trata do SUS como um conjunto de ações e serviços de saúde, prestados por órgãos e instituições públicas federais, estaduais e municipais. “A mesma lei prevê ainda, para melhor execução das atividades do SUS, a descentralização político-administrativa. No entanto, ainda que o atendimento primário do SUS seja atribuído aos Municípios, isso não significa que os demais entes estão isentos de atuação conjunta, dentro de suas esferas de atribuição”, afirma trecho do documento.

Situação precária

O MPF passou a acompanhar o caso após inspeções in loco realizadas como parte do projeto MPF na Comunidade. Em 2015, em visita à comunidade do Gama, distante cerca de 30 quilômetros da sede do município de Guajará, foi constatado que a Unidade Básica de Saúde (UBS) lá instalada funcionava quase exclusivamente para o controle da malária, não possuindo insumos e equipe permanente com profissionais da saúde habilitados para a realização de atendimentos primários aos mais de 400 comunitários.

Em nova visita realizada em 2017, o MPF identificou que a situação da saúde na comunidade permanecia a mesma.

A ação civil pública tramita na 3ª Vara Federal no Amazonas, sob o nº 1003319-64.2018.4.01.3200.

Leia mais:

Leia mais Dia a Dia

RealTime1 mostra o drama do garimpo no rio Madeira, no Amazonas

O jornalista Caio Fonseca, enviado especial do RealTime1 à região de garimpo no rio Madeira, acompanhou de perto as famílias que dependem da atividade para sobreviver.

4 de dezembro de 2021

Cenário epidemiológico aponta queda nas notificações de rabdomiólise

Doença causada, ao que parece, pela ingestão de peixes contaminados, segue monitorada pelas autoridades sanitárias do Estado.

4 de dezembro de 2021

Prefeitura abre processo seletivo para cursos de empreendedorismo

Serão duas mil vagas em cursos de capacitação empreendedora promovidos pela Semtepi e o Instituto Visão Amazônica.

4 de dezembro de 2021

Moradores na comunidade da Sharp são orientados sobre o Prosamin+

A entrega dos certificados começa na segunda-feira (6) aos primeiros 427 imóveis cujas famílias cadastradas serão reassentadas antes do início das obras no local.

4 de dezembro de 2021

Hospital 28 de Agosto nega aumento de internações por Covid-19 no AM

Diretora da unidade divulgou vídeo nesta sexta-feira (3) para desmentir lotação na sala rosa, instalada na unidade para casos confirmados de Covid-19.

3 de dezembro de 2021

Ômicron assusta amazonenses: maioria opta por não ter Carnaval em 2022

Chegada da variante Ômicron no Brasil e o aumento dos casos de Covid-19 no Amazonas podem impor a ampliação do jejum do Carnaval, que não é realizado há quase dois anos.

3 de dezembro de 2021

Vacinação contra a Covid-19 terá 20 pontos em Manaus neste sábado

Toda a lista de postos de vacinação fica disponível no site da Semsa. A população pode verificar as datas para aplicação de 2ª ou 3ª dose no Imuniza Manaus.

3 de dezembro de 2021

Vacinas agem contra covid grave, mesmo com chegada de nova variante

Richard Lessels, especialista em doenças infectocontagiosas, diz que vacinas são a ferramenta que pode evitar a doença grave e a hospitalização.

3 de dezembro de 2021