fbpx

quinta, 02 de dezembro de 2021

Saiba quais são os municípios mais procurados pela população do Amazonas

Os municípios do Amazonas estão distribuídos em nove calhas. Destas, as fiscalizações da Arsepam atendem, até o momento, oito com saída de Manaus.

23 de novembro de 2021

Compartilhe

O estudo compreende o período de atuação da Arsepam no modal hidroviário intermunicipal de passageiros (Foto: Divulgação)

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam), por meio do Departamento de Transporte Hidroviário (DETH), realizou uma pesquisa que aponta os municípios mais procurados do estado, por calhas de rios, pela população durante a pandemia. O estudo leva em consideração o transporte longitudinal, de perímetro livre, das viagens com saída a partir dos postos de fiscalização do órgão em Manaus.

Os municípios do Amazonas estão distribuídos em nove calhas. Destas, as fiscalizações da Arsepam atendem, até o momento, oito com saída de Manaus.

Na calha do Alto Solimões, as cidades mais procuradas são Tabatinga, Benjamin Constant e São Paulo de Olivença. No Médio Solimões, Tefé, Coari e Fonte Boa. Por sua vez, no Baixo Solimões, Manacapuru, Iranduba e Codajás. Na calha do rio Juruá, Carauari, Eirunepé e Envira.

Na calha do Purus, os destinos mais procurados são Lábrea, Boca do Acre e Pauini. No Baixo Amazonas, os municípios de Parintins, Maués e Barreirinha recebem um maior fluxo de passageiros. No Médio Amazonas, Itacoatiara, Autazes e Urucurituba. Por fim, na calha do Madeira, Manicoré, Humaitá e Borba.

A única calha que não conta com fiscalização da autarquia na capital é a do rio Negro, que compreende os municípios de Barcelos, Manaus, Novo Airão, Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira. A partir de Manaus, as regiões são acessadas por meio do Porto do São Raimundo, na zona oeste, sendo de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

À frente do DETH, o engenheiro mecânico Pedro Castro relatou que, apesar do infortúnio da pandemia, os dados puderam ser levantados pelas equipes de fiscais. Ele explicou que, mesmo com as medidas de restrição em relação à lotação das embarcações, ocorridas de março de 2020 a setembro de 2021, o estudo conseguiu verificar os municípios por calhas mais procurados pelas pessoas.

“Com a regulamentação e o futuro fim da pandemia, poderemos levantar, com ainda mais exatidão, esses dados tão importantes”, afirmou.

Levantamento visa melhorias no sistema

O diretor-presidente da Arsepam, João Rufino Júnior, destacou que as equipes da Agência Reguladora estão empenhadas no processo de conhecimento da real condição do transporte hidroviário no Amazonas.

Por isso, equipes da autarquia fizeram visitas técnicas a Instalações Portuárias Públicas de Pequeno Porte (IP4) de alguns municípios do Amazonas. E, em breve, novas devem ocorrer para fortalecer a proposta, sendo a calha do Baixo Amazonas a próxima a ser conhecida e vistoriada.

O gestor destacou ainda que o workshop sobre a Lei Estadual n° 5.604, realizado em outubro deste ano pela Arsepam, com empresários, armadores, entre outros profissionais que atuam no serviço de transporte hidroviário de passageiros e cargas, está ajudando a fortificar a proposta de regulamentação.

“Esse estudo é importante porque nos possibilita conhecer esses fluxos de passageiros que partem de Manaus em direção aos municípios com maior demanda. Serve também para identificarmos se as linhas existentes são suficientes, se precisa haver mais linhas ou se tem ajustes necessários para fazermos. [A pesquisa] é importante para avançarmos nesse trabalho de regulamentação da Lei 5.604 e, também, em um segundo momento, para conhecermos o perfil dos usuários desse transporte”, disse o gestor.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

População local do Rio Madeira vê o drama por trás da rotina do garimpo

O que agora preocupa os moradores locais é a suposta contaminação da água pelas 131 máquinas e balsas que foram queimadas e afundaram nas águas do Madeira.

2 de dezembro de 2021

Fornecimento de água a famílias de baixa renda não será cortado esse mês

Será garantido o estabelecimento de regras especiais para parcelamento e pagamento da dívida. A iniciativa deve beneficiar 70 mil famílias.

2 de dezembro de 2021

UEA abre inscrições para Vestibular e SIS 2021 para acesso 2022

O período para a isenção da taxa de inscrição será de 13 a 14 de dezembro, com divulgação do resultado da análise no dia 17 de dezembro, pelo portal da UEA.

1 de dezembro de 2021

Nível do rio Negro subiu 1,52m em novembro e cota chegou a 20,97 metros

Comparando o período atual com o mesmo do ano passado, a diferença é de 3,46 metros, pois novembro de 2020 a cota do rio fechou em 17,51 metros.

1 de dezembro de 2021

Medidas de incentivo à vacinação contra Covid serão reforçadas no AM

O governador Wilson Lima destacou que, com a vacinação, o Estado chegou a ficar 21 dias sem registrar óbitos pela doença no mês de novembro; campanha será intensificada.

1 de dezembro de 2021

Combate ao HIV/Aids: campanha de testagem dá início ao Dezembro Vermelho

De 2010 a 2020 foram notificados no Sinan, no estado do Amazonas, 9.879 casos de infecção pelo HIV, sendo 75,4% do sexo masculino e 24,6% do sexo feminino.

1 de dezembro de 2021

Tarifa Social de Energia alcançará todos os beneficiários do CadÚnico

O deputado Marcelo Ramos atuou na defesa da, agora, Lei que vai elevar de 185 mil para 400 mil o número de beneficiados em todo o Amazonas.

1 de dezembro de 2021

Campanha pretende conscientizar sobre importância do jornalismo profissional

A ideia é diferenciar os veículos que produzem informação com responsabilidade daqueles que são focados apenas em conquistar audiência por meios antiéticos.

1 de dezembro de 2021