fbpx

sexta, 01 de julho de 2022

Saiba quais são os municípios mais procurados pela população do Amazonas

Os municípios do Amazonas estão distribuídos em nove calhas. Destas, as fiscalizações da Arsepam atendem, até o momento, oito com saída de Manaus.

23 de novembro de 2021

Compartilhe

O estudo compreende o período de atuação da Arsepam no modal hidroviário intermunicipal de passageiros (Foto: Divulgação)

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam), por meio do Departamento de Transporte Hidroviário (DETH), realizou uma pesquisa que aponta os municípios mais procurados do estado, por calhas de rios, pela população durante a pandemia. O estudo leva em consideração o transporte longitudinal, de perímetro livre, das viagens com saída a partir dos postos de fiscalização do órgão em Manaus.

Os municípios do Amazonas estão distribuídos em nove calhas. Destas, as fiscalizações da Arsepam atendem, até o momento, oito com saída de Manaus.

Na calha do Alto Solimões, as cidades mais procuradas são Tabatinga, Benjamin Constant e São Paulo de Olivença. No Médio Solimões, Tefé, Coari e Fonte Boa. Por sua vez, no Baixo Solimões, Manacapuru, Iranduba e Codajás. Na calha do rio Juruá, Carauari, Eirunepé e Envira.

Na calha do Purus, os destinos mais procurados são Lábrea, Boca do Acre e Pauini. No Baixo Amazonas, os municípios de Parintins, Maués e Barreirinha recebem um maior fluxo de passageiros. No Médio Amazonas, Itacoatiara, Autazes e Urucurituba. Por fim, na calha do Madeira, Manicoré, Humaitá e Borba.

A única calha que não conta com fiscalização da autarquia na capital é a do rio Negro, que compreende os municípios de Barcelos, Manaus, Novo Airão, Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira. A partir de Manaus, as regiões são acessadas por meio do Porto do São Raimundo, na zona oeste, sendo de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

À frente do DETH, o engenheiro mecânico Pedro Castro relatou que, apesar do infortúnio da pandemia, os dados puderam ser levantados pelas equipes de fiscais. Ele explicou que, mesmo com as medidas de restrição em relação à lotação das embarcações, ocorridas de março de 2020 a setembro de 2021, o estudo conseguiu verificar os municípios por calhas mais procurados pelas pessoas.

“Com a regulamentação e o futuro fim da pandemia, poderemos levantar, com ainda mais exatidão, esses dados tão importantes”, afirmou.

Levantamento visa melhorias no sistema

O diretor-presidente da Arsepam, João Rufino Júnior, destacou que as equipes da Agência Reguladora estão empenhadas no processo de conhecimento da real condição do transporte hidroviário no Amazonas.

Por isso, equipes da autarquia fizeram visitas técnicas a Instalações Portuárias Públicas de Pequeno Porte (IP4) de alguns municípios do Amazonas. E, em breve, novas devem ocorrer para fortalecer a proposta, sendo a calha do Baixo Amazonas a próxima a ser conhecida e vistoriada.

O gestor destacou ainda que o workshop sobre a Lei Estadual n° 5.604, realizado em outubro deste ano pela Arsepam, com empresários, armadores, entre outros profissionais que atuam no serviço de transporte hidroviário de passageiros e cargas, está ajudando a fortificar a proposta de regulamentação.

“Esse estudo é importante porque nos possibilita conhecer esses fluxos de passageiros que partem de Manaus em direção aos municípios com maior demanda. Serve também para identificarmos se as linhas existentes são suficientes, se precisa haver mais linhas ou se tem ajustes necessários para fazermos. [A pesquisa] é importante para avançarmos nesse trabalho de regulamentação da Lei 5.604 e, também, em um segundo momento, para conhecermos o perfil dos usuários desse transporte”, disse o gestor.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Resultados dos concursos da PGE, Detran e SSP são homologadas no Amazonas

Governador do Amazonas, Wilson Lima homologou os resultados finais dos concursos do Detran, SSP e PGE e destacou convocações de outros certames e edital da Afeam.

1 de julho de 2022

Incêndios na Amazônia atingem maior volume para junho em 15 anos

Programa Queimadas do Inpe contabilizou 2.562 focos de incêndio no bioma ao longo do mês. O recorde anterior foi registrado em junho de 2007, com 3.519 focos de queimada.

1 de julho de 2022

700 mil manauaras estão com vacina atrasada e casos de Covid sobem 1000%

De acordo com os boletins emitidos pela Semsa, o número de casos de Covid-19 saltou de 26 no dia 14 de junho para 447 no dia 30 do mesmo mês.

1 de julho de 2022

Studio 5 volta a ser ponto de vacinação contra a Covid-19

A vacinação no Studio 5 vai funcionar com o atendimento de segunda a sábado, das 9h às 16h Pessoas acima de 18 anos já estão aptas a tomar a quarta dose do imunizante.

1 de julho de 2022

Inscrições para segundo processo do Sisu terminam nesta sexta-feira

É preciso ter feito a última edição do Exame Nacional do Ensino Médio, não ter tirado zero na prova de redação e não ter se declarado como treineiro no Enem.

1 de julho de 2022

Dados da Covid ficarão disponíveis no site da FVS-AM no período eleitoral

Em atenção à Lei Eleitoral nº 9.504/1997, está suspenso o envio de dados e textos, via Secretaria de Comunicação do Estado, a partir de 2 de julho até o final das eleições.

30 de junho de 2022

4ª dose da vacina contra Covid é liberada para público a partir dos 18 anos

A campanha de vacinação contra a Covid-19 ganha o reforço de mais 28 pontos e agora totaliza 81 locais para atender o público infantil e adulto.

30 de junho de 2022

Proibição de demarcação de terras agrava insegurança de indígenas

Casos de violência contra indígenas e ativistas, com relatos de assassinatos na Amazônia, foram relatados pelo CIMI em evento do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

30 de junho de 2022