fbpx

terça, 18 de janeiro de 2022

Ministério Público investiga estudo com o uso de cloroquina

O Ministério Público do Amazonas quer explicações detalhadas sobre o fracasso dos experimentos feitos em 81 pacientes sobre o uso da Cloroquina por cientistas amazonenses.

23 de junho de 2020

Compartilhe

Foi comprovado que a cloroquina em excesso mata mais que o Covid

Estudo realizado no Amazonas sobre o uso da cloroquina contra a Covid-19, interrompido precocemente, chegou ao Ministério Público do Estado.

Através de Procedimento Investigatório Criminal, comandado pelo promotor de justiça Edinaldo Aquino Medeiros, o MP quer saber do médico Marcus Vinícius Guimarães Lacerda, que comandou o estudo, quais as consequências nos 81 pacientes nos quais o medicamento foi testado.

Cerca de 26 cientistas participaram da pesquisa, mas o infectologista Marcus Lacerda admitiu para publicações internacionais, que a alta dosagem do medicamento é “muito tóxica e mata mais pacientes”.

Foi esse o motivo, segundo ele, da interrupção do estudo amazonense, que vinha sendo financiado pelo Governo do Amazonas, Fiocruz, Suframa, Capes, Fapeam e alguns fundos federais concedidos por senadores brasileiros.

Agora, o Ministério Público quer saber qual o relacionamento entre o estudo e a morte de pacientes submetidos às suas testagens com o uso do medicamento Cloroquina.

O procedimento foi instaurado com base notícias de fato n.º 01.2020.00001081-7 e 01.2020.00001082-8.

O MP-AM quer que o médico responsável apresente cópia integral da pesquisa e documentos referentes a todos os pacientes experimentados, tais como: termo de anuência; anamnese médica, especialmente quanto a cardiopatia, diabetes, epilepsia ou miastenia graves.

Além de exames realizados antes da experimentação, como eletrocardiograma, hemograma completo, Glicemia, nível de saturação de oxigênio, teste de Hipersensibilidade (alergia) a cloroquina ou a qualquer outro componente da fórmula do Farmanguinhos cloroquina Difosfato de cloroquina e outros realizados.

E ainda informar se algum dos participantes da pesquisa fazia uso de outros remédios associados, em especial: antiácidos, aurotioglicose, cepridil, cisaprida, gemifloxacino, amiodarona, alofantrina, isoflurano, mesoridazina, pimozida, terfenadina, tioridazina, ziprasidona, digoxina, ciclosporina, cimetidina, proguanil, fenilbutazona, mefloquina, penicilina, heparina, clorpromazina, metotrexato, praziquantel e também com medicamentos utilizados para o tratamento de convulsões e ou epilepsia.

Além do médico responsável pela pesquisa, o Ministério Público está pedindo informações da Fundação de Medicina Tropical e o Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz.

Leia mais Dia a Dia

Pelo quinto dia seguido, Amazonas registra mais de mil casos de Covid-19

Desde o dia 11 de janeiro, o Amazonas registra números de casos positivos acima de mil por dia. A partir do dia 13, os registros começaram a superar os dois mil casos.

18 de janeiro de 2022

Segundo Centro de Testagem para Covid-19 será aberto nesta quarta-feira

Na semana passada, a Prefeitura abriu o primeiro centro de testagem, no Centro de Convenções Studio 5. Este segundo ponto terá capacidade para realizar 200 testes por hora.

18 de janeiro de 2022

Mais de 200 crianças foram vacinadas contra a Covid-19 em Manaus

A abertura da vacinação para crianças com comorbidades e deficientes de 5 a 11 anos ocorreu ontem em quarto pontos espalhados pela cidade. A vacina aplicada é a da Pfizer.

18 de janeiro de 2022

Risco de hipertensão e diabetes é maior entre população mais pobre

Risco de doenças crônicas é maior entre os adultos que frequentaram apenas oito anos do Ensino o que indica também inclinação maior ao sedentarismo e ao tabagismo.

18 de janeiro de 2022

Índice de vacinação no interior do Amazonas ainda é preocupante

Em municípios como Tabatinga e Ipixuna, menos de 30% da população está completamente imunizada. Wilson Lima afirmou que tem buscado formas de aumentar essas estatísticas.

18 de janeiro de 2022

Mais de 43 mil reservas de vagas para novos alunos são feitas em 12 horas

Reservas de vagas são feitas no site de matrículas que atende de forma simultânea a rede pública municipal e estadual de Ensino.

18 de janeiro de 2022

81% dos brasileiros apoiam passaporte de vacina em lugar fechado

Pesquisa da Datafolha vê maioria da população favorável ao passaporte de vacina contra Covid-19 o que tem forte oposição do governo Jair Bolsonaro.

17 de janeiro de 2022

Número de motoristas alcoolizados dirigindo veículos em Manaus cai 20%

Dirigir sob o efeito de bebida alcoólica ou se recusar a fazer o teste do bafômetro são consideradas infrações de trânsito gravíssimas, passível de multa ou suspensão da CNH.

17 de janeiro de 2022