fbpx

domingo, 03 de julho de 2022

Mesmo com a crise, exportações do Amazonas crescem 30,64%

Presidente Figueiredo e Itacoatiara se mantiveram como os maiores exportadores do Amazonas no eixo das cidades do interior. Juntos exportaram US$ 5,76 milhões.

7 de novembro de 2020

Compartilhe

Exportações totalizaram US$ 67,97 milhões. (Foto: Divulgação)

As exportações do Amazonas cresceram 30,64% em setembro deste ano, em relação ao mês anterior, totalizando US$ 67,97 milhões.

As importações locais, mesmo com a crise gerada pela pandemia, alcançaram o maior valor da série histórica dos últimos cinco anos para o mês de setembro, de acordo com estudo da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) acerca da Balança Comercial.

Diversificação de Produtos

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Jório Veiga, a diversificação dos produtos exportados tem garantido receita e participação no comércio exterior.

“Produtos oriundos da soja, além dos mais tradicionais como motocicletas e concentrados para refrigerantes, são uma tendência promissora de mercado para a indústria local, sobretudo neste momento de incertezas no cenário econômico”, avaliou o secretário.

Principais destinos

Os mercados da Venezuela e Alemanha foram os principais destinos das vendas externas do Amazonas em setembro, respondendo por 40,28% do total exportado em setembro.

O principal produto exportado para a Venezuela foi Margarina (US$ 3.645.522,00), o equivalente a 22,67% das exportações para aquele país. Para a Alemanha, o principal produto exportado foi “ouro em forma manufaturada” (US$ 11.163.475,00), o que representou 98,78% das exportações para este país.

A análise completa do desempenho da Balança Comercial do Amazonas, elaborada pelo Departamento de Estudos, Pesquisas e Informações da Sedecti está disponível em Mapas e Indicadores.

Importações

As importações do Amazonas em setembro fecharam em US$ 921,09 milhões, o equivalente a 7,49% de participação na Balança Comercial do Brasil.

Esse segmento cresceu 11,19% na comparação com agosto de 2020 e 0,07% na comparação com setembro de 2019, resultando no maior valor dos últimos cinco anos para o mês de setembro.

A China se manteve como principal origem das importações do Amazonas, com o valor de US$ 408,91 milhões o que representa a participação de 44,39% das importações.

Os Estados Unidos vêm em seguida, com o valor de US$ 102,85 milhões, o equivalente a 11,17% do total.

O principal produto importado da China foram Partes de aparelhos receptores e transmissores (25,58% dos produtos importados desse país), enquanto dos Estados Unidos se destaca a importação de paládio, equivalente a 19,05% das transações oriundas desse país.

Em setembro, a participação do Amazonas na Corrente de Comércio do Brasil alcançou 3,22%. A Corrente de Comércio do Estado do Amazonas (soma das importações com as exportações) totalizou US$ 989,06 milhões.

Eixo do interior

Presidente Figueiredo, com vendas de ferro-ligas para a China, e Itacoatiara, com remessas de madeira serrada para a Holanda, se mantiveram como os maiores exportadores do Amazonas no eixo das cidades do interior, de acordo com estudo da Sedecti.

As exportações de Presidente Figueiredo somaram, em setembro, US$ 4,65 milhões, um leve acréscimo em relação ao mês de agosto, quando o desempenho foi de US$ 3,44 milhões.

O segundo município que mais exportou, no mês passado, foi Itacoatiara – um total de US$ 1,11 milhões. Em agosto deste ano, as exportações daquele município totalizaram US$ 1,23 milhões.

A cidade de Silves se destacou como maior importador (US$ 5,91 milhões), e a Argentina como o seu maior parceiro comercial, com aquisição de aparelhos e dispositivos térmicos como principal item importado.

Itacoatiara ficou em segundo lugar, entre os maiores importadores de partes de motores de pistão o principal produto adquirido, no valor de US$ 241.749,00, da Holanda.

Leia mais Dia a Dia

Após dois anos, Fuá acontece neste domingo no Largo São Sebastião

Feira Urbana de Alternativas retoma as atividades neste domingo e reúne diversos expositores, abrindo oportunidade de geração de renda a artistas e artesãos locais.

2 de julho de 2022

Duas toneladas de lixo coletado no Festival de Parintins serão recicladas

Projeto fomentou ações de incentivo à reciclagem dentro e fora do Bumbódromo, com a instalação de pontos de entrega voluntária de lixo reciclável.

2 de julho de 2022

Programa Asfalta Manaus já recuperou mil ruas em dois meses

Os bairros Santa Etelvina, Santo Antônio, Compensa, Parque 10 de Novembro, Tancredo Neves, Planalto, Japiim, Alvorada, Coroado, Nova Cidade, entre outros, já receberam obras.

2 de julho de 2022

Manaus tem 12 locais de vacinação contra a Covid-19 neste sábado (2)

Quem for receber a segunda dose deve estar atento aos intervalos dos diferentes imunizantes. Nos últimos dois dias, foram vacinadas 29,2 mil pessoas em Manaus.

2 de julho de 2022

Resultados dos concursos da PGE, Detran e SSP são homologadas no Amazonas

Governador do Amazonas, Wilson Lima homologou os resultados finais dos concursos do Detran, SSP e PGE e destacou convocações de outros certames e edital da Afeam.

1 de julho de 2022

Incêndios na Amazônia atingem maior volume para junho em 15 anos

Programa Queimadas do Inpe contabilizou 2.562 focos de incêndio no bioma ao longo do mês. O recorde anterior foi registrado em junho de 2007, com 3.519 focos de queimada.

1 de julho de 2022

700 mil manauaras estão com vacina atrasada e casos de Covid sobem 1000%

De acordo com os boletins emitidos pela Semsa, o número de casos de Covid-19 saltou de 26 no dia 14 de junho para 447 no dia 30 do mesmo mês.

1 de julho de 2022

Studio 5 volta a ser ponto de vacinação contra a Covid-19

A vacinação no Studio 5 vai funcionar com o atendimento de segunda a sábado, das 9h às 16h Pessoas acima de 18 anos já estão aptas a tomar a quarta dose do imunizante.

1 de julho de 2022