fbpx

terça, 18 de janeiro de 2022

Justiça determina medidas para evitar grilagem de terras indígenas

Foi determinado, ainda, que a Funai e Incra considerem terras indígenas em processo de demarcação no Sistema de Gestão Fundiária (Sigef) e no Sistema de Cadastro Ambiental Rural.

14 de julho de 2020

Compartilhe

Foto: Divulgação

A Justiça Federal determinou, em caráter liminar, a suspensão dos efeitos da Instrução Normativa (IN) nº 9/2020 da Fundação Nacional do Índio (Funai) no Amazonas e a manutenção ou inclusão, em até 72 horas, de todas as terras indígenas do estado no Sistema de Gestão Fundiária (Sigef) e no Sistema de Cadastro Ambiental Rural (Sicar), mesmo que os processos de demarcação das áreas ainda não estejam concluídos.

decisão atende aos pedidos do Ministério Público Federal (MPF), em ação civil pública contra a Funai e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Foi determinado ainda que a Funai considere todas as terras indígenas do Amazonas na emissão da Declaração de Reconhecimento de Limites e que o Incra leve em consideração, no procedimento de análise de sobreposição realizada no Sigef, terras indígenas em processo de demarcação, impedindo assim que sejam apropriadas por particulares.

O Incra deverá ainda providenciar os meios técnicos necessários para o imediato cumprimento da decisão judicial. Em caso de descumprimento de alguma das determinações, os réus deverão pagar multa diária de R$ 10 mil reais.

Instruções

A IN nº 9/2020, publicada em 22 de abril deste ano, define que “a Declaração de Reconhecimento de Limites se destina a fornecer aos proprietários ou possuidores privados a certificação de que os limites do seu imóvel respeitam os limites das terras indígenas homologadas, reservas indígenas e terras dominiais indígenas plenamente regularizadas”.

Com esta redação, a instrução normativa reduziu as hipóteses para as quais não caberia a emissão de ato administrativo de reconhecimento de limites, excluindo as terras indígenas em processo de demarcação.

A Instrução Normativa nº 3/2012, em vigor antes da IN nº 9/2020, previa que “o Atestado Administrativo se destina a atestar a situação geográfica de imóveis de terceiros em relação às terras indígenas regularizadas ou em processo de demarcação”.

O MPF explica, na ação, que o processo de demarcação de terras indígenas é complexo e, geralmente, demorado, destacando que o atestado administrativo era um dos instrumentos disponíveis para minimizar os conflitos fundiários que surgem ao longo dos anos de trâmite do procedimento.

Terras indígenas

No Amazonas, a Funai informou que há 28 terras indígenas que podem ser ocultadas no Sigef em decorrência da IN nº 9/2020, em estudo, delimitadas ou declaradas. Há, ainda, outras 184 áreas reivindicadas, que estão em fase de qualificação, ou seja, seus estudos sequer foram iniciados e não há previsão para seu início, além da terra indígena Jacareúba/Katauixi, em estudo para restrição de uso por indígenas isolados.

Etapas da demarcação – As terras indígenas em processo de demarcação são aquelas não regularizadas e as que ainda não tiveram seus limites homologados por decreto presidencial.

A ação civil pública segue tramitando na 1ª Vara Federal no Amazonas sob o número 1010497-93.2020.4.01.3200.

Leia mais Dia a Dia

Sisu e Prouni abrem inscrições em fevereiro; Fies, em março

Para concorrer aos processos seletivos para programas de acesso ao ensino superior -- Prouni, Sisu e Fies --, estudante precisa ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio.

18 de janeiro de 2022

População de Manaus foi a que mais engordou durante a pandemia

Relatório Doenças Crônicas e Seus Fatores de Risco e Proteção mostra que, em 2020, 24,9% dos manauaras adultos apresentavam obesidade, maior índice entre as capitais.

18 de janeiro de 2022

Em 2021, devastação do bioma Amazônia cresceu 49% só no Amazonas

De acordo com dados do Imazon, em 2021 o Amazonas foi o estado da região que registrou o maior crescimento na devastação do bioma em relação ao ano anterior.

18 de janeiro de 2022

Casos de Covid no Amazonas aumentam e visitas em hospitais são suspensas

Em caso de acompanhantes, têm direito pacientes acima de 60 anos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos ou mulheres no pré-parto e pós-parto.

18 de janeiro de 2022

Teatro Amazonas recebe festival de cinema Olhar do Norte

A quarta edição do festival Olhar do Norte foi contemplada pelo Programa Cultura Criativa – 2021/AM, realizado pelo Governo. Ao todo, 17 filmes concorrem em nove categorias.

18 de janeiro de 2022

Semsa garante que estoque de testes para Covid-19 é suficiente para demanda

A preocupação é decorrente do que já acontece em São Paulo que, com estoque para oferecer os testes por apenas mais 15 dias, limitou a testagem e grupos de risco.

18 de janeiro de 2022

Pelo quinto dia seguido, Amazonas registra mais de mil casos de Covid-19

Desde o dia 11 de janeiro, o Amazonas registra números de casos positivos acima de mil por dia. A partir do dia 13, os registros começaram a superar os dois mil casos.

18 de janeiro de 2022

Segundo Centro de Testagem para Covid-19 será aberto nesta quarta-feira

Na semana passada, a Prefeitura abriu o primeiro centro de testagem, no Centro de Convenções Studio 5. Este segundo ponto terá capacidade para realizar 200 testes por hora.

18 de janeiro de 2022