fbpx

sábado, 24 de julho de 2021

Fibras das folhas da palmeira viram peças artesanais em Ipixuna

O trabalho com artesanato iniciou em 2018 e atende 43 associados, beneficiando direta e indiretamente cerca de 35 famílias.

26 de abril de 2021

Compartilhe

Peças são comercializadas no Instagram (Foto: Divulgação)

Fibras vegetais, retiradas das folhas da palmeira, são transformadas em peças artesanais em Ipixuna. O trabalho é organizado pela Associação de Apoio ao Agroextrativismo do município e recebe o apoio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam).

O trabalho artesanal iniciou em 2018 e é desenvolvido por meio do Projeto Educacional de Design de Artesanato e Desenvolvimento Sustentável, na comunidade Vila Ecológica Céu dos Estorrões. Hoje, atende 43 associados e beneficia cerca de 35 famílias.

Entre os produtos confeccionados estão maracas, terços, linhas do tucum e pulseiras.

Sustentabilidade

De acordo com a coordenadora geral do projeto, Christiana Braconnot, o objetivo é aumentar a capacidade produtiva dos itens, introduzir novas tecnologias artesanais por meio da capacitação em tear manual, facilitar o escoamento da produção e fortalecer o desenvolvimento sustentável da comunidade, por meio do comércio justo e da economia solidária.

“A Associação garante a sobrevivência e valorização cultural dos conhecimentos ribeirinhos, em especial o resgate da fiação da linha do tucum, técnica que estava em extinção. Damos a oportunidade de desenvolver as habilidades, visto que o projeto valoriza a feitura da linha manual”.

Para o gerente do Idam em Ipixuna e diretor técnico do projeto, Valdécio Gomes, a comunidade é bastante integrada com a natureza e atividades voltadas à sustentabilidade.  “O projeto é de extrema importância para gerar renda às famílias e ajudar na prática da agricultura familiar. Para isso, o Idam faz todo o acompanhamento técnico para apoiar o fortalecimento do projeto”, destacou.

Comercialização

Até 2019, parte da produção de artesanato era vendida a varejo dentro da comunidade, que tem dois eventos anuais ligados ao turismo ecológico e religioso.

Agora, a comunidade busca soluções digitais para massificar a venda pelas redes sociais e e-commerce.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Hortaliças cultivadas no sistema prisional são doadas a instituições

Os produtos orgânicos são cultivados na horta do Centro de Detenção Provisória de Manaus 2 e foram doados a instituições de acolhimento.

23 de julho de 2021

Fiscalização do combustível de veículos da Semed em Humaitá é redobrada

A partir de agora, toda tentativa de abastecimento ilegal deve ser comunicada aos órgãos de controle, a fim de evitar fornecimento em desacordo com o solicitado.

23 de julho de 2021

Cadastro do Auxílio Estadual para trabalhadores da cultura é reaberto

O novo prazo foi determinado em decreto, que também simplifica as regras para o acesso. O valor do benefício é de R$ 600.

23 de julho de 2021

Negligenciada por Arthur, cratera na avenida Brasil será reparada

Segundo o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta, o problema na via é antigo e foi negligenciado pela última administração, prejudicando uma faixa da pista.

23 de julho de 2021

Prefeitura e gestores tratam sobre a volta das aulas 100% presenciais

A meta da Prefeitura de Manaus é que os alunos do 5º ao 9º ano do ensino fundamental voltem a ter aulas 100% presenciais ainda este ano.

23 de julho de 2021

UBS Luiz Montenegro é entregue em novo endereço no bairro Planalto

Conforme a Prefeitura de Manaus, o endereço original da UBS é no bairro Lírio do Vale, mas o imóvel onde funcionava a unidade de saúde enfrenta problemas estruturais.

23 de julho de 2021

MPF-AM recomenda que 30% da merenda escolar saia da agricultura familiar

O MPF estabelece prazo de 15 dias, contados a partir do recebimento do documento, para prestação das informações sobre as medidas recomendadas.

23 de julho de 2021

UEA ganha prêmio internacional por balsa com recursos anti-Covid

Projeto 'Arapaima Gigas', desenvolvido pelo grupo de estudantes, teria capacidade para levar 300 pessoas de Manaus a Tefé, num percurso de 20 horas.

22 de julho de 2021