fbpx

quarta, 26 de janeiro de 2022

Exportações do Amazonas alavancam em julho e valor ultrapassa US$ 80 milhões

Em julho, os principais destinos das vendas externas processadas pelo estado foram Venezuela e Colômbia, equivalentes a 37,87% das exportações.

2 de setembro de 2020

Compartilhe

A Balança Comercial do Amazonas apresentou em julho crescimento tanto nas importações quanto nas exportações do mercado local. As exportações aumentaram 43,20% na comparação com julho de 2019, e 14,70% em relação a junho de 2020. Os valores exportados somaram US$ 80,10 milhões.

Em julho, os principais destinos das vendas externas processadas pelo estado foram Venezuela e Colômbia, equivalentes a 37,87% das exportações. O principal produto exportado para a Venezuela foi óleo de soja (US$ 3.689.684,00), o equivalente a 21,43% das exportações para aquele país. Para a Colômbia, o principal produto exportado foram “outras preparações alimentícias” (US$ 9.345.073,00), o que representou 71,24% das exportações para esse país.

O aumento das exportações é reflexo da recuperação das atividades do Polo Industrial de Manaus, ficou demonstrado nas importações e no crescimento de mais de 300% das exportações de motocicletas – na comparação com junho deste ano.

As Importações do Amazonas em julho somaram US$ 744,36 milhões, o equivalente a 6,47% de participação nas importações do Brasil. A retomada das atividades das indústrias do Polo Industrial de Manaus afetou as importações, com aumento de volume em cerca de 20,31%, na comparação com junho de 2020, e redução de 19,96%, com julho de 2019.

A China se mantém como principal país de origem das importações do Amazonas, com o valor de US$ 327,80 milhões, o que representa a participação de 44,04% das importações. Vietnã vem em seguida, com o valor de US$ 83,16 milhões, o equivalente a 11,17% do total. O principal produto importado da China foi da categoria “Outras partes para aparelhos de radiodifusão” (30,31% dos produtos importados desse país), enquanto do Vietnã se destacam “Partes de aparelhos telefônicos”, equivalente a 45,21% das transações oriunda desse país.

O estudo completo da Balança Comercial está disponível na página da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), no endereço www.sedecti.am.gov.br, item “Mapas e Indicadores”.

Sinalização

Para o secretário titular da Sedecti, Jório Veiga, os resultados da balança comercial de julho demonstram o início do retorno à normalidade das atividades industriais e de comércio no Amazonas. “Importações crescendo para recomposição de estoques e ajustes à demanda de produção, paralelas à retomada da exportação em níveis mais próximos do normal em vários setores, como o de concentrados para bebidas, por exemplo, são sinais  positivos importantes que indicam o início do processo de recuperação econômica pós-pandemia”, avaliou o secretário.

Corrente de comércio

Em julho, a participação do Amazonas na Corrente de Comércio do Brasil alcançou 2,65%. A Corrente de Comércio do Estado do Amazonas (soma das importações com as exportações) totalizou US$ 824,46 milhões.

Municípios do interior

Na avaliação por municípios do interior, Presidente Figueiredo foi o maior exportador (US$ 4,45 milhões) em julho, e o principal destino foi a China, sendo Ferro-ligas o principal produto. O segundo município que mais exportou foi Itacoatiara (US$ 3,53 milhões), e como principal destino a Espanha, sendo a Soja o principal produto exportado.

Nas importações, Silves se destacou como maior importador (US$ 16,41 milhões), tendo a China como maior parceiro comercial e Contêineres como principal item importado. Itacoatiara ficou em segundo lugar, com o valor de suas importações em US$ 505 mil, tendo a Finlândia como principal local de origem de suas importações, sendo Parte de motores o principal.

O saldo negativo nas transações comerciais no mesmo período diminuiu 24% na comparação com julho de 2019 e aumentou 20,69% na comparação com junho deste ano. Isso foi motivado pelo aumento das exportações e das importações.

Leia mais Dia a Dia

Anvisa determina recolhimento de autotestes de Covid irregulares

Nesta quarta, a agência determinou o recolhimento do produto Teste Covid meu DNA PCR-LAMP Autocoleta de Saliva. O produto também não tem registro junto à Anvisa.

26 de janeiro de 2022

Brasil tem primeira semana de alta de óbitos por Covid desde maio

Os números das últimas semanas ainda vão crescer. Nas próximas atualizações, janeiro tende a ser o primeiro mês com alta de óbitos frente ao mês anterior desde março de 2021.

26 de janeiro de 2022

Coleta de dados do Censo Demográfico 2022 do IBGE começa em 1º de agosto

Os recenseadores contratados visitarão, entre agosto e outubro, mais de 70 milhões de domicílios e todo o Brasil. Eles trabalharão uniformizados, com identificações do IBGE.

26 de janeiro de 2022

Estudo identifica pacientes mais propensos à Covid longa: entenda

Os pesquisadores analisaram os níveis de anticorpos de 175 pacientes com Covid-19 e 40 pessoas saudáveis. Entre os pacientes com Covid, 134 foram acompanhados por até 1 ano.

26 de janeiro de 2022

Começa hoje, em Manaus, a vacinação do público a partir dos 10 anos

Para vacinar crianças, os responsáveis devem apresentar certidão de nascimento ou documento de identificação com foto; cartão do SUS ou CPF, e caderneta de vacinação.

26 de janeiro de 2022

Entrega de documentos do projeto ‘CNH Social’ começa hoje

Nesse primeiro momento, a entrega dos documentos será realizada para candidatos de Manaus e de outros 15 municípios do interior do Amazonas.

26 de janeiro de 2022

Em 2030, 68% dos brasileiros poderão estar com excesso de peso

Os dados de obesidade revelam que o risco associado de diversas Doenças Crônicas não Transmissíveis é o mais preocupante e pode levar a consequências impactantes para o SUS.

26 de janeiro de 2022

Amazonas registra 7.334 casos de Covid-19 nas últimas horas

A situação vacinal dos pacientes internados com a Covid-19 no Amazonas aponta que, dos 596 pacientes internados, 238 não são vacinados.

25 de janeiro de 2022