fbpx

sábado, 27 de novembro de 2021

Em maio, AM registrou menos 4,8 mil postos de trabalho

O Amazonas liderou o saldo de demissões na região Norte. Indústria e Serviços totalizaram 77,6% dos empregos perdidos no estado. O Pará ficou em segundo, com 2,5 mil demissões.

30 de junho de 2020

Compartilhe

Indústria demitiu 1.998 trabalhadores, enquanto o setor de serviços teve 1.767 demissões.

Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, todas as regiões do Brasil tiveram saldo negativo de postos de trabalho no mês de maio. As regiões sul e sudeste foram as mais impactadas.

Na região Norte, o saldo negativo ficou em 10.151 postos de trabalho. E o estado do Amazonas liderou em números de postos de trabalho com carteira assinada fechados no mês de maio, com 4.846 demissões. O Caged mede a diferença entre contratações e demissões.

Das 4.856 demissões no estado, em primeiro lugar, com 1.998, está o setor industrial. Em segundo lugar, o setor de serviços, que contabilizou 1.767 postos de trabalho fechados.

Ambos, ou seja, indústria e serviços, somaram 77,6% dos empregos perdidos. Além disso, o comércio, ficou em terceiro, com menos 575 vagas.

O ensino médio completo foi a instrução mais afetada no Amazonas. E a faixa etária com a maior parte dos desligados, ficou entre 30 a 39 anos, com 1.653 trabalhadores demitidos. Do total de postos fechados, 3.400 foram do sexo masculino.  

Em segundo lugar, da região Norte, ficou o estado do Pará, com mais saldo negativo de 2.557 demissões. Em terceiro, em saldos negativos, ficaram Rondônia (1.184), seguido do Tocantins (-1.109).

No Brasil

Prejudicado pela crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), o emprego formal registrou, em maio, o terceiro mês seguido de desempenho negativo no Brasil. Ao todo, 331.901 postos de trabalho com carteira assinada foram fechados no último mês.

O Sudeste liderou o fechamento de vagas, com 180.466 postos a menos, seguido pelo Sul com menos 78.667 postos e pelo Nordeste com menos 50.272 postos. O Centro-Oeste fechou 12.580 postos de trabalho e o Norte extinguiu 10.151 postos formais no mês passado.

Na divisão por unidades da Federação, apenas o Acre registrou saldo positivo, com a criação de 130 vagas com carteira assinada. As maiores variações negativas ocorreram em São Paulo com o fechamento de 103.985 postos; Rio de Janeiro, 35.959 postos; Minas Gerais, 33.695 postos, e Rio Grande do Sul, 32.106 postos de trabalho.

Leia mais Dia a Dia

‘Paredão’ foi responsável por 58% das apreensões de veículos roubados

Balanço do primeiro mês de operação do cerco Paredão mostra que 145 veículos foram recuperados ou apreendidos; desses, 85 com a ajuda do cerco eletrônico.

27 de novembro de 2021

Vacina Premiada divulga resultado para três eventos do fim de semana

Mais de 300 ingressos foram sorteados entre participantes com as duas doses da vacina contra Covid-19. Retirada pode ser feita neste sábado na Copacabana Chopperia.

27 de novembro de 2021

Grace Benayon recebe homenagem da OAB-AM por sua atuação na pandemia

Grace Benayon atuou pessoalmente para dar assistência aos advogados e aos seus familiares durante todo o período de alta da pandemia no Amazonas.

26 de novembro de 2021

Fcecon alerta sobre prevenção no Dia Nacional de Luta contra o Câncer

Evento do Fcecon, no Centro, chamou a atenção para os benefícios de levar uma vida saudável para evitar o câncer. Obesidade e o uso de tabaco são fatores de risco.

26 de novembro de 2021

Pacientes do ‘Pé Diabético’ recebem orientações sobre prevenção e controle

Neste ano, as altas do processo de cicatrização totalizam 148, representando a resolutividade no tratamento dos pacientes na unidade.

26 de novembro de 2021

Pfizer será testada contra nova variante identificada na África do Sul

A Pfizer e a BioNTech tem se preparado para adaptar seu imunizante em menos de seis semanas caso apareça uma variante resistente ao produto.

26 de novembro de 2021

Garimpeiros falam em armar tocaia contra a polícia no rio Madeira

O delegado da PF, Alexandre Saraiva, disse que melhor estratégia para impedir avanço das balsas de garimpo ilegal seria o corte de suprimentos usados pelos equipamentos.

26 de novembro de 2021

Nível do rio Negro subiu 1,09m nos últimos 20 dias de novembro

O rio não para de subir. Nos últimos quatro dias o nível do rio Negro subiu 36 centímetros. Hoje, o volume é de 20,53 metros, 3,28m acima do registrado em novembro de 2020.

25 de novembro de 2021