fbpx

domingo, 23 de janeiro de 2022

Aplicativo ‘Alerta Mulher’ ajuda mulheres vítimas de violência doméstica no AM

Aplicativo 'Alerta Mulher' atendeu mais de 60 vítimas de violência doméstica em 2021 e serve como um canal de comunicação mais rápido entre a polícia e as vítimas.

7 de janeiro de 2022

Compartilhe

(Foto: Reprodução)

Entre janeiro e dezembro do ano passado, o aplicativo “Alerta Mulher” atendeu 66 vítimas de violência doméstica. Desenvolvido pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), através do Departamento de Tecnologia da Secretaria Executiva-Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada de Segurança (Seagi), em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), a ferramenta tem como principal objetivo ser um canal de comunicação mais rápido entre as mulheres vítimas de violência doméstica e a polícia.

De acordo com o chefe do Departamento de Tecnologia da Seagi, major Marco Gama, o cadastro no aplicativo só pode ser feito após a vítima registrar o Boletim de Ocorrência (BO), em uma das três delegacias especializadas em Crimes Contra a Mulher, e solicitar medida judicial protetiva.

“É um aplicativo para a mulher que já sofre violência doméstica e já tem um agressor conhecido. Quando a vítima vai fazer o Boletim de Ocorrência na delegacia, ela é orientada a se cadastrar e baixar o aplicativo”, explicou. O aplicativo funciona desde 2018 e possui 1.063 mulheres cadastradas.

A ferramenta conta com uma base exclusiva para atendimento do “Alerta Mulher”, nas dependências do 190, o serviço emergencial do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops). O monitoramento ocorre 24 horas por dia.

“Quando o aplicativo é baixado, já reconhece o CPF (da vítima) automaticamente. É apresentado um botão de pânico para acionar em caso de risco ou estar sofrendo alguma agressão e, a partir disso, o nosso pessoal do 190 já recebe esse chamado. Eles já sabem o ponto certo, verificam a viatura que está mais perto do local e rapidamente ela (vítima) é atendida”, explicou o major.

A vítima pode baixar o aplicativo no sistema Android por meio do Google Play Store. O “Alerta Mulher” permite que a vítima já cadastrada envie fotos e áudios. As informações são recebidas pela equipe de monitoramento do Ciops, que aciona uma viatura para atender a ocorrência.

Quando acionar a ferramenta 

O botão “Alerta Mulher” pode ser usado sempre que a vítima estiver em risco, sofrendo agressões ou qualquer tipo de violência. A vítima também pode usar o aplicativo e acionar o botão quando o agressor estiver próximo a casa dela.

“Quando tem a medida protetiva que o agressor não pode chegar a determinada distância da casa dela (vítima), rodeando, ela pode acionar o aplicativo. O nosso atendente da Sejusc já conversa via chat. Caso ela esteja em risco, que não pode nem atender o celular, temos um botão que simula que o celular está desligado e passamos a rastrear o telefone”, completou o major Gama.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Código de Trânsito Brasileiro completa 24 anos neste sábado

Código de Trânsito completa 24 anos neste sábado (22), com mudanças introduzidas por meio da Lei 14.229 de outubro de 2021, e que começarão a valer a partir de abril.

22 de janeiro de 2022

Veterinário orienta donos sobre cuidados com pets no ‘inverno amazônico’

Assim como os humanos, os pets também precisam de cuidados especiais para passar pela temporada de aumento das chuvas e umidade relativa do ar de forma saudável.

22 de janeiro de 2022

Governo suspende atendimento presencial na sede do Sine AM

Medida entra em vigor na próxima segunda-feira (24), e vai até a sexta-feira (29). Decisão é é para resguardar a saúde dos servidores e das pessoas que frequentam o local.

22 de janeiro de 2022

Pontos de vacinação de Manaus terão atendimentos neste sábado

Campanha atende ao público de 12 anos e mais em oito pontos. Em todos estarão disponíveis a primeira, segunda e terceira doses, e a quarta dose para imunosuprimidos.

22 de janeiro de 2022

ONG oferece atendimento psicológico gratuito para a população no AM

ONG realiza a partir desta segunda-feira (24) atendimento psicológico gratuito para todas as pessoas, crianças e deficientes auditivos em Manaus e cidades do interior do AM.

22 de janeiro de 2022

Iranduba ganha dois centros de testagem de Covid-19 a partir deste sábado

Os centros serão instalados na UBS Dr. Lourenço Borghi, localizada na travessa Juruá, no Centro do município, e na UBS Vitória Paz, localizada no distrito de Cacau Pirêra.

21 de janeiro de 2022

De 57 mil testes realizados em Manaus, quase 30 mil detectaram Covid-19

Os dados correspondem ao período de 3 a 20 de janeiro de exames de covid realizados nos centros de testagem do Studio 5 e do Vasco Vasques.

21 de janeiro de 2022

Nível do rio Negro volta a baixar pelo segundo dia seguido, em Manaus

Em 2022, o rio Negro baixou seis centímetros nas últimas 48 horas. A primeira vez que o nível do rio Negro baixou em 2021, no ano da cheia recorde, foi no dia 16 de de junho.

21 de janeiro de 2022