fbpx

terça, 21 de setembro de 2021

Tratar varizes sem acompanhamento médico pode levar paciente à morte

Paulo Laredo destaca que procurar por médicos não especializados, além de trazer riscos fatais, podem trazer outras sequelas irreparáveis aos pacientes.

26 de julho de 2021

Compartilhe

35,5% da população brasileira tem varizes (Foto: Divulgação)

Não é difícil encontrarmos casos onde profissionais não autorizados colocam a saúde e até a vida das pessoas em risco por conta de procedimentos estéticos irregulares, sem o acompanhamento de um médico habilitado. O cirurgião vascular chefe do Instituto de Flebologia Avançada, Paulo Laredo, diz que entre os procedimentos mais procurados está o tratamento para secagem das varizes ou vasinhos nas pernas com profissionais não médicos. O que prometia ser um procedimento rápido pode se tornar uma marca irreparável para toda a vida.

“Além de deixar sequelas, procurar tratamento com um profissional não especializado pode matar”, alerta.

Na internet, alguns profissionais não médicos oferecem milagres com a aplicação da substância chamada de esclerosante, mas essa pode ser a armadilha para quem não tem conhecimento sobre técnicas e ainda por cima quer economizar a todo custo. “Se atalho fosse bom se chamava caminho. A promessa de qualquer tratamento que seja rápida, fácil e barata deve alertar para um possível golpe”, destaca Laredo.

Os vasinhos também podem ser manifestações inocentes de um problema vascular mais grave como malformações vasculares ou distúrbios genéticos. O que muitas vezes pode parecer com um problema simples, pode também esconder detalhes que só um profissional treinado e com vasta experiência tem capacidade para distinguir.

Escleroterapia e ozonioterapia nas mãos de não profissionais podem levar à morte

A escleroterapia é um dos procedimentos que tem se popularizado por sua alta eficácia e baixa complexidade, mas ainda provoca muitas dúvidas. Essa procura por profissionais não médicos para fazer o tratamento das varizes traz riscos de consequências sérias aos pacientes.

“A escleroterapia pode causar problemas como trombose, embolia pulmonar, gangrena, infecções e até a morte. Essa técnica só deve ser feita com acompanhamento médico. Infelizmente, hoje nós vemos qualquer clínica de estética oferecendo esse serviço de forma irregular, sem acompanhamento de um profissional especializado, que pode dar o suporte correto ao paciente. Isso é um risco à saúde pública! A Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular tem realizado campanhas para alertar sobre os riscos de se submeter à escleroterapia, sem o devido acompanhamento médico.

35,5% da população brasileira tem varizes, uma doença que pode gerar diversas complicações. Paulo Laredo salienta que, antes de se submeter ao tratamento, é importante que a paciente passe por uma avaliação médica, porque apenas o especialista pode indicar o procedimento adequado a ser feito.

“O paciente ou a paciente devem fazer uma avaliação completa com o exame de ultrassom com Doppler para descobrir a causa, a raiz do problema. E, então, o Cirurgião Vascular vai montar o seu Plano de Tratamento onde vai constar cada etapa do que deve ser feito. Depois de fazer esse diagnóstico correto do grau da doença, o especialista vai saber qual técnica aplicar. Há situações em que é necessário um procedimento cirúrgico para resolver o problema. O médico vascular traz segurança e evita complicações e riscos desnecessários. Muitas vezes querer economizar com esta doença é o famoso barato que sai caro depois. Hoje em dia, cada caso é um caso. Gosto de propor um plano de tratamento para cada pessoa de forma personalizada em vez de falar em sessões. O primeiro passo é a consulta médica detalhada”.

Outra “técnica” bastante difundida nas redes sociais como tratamento para as varizes é a ozonioterapia. Paulo Laredo alerta para o risco de realizar o procedimento.

“A ozonioterapia não é indicada para o tratamento das varizes. Hoje não existe nenhuma evidência científica que comprove que essa técnica funciona no tratamento das varizes e vasinhos. Você será enganado e vai perder tempo e dinheiro”.

A ozonioterapia também é contraindicada pela Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular. Segundo a entidade, não há qualquer embasamento científico sobre a eficácia ou segurança desse tipo de tratamento e o Conselho Federal de Medicina, inclusive, já emitiu nota de repúdio a um projeto de lei que autorizava a ozonioterapia nesse tipo de tratamento.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Comportamento

Em Manaus, programação da 15ª Primavera dos Museus começa nesta terça

Circuito nacional e gratuito tem lançamento de exposições, visitas mediadas e virtuais a museus, apresentação de teatro, exibição de filmes, palestras e saraus.

20 de setembro de 2021

Finalista do The Voice Kids: Izabelle recebe apoio para impulsionar carreira

No próximo domingo (26), Izabelle deve contar com o apoio de toda população amazonense para conquistar votos e sagrar-se campeã do programa pelo time Gaby Amarantos.

20 de setembro de 2021

Ator Luis Gustavo, o eterno Mário Fofoca, morre aos 87 anos

Entre os personagens mais lembrados que Luis Gustavo interpretou nas novelas destacam-se o detetive Mário Fofoca, Beto Rockfeller e o costureiro Victor Valentim.

20 de setembro de 2021

Aquecimento global: Ondas de calor podem afetar 70% da população

Aquecimento global pode afetar a produção agrícola, que tende a cair 30% sem redução de emissões até 2030.

19 de setembro de 2021

Estudo aponta que em 30 anos desmatamento destruiu 20% da Amazônia

Especialistas defendem que há potencial para desenvolver negócios na Amazônia ao aliar desenvolvimento econômico com conservação da floresta em pé.

17 de setembro de 2021

GACC-AM coordena campanha de sensibilização contra o câncer infantojuvenil

A entidade realizará ações de distribuição de folhetos informativos sobre diagnóstico precoce e atividades interativas com cerca de 30 crianças em tratamento no Hemoam.

17 de setembro de 2021

Em setembro, Casa Vhida realiza mais uma edição da Feijoada no Pote

A Feijoada ocorre em sistema de drive-thru (o cliente recebe os itens no carro), evitando possíveis aglomerações e garantindo maior segurança a quem comparecer no evento.

17 de setembro de 2021

Parque do Mindu tem eventos para todos os públicos neste sábado

Esporte, bem-estar, ações de meio ambiente e interação com a natureza são algumas atividades que o público pode fazer no sábado (18) se for visitar o Parque do Mindu.

17 de setembro de 2021