fbpx

domingo, 18 de abril de 2021

Estoque reforçado: Cema melhora atendimento a usuários

O estoque reforçado permite também um melhor atendimento à unidades de saúde do estado. Destacam-se a dispensação de medicamentos e insumos.

22 de dezembro de 2020

Compartilhe

A Cema alcançou um nível histórico de 75% de abastecimento. (Foto: Divulgação)

Após passar por reestruturação logística e de distribuição de recursos, a Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), alcançou nível histórico de 75% de abastecimento e otimizou o atendimento à população, bem como a dispensação de medicamentos e insumos para as unidades de saúde de todo o Amazonas.

Programas

Com as melhorias na Cema, programas complementares como “Melhor em Casa” e “Saúde Domiciliar”, implantados para facilitar o acesso da população a insumos na rede, passaram a atender os usuários com mais agilidade.

O “Melhor em Casa” é um programa de serviços por meio do qual o paciente que estava internado e deixa a unidade de saúde é atendido em casa, recebendo acompanhamento de uma equipe especializada. Já o programa “Saúde Domiciliar” é o que fornece insumos e itens de nutrição, fraldas, materiais para cicatrização, entre outros; para cerca de 4 mil usuários.

Serviço social

O coordenador da Cema, Cláudio Nogueira, explica que, desde o mês de agosto, o serviço social da SES-AM passou a atender no prédio anexo à Central de Medicamentos, o que beneficiou o paciente que agora faz a solicitação e retira o material no mesmo local.

“Estamos criando alguns protocolos estaduais para que facilitem o acesso de quem, de fato, necessita. Hoje o paciente que tiver necessidade procura o Serviço Social, que fica aqui mesmo na Cema, abre a solicitação, é feita uma avaliação e ele passa a ser atendido nesse programa”, afirmou Nogueira.

Beneficiados

O policial federal Raimundo Nonato Barbosa faz a retirada de insumos na Central de Medicamentos há seis meses, por meio do programa “Saúde Domiciliar”. Ele recebe alimento enteral e fraldas descartáveis para o pai, um idoso de 87 anos.

“Só em fralda e alimento eu tenho uma economia de R$ 1.500,00 por mês, equivale a um salário mínimo e meio, aproximadamente. Isso em uma família que tem uma renda baixa faz muita diferença. Esse atendimento é extremamente necessário e importante para atender a população, principalmente a população mais carente”, observa.

De acordo com ele, o atendimento foi mantido mesmo com a pandemia do novo coronavírus. “Durante o auge da pandemia esse atendimento era feito por e-mail. Eu enviava um e-mail, a Cema agendava um horário e o local para a retirada de materiais. No mês de novembro, o atendimento passou a ser presencial, eu apresento as solicitações, as requisições de fralda e alimento, e eles de imediato me direcionam para onde faz a retirada”, pontuou Raimundo.

Abastecimento de excelência

“Nós fizemos uma revisão em toda a política de assistência farmacêutica na rede de saúde. Há programas como o Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (Ceaf), em que estamos com 96% de abastecimento; e também o programa de ‘Saúde Domiciliar’, que entrega medicamentos e insumos diretamente para a população, estamos 80% abastecidos. Em relação ao abastecimento da rede, nós estamos muito acima da média de muitos estados”, acrescentou Marcellus Campêlo.

O coordenador da Cema enfatiza que a Central é responsável pelo abastecimento das unidades de saúde da capital e do interior do Amazonas.

“Na capital eu tenho unidades que fazem o pedido mensal, que são aquelas unidades ambulatoriais, que são menores. Hospitais maiores são abastecidos a cada 15 dias. O interior é um pedido mensal também, então é enviado através do sistema Ajuri (sistema em que são feitos os pedidos). É importante destacar que foi nessa gestão que se implantou o Ajuri nas unidades do interior, antes era por e-mail, o que dificultava bastante”, frisou Cláudio Nogueira.

Leia mais:

Leia mais sobre Cidades

Governo lança edital para criação da identidade visual de 125 anos do Teatro Amazonas

Podem participar pessoas físicas e jurídicas, maiores de 18 anos, artistas locais, profissionais e estudantes de artes, designer e publicidade. Inscrições vão até 31 de maio.

17 de abril de 2021

Policia apreende madeira serrada ilegal dentro de barco na orla de Manaus

Policiais abordaram a embarcação e durante fiscalização ambiental e, após verificar o material transportado, solicitaram o Documento de Origem Florestal referente à carga.

17 de abril de 2021

Residência Artística ArteNaMata expõe trabalhos no Livramento

A exposição acontece a partir das 9h, deste domingo (18), os trabalhos produzidos na própria Comunidade N.Senhora do Livramento, durante o período da residência artística.

16 de abril de 2021

Violência e acidentes de trânsito superam Covid nos hospitais de Manaus

Rede estadual de saúde, como o HPS 28 de Agosto, Platão Araújo e João Lúcio, registra aumento nos atendimentos de causas não Covid, que já são a maior parte.

16 de abril de 2021

Justiça condena ONG do Amazonas que não prestou contas de repasses

A Justiça Federal no Amazonas condenou o Instituto de Tecnologia, Pesquisa e Cultura da Amazônia (Itec) por não prestar contas de convênio.

16 de abril de 2021

Psicólogo fala sobre dor e seus ensinamentos em palestra virtual grátis

A Ejud11 promove palestra motivacional com o tema “A dor não se cala, mas ela também ensina”, ministrada pelo psicólogo Rossandro Klinjey Barros.

16 de abril de 2021

Pedalada faz alerta sobre más condições da malha cicloviária de Manaus

Evento acontece neste domingo (18) em comemoração ao Dia Internacional do Ciclista. Ponto de partida será a igreja da Redenção e o de chegada, o anfiteatro da Ponta Negra.

16 de abril de 2021

Decreto amplia margem de empréstimo consignado para servidores

Decreto amplia de 35% para 40% a margem de empréstimo consignado para servidores estaduais - ativos e inativos – aposentados e pensionista.

16 de abril de 2021