fbpx

domingo, 18 de abril de 2021

Com novo pico da Covid-19, professores do AM pedem adiamento do Enem

Justiça Federal negou o pedido de adiamento. Ministro da Educação confirmou a realização do exame e que apenas uma minoria é contra a realização da prova.

12 de janeiro de 2021

Compartilhe

Com novo pico da Covid-19, professores pedem adiamento do Enem nos dias 17 e 24 de janeiro. Foto: Agência Brasil

Com a alta dos casos e mortes por Covid-19, professores do Amazonas pedem o adiamento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) com a primeira prova marcada para o próximo domingo, 17. A segunda etapa será no dia 24.

Com mais de 6 milhões de inscritos em todo o país, a versão digital, que exige a presença do aluno no local de prova, será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Educadores temem que a realização do exame aumente a transmissão do novo coronavírus em Manaus, que sofre com a falta de leitos e o crescimento das internações, e no interior do estado.

Dos 216.112 casos de Covid-19 confirmados no Amazonas 89.999 são de Manaus e 126.113 do interior, conforme boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas. Na capital, há o registro de 3.758 óbitos pela doença, enquanto nos 61 municípios as mortes somam 1.998.

“O Enem deveria ser adiado por uma questão de bom senso no momento em que o Amazonas e o Brasil passam por um clima tenso com essa nova onda. É preciso ter cautela uma vez que os alunos e todos que estarão envolvidos na aplicação da prova irão ter que se deslocar e irão se aglomerar em alguns pontos. É preciso que se adie para preservar a vida das pessoas”, declarou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas, professora Ana Cristina Rodrigues.

Favorável ao adiamento, o professor de cursinho preparatório para vestibular Ali Assi relatou que os estudantes estão apreensivos em relação à segurança sanitária durante todo o processo. 

“Acredito que o ideal seja adiar as provas mais uma vez em virtude da situação caótica em que se encontra o sistema de saúde tanto público quanto privado, uma vez que promoverá a aglomeração de milhares de pessoas, principalmente, na entrada e saída das provas”, disse.

A reportagem do RealTime1 entrou em contato com uma estudante do ensino médio da rede pública de ensino, de 16 anos e que não quis se identificar, que relatou indecisão sobre a ida às provas. A mãe da aluna teme que a filha, que possui asma crônica, seja infectada durante o deslocamento e na aplicação da prova, com duração de 5 horas e 30 minutos.

Ofício ao MEC

A presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputada professora Therezinha Ruiz (PSDB) enviou ofício ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, solicitando, em caráter de urgência, a suspensão da aplicação das provas. Ribeiro disse, em entrevista à CNN Brasil, que o Enem não será adiado e que apenas uma minoria é contra a realização da prova.

No documento, a parlamentar citou o lockdown decretado no Estado, a ausência de um plano formalizado de vacinação contra a Covid-19 e como agravante a extensão territorial, que demanda aos aplicadores a ida às comunidades e locais de difícil acesso com dias de antecedência.

“Isso gera uma grande preocupação para as autoridades de saúde, pelas condições de logística e distribuição dos insumos aos municípios do interior e regiões de difícil acesso, como as aldeias indígenas”, avalia a parlamentar.

Aplicação após a vacinação

A presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Manaus, vereadora Professora Jacqueline (Podemos) disse que não há condições de garantir que pessoas não sejam contaminadas e defendeu a realização do exame quando estabilizar o cenário epidemiológico ou após a imunização.

“Hoje, especialmente, em Manaus, vamos acelerar a contaminação e favorecer o caos, que já estamos vivendo. Vai piorar a situação. Sou terminantemente contra. Temos que dar prioridade à vida independentemente de qualquer situação. A palavra de ordem é isolamento social total e não colocar jovens na rua”, avalia a vereadora.

Rodrigues pontuou que o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), responsável pela prova, construa uma nova estratégia de realização do Enem em mais etapas para evitar aglomerações e eventual disseminação do vírus.

Mantido

A Justiça Federal negou o pedido da Defensoria Pública da União e do Ministério Público Federal, de adiamento do Enem e manteve a data das provas. Marcado para novembro de 2019, o exame foi adiado após forte mobilização de setores da educação. A nova data foi anunciada pelo governo, rejeitando consulta pública em que a maioria dos candidatos indicou preferir a aplicação em maio.

Leia mais sobre Cidades

Governo lança edital para criação da identidade visual de 125 anos do Teatro Amazonas

Podem participar pessoas físicas e jurídicas, maiores de 18 anos, artistas locais, profissionais e estudantes de artes, designer e publicidade. Inscrições vão até 31 de maio.

17 de abril de 2021

Policia apreende madeira serrada ilegal dentro de barco na orla de Manaus

Policiais abordaram a embarcação e durante fiscalização ambiental e, após verificar o material transportado, solicitaram o Documento de Origem Florestal referente à carga.

17 de abril de 2021

Residência Artística ArteNaMata expõe trabalhos no Livramento

A exposição acontece a partir das 9h, deste domingo (18), os trabalhos produzidos na própria Comunidade N.Senhora do Livramento, durante o período da residência artística.

16 de abril de 2021

Violência e acidentes de trânsito superam Covid nos hospitais de Manaus

Rede estadual de saúde, como o HPS 28 de Agosto, Platão Araújo e João Lúcio, registra aumento nos atendimentos de causas não Covid, que já são a maior parte.

16 de abril de 2021

Justiça condena ONG do Amazonas que não prestou contas de repasses

A Justiça Federal no Amazonas condenou o Instituto de Tecnologia, Pesquisa e Cultura da Amazônia (Itec) por não prestar contas de convênio.

16 de abril de 2021

Psicólogo fala sobre dor e seus ensinamentos em palestra virtual grátis

A Ejud11 promove palestra motivacional com o tema “A dor não se cala, mas ela também ensina”, ministrada pelo psicólogo Rossandro Klinjey Barros.

16 de abril de 2021

Pedalada faz alerta sobre más condições da malha cicloviária de Manaus

Evento acontece neste domingo (18) em comemoração ao Dia Internacional do Ciclista. Ponto de partida será a igreja da Redenção e o de chegada, o anfiteatro da Ponta Negra.

16 de abril de 2021

Decreto amplia margem de empréstimo consignado para servidores

Decreto amplia de 35% para 40% a margem de empréstimo consignado para servidores estaduais - ativos e inativos – aposentados e pensionista.

16 de abril de 2021