fbpx

quarta, 21 de abril de 2021

Coligação de Canutama é condenada a pagar multa por divulgar pesquisa fake

O Ministério Público Eleitoral pontuou que a suposta pesquisa de intenção de votos é uma fake news. O juiz eleitoral frisou que o descumprimento da legislação enseja multa.

15 de dezembro de 2020

Compartilhe

Eleição municipal ainda rende disputas na Justiça em Canutama (Foto: Divulgação)

O juiz da 13ª Zona Eleitoral Luis Cláudio Cabral Chaves condenou a coligação “O Trabalho Continua, Canutama Pode Mais”, do prefeito derrotado nas urnas Otaniel Lyra (PP), a pagar multa de R$ 53,2 mil pela divulgação de pesquisa de intenção de voto sem registro na Justiça Eleitoral. Ministério Público Eleitoral (MPE) pontuou, em seu parecer, que a pesquisa realizada é uma fake news. 

A Coligação “O Povo em Primeiro Lugar”, do prefeito eleito de Canutama Zé Roberto (PSC) ingressou com representação eleitoral contra a coligação adversária por pesquisa eleitoral fictícia sem registro na Justiça Eleitoral ocorrida em 12 de novembro divulgada por material impresso e mídias sociais.

O MPE identificou-se que a sondagem quando confrontada no sistema de registro de pesquisas eleitorais, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), apresentou nítida divergência com a registrada na Justiça Eleitoral, quanto ao período de sua realização e a quantidade de eleitores sondados, além de outras informações contraditórias aduzidas pelo órgão.

Segundo o magistrado, não há registro da suposta pesquisa, não obedeceu ao registro prévio de cinco dias antes de sua divulgação e nessas condições não é lícito difundir sondagem eleitoral, cujo descumprimento dessa regra enseja aplicação de multa, prevista na Lei nº 9504/97 e na Resolução do TSE nº 23.600/2019.

“O que aconteceu, na verdade, foi a utilização de pesquisa eleitoral já registrada na Justiça Eleitoral, mas não nesta circunscrição eleitoral, com informações divergentes que não traduziam a realidade da disputa eleitoral, mostrando-se o claro intuito de causar estados mentais distorcidos nos eleitores locais de modo a desequilibrar o pleito municipal. Ou seja, uma verdadeira, que energicamente foi combatida por este Juízo Eleitoral com as medidas tomadas na Fake News ocasião”, diz trecho da decisão publicada no Diário do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas desta terça-feira.

Pesquisa fraudulenta

A sentença cita que diligência no comitê de campanha da então candidata Joelia Almeida (PL), eleita vereadora, o mesmo material impresso aduzido foi recolhido pela autoridade policial, o que confirma o noticiado pela coligação representante. Na decisão, o magistrado diz que o próprio representante legal da Coligação representada difundiu a pesquisa eleitoral fraudulenta em suas mídias sociais e aplicativo de mensagens de texto.

“Mantenho o provimento liminar tal como lançado e, em consonância com o Ministério Público Eleitoral, julgo procedente a presente representação eleitoral  para condenar a Coligação ‘O Trabalho Continua. Canutama pode mais’, na pessoa do seu representante  legal, o sr. Fregilson dos Santos Rabelo, ao pagamento de multa eleitoral no valor de R$ 53,2 mil, na forma do art. 33,  § 3º, da Lei nº 9504/97, c/c art. art. 17, da Resolução TSE nº 23.600/2019”, diz trecho da sentença do juiz eleitoral.

Leia mais sobre Cidades

Em um ano, centros socioeducativos reduzem taxa de ocupação em 25%

O balanço apresentado pela secretária foi apresentado segundo as ações da pasta no decorrer de um ano. Mirtes também falou sobre os abrigos para pessoas que vivem nas ruas.

20 de abril de 2021

Inpa promove ‘Café com Inovação’ sobre propriedade intelectual

A primeira edição do Café com Inovação, de 2021, abordará a temática "Propriedade intelectual como ferramenta para estimular a inovação" e acontece dia 29.

20 de abril de 2021

Em Manaus, ex-secretário municipal é condenado a devolver R$ 2,5 milhões

O ex-titular da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), Luis Faustino da Costa Neto, teve as contas de 2016 consideradas irregulares pelo TCE-AM.

20 de abril de 2021

MPF recomenda implantação de distrito de saúde em Eirunepé

Secretaria Especial de Saúde Indígena deve adotar, no prazo de 60 dias, medidas necessárias para a implantação do Distrito Sanitário Especial Indígena Médio Juruá.

20 de abril de 2021

Governo estadual inicia levantamento técnico na comunidade da Sharp

A UGPE iniciou, nessa segunda-feira (19), um levantamento técnico para reconhecimento da área, na comunidade da Sharp, que serão integradas em um novo programa.

20 de abril de 2021

‘Auxílio Empreendedor’ encerra cadastro com 15.787 inscritos

O projeto “Auxílio Empreendedor”, coordenado pela Secretaria de Trabalho, Empreendedorismo e Inovação, encerrou as inscrições no domingo com o 15.787 inscritos.

20 de abril de 2021

Adaf implanta internet via satélite em 51 unidades do Amazonas

A Adaf iniciou, na última semana, a implantação de internet via satélite em 51 Unidades de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs) no interior do Amazonas.

19 de abril de 2021

Cultura abre nova chamada para adequação de propostas da Lei Aldir Blanc

A medida é voltada para os projetos que precisam de alterações devido aos decretos governamentais para enfrentamento da Covid-19 no Amazonas.

19 de abril de 2021