fbpx

sábado, 24 de julho de 2021

Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina no dia 24

A data limite se aplica aos trabalhadores que se inscreveram pelos meios digitais e que tiveram a solicitação negada na revisão mensal de julho.

21 de julho de 2021

Compartilhe

Requerimento pode ser feito pelo site do Ministério da Cidadania (Foto: Agência Brasil)

Termina no próximo sábado (24), às 23h59, o prazo para a contestar os pedidos de Auxílio Emergencial 2021. A data limite se aplica aos trabalhadores que se inscreveram pelos meios digitais e que tiveram a solicitação negada na revisão mensal de julho.

Mensalmente, governo analisa os CPFs dos beneficiários para conferir se eles ainda se enquadram nos critérios para receber o auxílio.

De acordo com a pasta, a contestação vai permitir uma nova análise com bases mais atualizadas dos dados da pessoa. O requerimento com o pedido de revisão deve ser feito pelo site do Ministério da Cidadania.

“Após ingressar com os dados de identificação e clicar na aba correspondente ao auxílio emergencial 2021, a pessoa deve clicar no botão: ‘contestar’. A partir daí, precisa aguardar até que seja realizada uma nova análise da situação do seu benefício”, informou a pasta.

Após a contestação, o pedido será reanalisado pela Dataprev. A partir daí, é preciso aguardar até que a nova análise da situação do benefício seja concluída.

Se a razão que motivou o cancelamento permitir contestação, o trabalhador poderá voltar a receber o benefício.

O ministério disse que caso não ocorra a aprovação por algum motivo de indeferimento definitivo, não será possível apresentar contestação, pois a situação que motivou o indeferimento não vai se alterar.

Pessoas que já tenham ficado inelegíveis para receber o auxílio antes e já tenham realizado a contestação, não poderão submeter nova contestação.

Já os bloqueios feitos a pedido dos órgãos de controle não podem ser contestados ainda, pois estão sob análise do Ministério da Cidadania e da Dataprev. Esse tipo e bloqueio é feito de forma preventiva.

“Posteriormente, é definido pela liberação ou cancelamento do benefício em definitivo. Não há prazo definido para divulgação do resultado”, disse o ministério.

Fonte: Agência Brasil

Leia Mais:

Leia mais sobre Brasil

STF mantém condenação Wilson Witzel por crime de responsabilidade

Witzel foi afastado do cargo por decisão do ministro do STJ, Benedito Gonçalves, após investigações do Ministério Público Federal que apuraram desvios de recursos na saúde.

23 de julho de 2021

Festa da Palavra quer estimular o hábito da leitura entre os brasileiros

O evento conta com a participação de 23 convidados, entre eles, o músico Chico César; o ator Lázaro Ramos; e a psicóloga, psicanalista e doutora em filosofia Viviane Mosé.

23 de julho de 2021

Segunda edição da Campus Party Digital começa nesta quinta

Estão programadas também atividades de entretenimento e diversão como karaokês online, rádio hacker, quizzes, escape rooms e jogos de caça ao tesouro e viagem virtual.

22 de julho de 2021

Enade 2021 inscreve até o dia 8 de agosto: mais de 20 cursos serão avaliados

Exame composto por uma prova com 40 perguntas avalia estudantes que estão ingressando ou concluindo cursos de graduação.

21 de julho de 2021

‘Brasil não pode continuar com escolas fechadas’, diz Milton Ribeiro

O ministro da Educação defende o retorno imediato das aulas presenciais para evitar "impactos negativos nesta e nas futuras gerações" que têm ficado fora da sala de aula.

21 de julho de 2021

Tratamento pode fazer câncer de mama regredir seis vezes mais rápido

No tratamento, reduz-se o tempo que o paciente estará sujeito aos efeitos colaterais dos medicamentos tóxicos utilizados na quimioterapia.

20 de julho de 2021

Ministério da Justiça vai leiloar bens apreendidos de traficantes

Ministério vai leiloar imóveis em dez lotes avaliados em R$ 80 milhões, entre salas comerciais, terrenos e imóveis urbanos. Pagamento pode ser parcelado.

19 de julho de 2021

Temporada de baleias no litoral brasileiro vai até novembro

A baleia Franca, caçada por quatro séculos, é uma espécie ameaçada de extinção. A Jubarte reocupa antigas áreas de reprodução, com maior concentração no banco de Abrolhos.

18 de julho de 2021