fbpx

quinta, 09 de dezembro de 2021

PF pede que STF investigue Toffoli por suposta venda de sentenças

Segundo o ex-governador, Toffoli teria recebido R$ 4 milhões para favorecer duas prefeituras do estado do Rio de Janeiro. O pedido pode ser recusado pela suprema corte.

12 de maio de 2021

Compartilhe

A assessoria do ministro afirmou que Toffoli jamais recebeu os valores ilegais (Foto: Reprodução)

Em uma ação inédita, a Polícia Federal enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de abertura de inquérito envolvendo o ministro da corte Dias Toffoli.

O pedido tem como base uma delação premiada feita pelo ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral (MDB), que acusou o ministro de integrar um esquema de venda de sentenças. A informação foi divulgada pela Folha de S. Paulo.

Segundo o ex-governador, Toffoli teria recebido R$ 4 milhões para favorecer duas prefeituras do estado do Rio de Janeiro. Tais valores seriam dados em troca de julgamentos enquanto Toffoli compunha o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O pedido pode ser recusado pela suprema corte, mas inflama bases bolsonaristas, que enxergam no STF um impeditivo do poder presidencial. Dias Toffoli foi o presidente do STF nos primeiros dois anos do governo de Jair Bolsonaro, e cultiva publicamente boa relação com o presidente da República.

A assessoria do ministro disse que Toffoli não tem conhecimento dos fatos mencionados e afirmou que jamais recebeu os valores ilegais. “O ministro refutou a possibilidade de ter atuado para favorecer qualquer pessoa no exercício de suas funções”, escreveu.

Com informações do Congresso em Foco

Leia mais:

Leia mais sobre Brasil

Brasil vai na contramão do mundo e rejeita o passaporte vacinal

Presidente Bolsonaro e ministro da Saúde, Marcelo Queiroga anunciaram a rejeição de adotar o passaporte vacinal para viajantes estrangeiros que queiram visitar o Brasil.

8 de dezembro de 2021

Vacina da Pfizer é eficaz contra Ômicron após aplicação de três doses

As farmacêuticas BioNTech e Pfizer fizeram, nesta quarta-feira, um comunicado dando detalhes do estudo que mostrou a eficácia da vacina contra nova variante do coronavírus.

8 de dezembro de 2021

Covid-19: viajantes não vacinados ficarão 5 dias em quarentena

Bolsonaro, que diz não ter se imunizado, é crítico à exigência de comprovação de vacinação. Hoje, o presidente se exaltou e mentiu sobre as recomendações feitas pela Anvisa.

8 de dezembro de 2021

Governador do RJ sinaliza que haverá Réveillon em Copacabana

A ideia é manter a queima de fogos na orla de Copacabana e em outros pontos do Rio. Em vez de shows ao vivo, a festa contaria com caixas de som espalhadas por alguns pontos.

7 de dezembro de 2021

Prouni passa a aceitar estudantes de escola privada sem bolsa integral

Os porcentuais de vagas destinadas aos cidadãos autodeclarados indígenas, pardos ou pretos, e a pessoas com deficiência seguem equivalentes ao último Censo Demográfico.

7 de dezembro de 2021

Réveillon no Rio de Janeiro é suspenso e Carnaval 2022 é incerto

"Tomara que não precise cancelar o carnaval", disse o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, após anunciar neste sábado (4) a suspensão da festa de réveillon.

4 de dezembro de 2021

Após 40 anos do primeiro caso, epidemia de HIV/aids ainda mata brasileiros

Representantes de grupos de pessoas com HIV reclamam de discriminação e de falta de vontade política para enfrentar a doença. Em 2020, foram registrados 32.701 casos no país.

4 de dezembro de 2021

Homens seguem em cargos-chave na OAB apesar de nova regra

Quase 70% dos secretários-gerais do próximo triênio serão homens, enquanto 74% das secretarias gerais adjuntas serão ocupadas por mulheres.

4 de dezembro de 2021