fbpx

segunda, 29 de novembro de 2021

Pela primeira vez, travestis sofrem mais mortes violentas que gays no país

Números também são refletidos no governo e na democracia. Recentemente, a vereadora mais votada em Niterói, a trans Benny Briolli (Psol), saiu do país por sofrer ameaças.

16 de maio de 2021

Compartilhe

Em 2019, STF equiparou casos de transfobia ao crime de racismo (Foto: Divulgação/Câmara)

Pela primeira vez, as travestis ultrapassaram os gays em número de mortes violentas no Brasil. Em 2020, foram 161 travestis e trans (70%) vítimas da homotransfobia. Ao todo, 237 pessoas LGBT+ (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) morreram de forma violenta – 224 homicídios (94,5%) e 13 suicídios (5,5%). Os dados são do Relatório Anual de Mortes Violentas de LGBT no Brasil, realizado há 41 anos pelo o Grupo Gay da Bahia (GGB). Esta é a única pesquisa nacional que inclui todos os segmentos dessa comunidade.

Os números também são refletidos no governo e no exercício da democracia. Recentemente, a vereadora mais votada no município do Niterói (RJ), a carioca trans Benny Briolli (Psol), saiu do país por sofrer ameaças à sua integridade física. O exílio se deu por decisão do partido, após seguidas ameaças à vereadora não terem sido respondidas adequadamente por autoridades responsáveis, segundo afirma o gabinete da parlamentar.

Outros parlamentares têm sofrido perseguição política e discurso de ódio por orientação sexual e outras discriminações. Em 2019, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, equiparar a homofobia e a transfobia ao crime de racismo,que prevê pena de até cinco anos de reclusão.

Porém, apesar dos números serem elevados, observou-se em 2020 a redução das mortes violentas de pessoas LGBT+: de 329 para 237, decréscimo de 28%. O ano recorde foi 2017, com 445 mortes, seguido de 2018 com 420, baixando para 329 mortes em 2019 e agora 237 em 2020. O relatório não tem explicação sociológica para esse fenômeno.

Segundo o professor Luiz Mott, fundador do Grupo Gay da Bahia (GGB), não é a primeira vez que há redução do número de mortes de um ano para outro sem previsão. “Por exemplo: em 1991 registrou-se uma queda de 153 para 83 em relação ao ano anterior (45%), oscilação sem nenhuma causa detectável”, diz o documento.

Para o docente, a explicação mais plausível para a diminuição do número total de mortes violentas de LGBT em comparação com o ano anterior se deve ao “persistente discurso homofóbico do presidente da República” e sobretudo “às mensagens aterrorizantes dos apoiadores do governo nas redes sociais no dia a dia, levando o segmento LGBT a se acautelar mais”.

Para manter o número de mortes decaindo, Grupo Gay da Bahia (GGB) recomenda, dentre outras medidas, a urgência de ações governamentais com vistas a reverter o quadro atual de violência e discriminação contra homossexuais, bissexuais e transexuais no Brasil; educação sexual e de gênero em todos os níveis escolares para ensinar jovens e população em geral o respeito aos direitos humanos e cidadania da população LGBT; e a investigação e punição dos crimes homotransfóbicos.

Fonte: Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Brasil

Queiroga diz que cuidados com a ômicron são os mesmos tomados com outras variantes

Queiroga destacou a importância da vacinação e de medidas não farmacológicas para evitar a contaminação e disseminação da mais variante de preocupação registrada na África.

28 de novembro de 2021

Com aumento de casos, Serrana (SP) alerta para futuro da pandemia no Brasil

Serrana foi laboratório para testar a efetividade da vacina Coronavac, cidade tem toda população adulta vacinada, colheu louros, mas casos aumentaram, sem aumento de mortes.

28 de novembro de 2021

Brasileiro vindo da África do Sul testa positivo para covid-19, diz Anvisa

Não há confirmação se o caso é da variante Ômicron. O passageiro brasileiro da África do Sul já está em isolamento e é vacinado.

28 de novembro de 2021

Covid-19: Brasil proíbe voos vindos da África devido variante Ômicron

A Anvisa recomendou ao governo que restrinja os voos e viajantes de países do sul do continente africano, entre eles a África do Sul.

27 de novembro de 2021

Anvisa recomenda restrições de voo diante de nova variante de covid-19

A Anvisa quer restringir a entrada de viajantes de voos vindos países do continente Africano por conta do surgimento da variante B.1.1.529.

26 de novembro de 2021

Ministério da Saúde recomenda dose de reforço da vacina Janssen

Intervalo para receber a dose de reforço deste imunizante deve ser de dois a seis meses. Cerca de quatro milhões de brasileiros receberam a vacina da Janssen.

26 de novembro de 2021

Vítimas em acidente com Marília Mendonça morreram pelo impacto

Instituto Médico Legal de Belo Horizonte concluiu que as vítimas morreram por politraumatismo contuso, em decorrência do impacto sofrido com a queda da aeronave.

26 de novembro de 2021

99 dará R$ 2 milhões em prêmios na campanha Direção Premiada

Motorista pode acumular, no máximo, cinco números e concorrer a um prêmio semanal de R$ 10 mil e outro de R$ 30 mil e aos prêmios de R$ 150 mil e R$ 300 mil no sorteio final.

26 de novembro de 2021