fbpx

sábado, 22 de janeiro de 2022

‘Não roubarás’: pastores são investigados por desviarem dízimo da Universal

Suspeita é que grupo de pastores integre o esquema de pirâmide financeira do chamado "Faraó das Bitcoins"; dinheiro teria sido usado para compra de imóveis de luxo.

10 de outubro de 2021

Compartilhe

Polícia diz que religiosos se organizaram para abrir empresas de fachada (Foto: Reprodução)

Um grupo de 12 ex-pastores da Igreja Universal do Reino de Deus no Distrito Federal é acusado pela instituição de desviar pelo menos R$ 3 milhões em dízimos recebidos de fiéis pela entidade. A suspeita é que o dinheiro desviado tenha irrigado a compra de imóveis de luxo em nome do líder do grupo e tenha ligação com o esquema de pirâmide financeira do chamado “Faraó das Bitcoins”.

As informações são de uma reportagem do site Metrópoles que diz ainda que, de acordo com a Universal e as investigações conduzidas pela Polícia Civil do Distrito Federal, os religiosos se organizaram para abrir empresas de fachada e lavar os recursos amealhados com os desvios, principalmente do chamado “Culto dos 318”, reunião de fiéis destinada a empresários e pessoas que desejam melhorar suas vidas financeiras.

Segundo os investigadores, o líder do grupo é Nei Carlos dos Santos, ex-pastor regional da igreja no Distrito Federal. Em 2020, mesmo recebendo um salário de R$ 2,9 mil, Nei comprou um apartamento avaliado em R$ 2,6 milhões em uma área nobre de Brasília. O imóvel é pago em parcelas mensais de R$ 87,7 mil.

Conforme a reportagem de Mirelle Pinheiro e Carlos Carone, os 12 pastores têm ligação com o ex-garçom Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como Faraó dos Bitcoins, preso pela Polícia Federal em agosto. A Polícia Federal acredita que as movimentações bilionárias feitas pelo Faraó teriam começado com o desvio de ofertas dos fiéis da Universal, supostamente facilitadas por Nei.

“Nesses encontros, foi relatado que eles efetuavam operações financeiras (bitcoin) utilizando dinheiro supostamente desviado proveniente dos dízimos e ofertas. Não à toa que investigado e ex-pastores abriram diversas empresas nos últimos meses”, diz o texto assinado por um advogado da Universal e encaminhado aos investigadores do DF.

Ao mesmo tempo, Nei abriu uma empresa com capital social de R$ 500 mil, no mesmo endereço onde, originalmente, funcionava uma empresa de mineração de bitcoins – hoje investigada pela PF por movimentar cerca de R$ 38 bilhões. Sem conseguir explicar à Iurd como seu patrimônio cresceu tão rápido, Nei foi demitido do cargo de pastor no início deste ano.

Ao Metrópoles, a Igreja Universal alegou que o processo tramita em segredo de Justiça e que, por isso, não falaria sobre o caso.

Com informações do Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Brasil

Reforço vacinal tem intervalo reduzido e imunossuprimidos terão 4ª dose

Redução no intervalo para a dose de reforço quer ampliar a proteção contra a variante Ômicron. No caso dos imunossuprimidos, o intervalo conta a partir da 3ª dose.

20 de dezembro de 2021

Covid-19: Rio de Janeiro confirma primeiro caso da variante Ômicron

Mulher, cuja identidade não foi revelada, tomou a segunda dose da vacina contra covid-19 em março e não tomou a dose de reforço. Ela chegou ao Rio vindo de Chicago.

20 de dezembro de 2021

Chuvas no Sul da Bahia causam mais duas mortes, indica governo

Segundo órgão baiano, ao menos 14 pessoas morreram e 276 ficaram feridas em função dos eventos hidrológicos. Até ontem, 63 cidades baianas já tinham decretado emergência.

19 de dezembro de 2021

Garoto sofre racismo em escola: “Saudade de quando preto era escravo”

Em mensagens compartilhadas em grupo, alunos de colégio de BH fizeram comentários de cunho racista. Família levará caso à polícia.

19 de dezembro de 2021

Câmara técnica citada por Queiroga é favorável à vacinação infantil

No sábado, ministro da Saúde, Marcelo Queiroga disse que tema requer análise aprofundada de técnicos, mas especialistas já se manifestaram a favor do tema.

19 de dezembro de 2021

Ninguém acerta a Mega-Sena; próximo sorteio é da Mega da Virada

São os seguintes os números sorteados: 02 - 08 - 34 - 38 - 47 - 51. O prêmio da Mega-Sena da Virada está está estimado em R$ 350 milhões.

19 de dezembro de 2021

Miguel e Helena lideram ranking de nomes mais comuns no Brasil em 2021

Gael é o terceiro nome mais escolhido entre os meninos no Brasil com 23.973 registros no ano de 2021, mostra levantamento da Arpen Brasil.

19 de dezembro de 2021

Queiroga anuncia redução do intervalo da 3ª dose de 5 para 4 meses

Objetivo da medida anunciada por Queiroga é ampliar proteção da população com avanço da variante Ômicron. Portaria com modificação será publicada na segunda-feira.

19 de dezembro de 2021