fbpx

sábado, 16 de outubro de 2021

Na Câmara, deputado quer desconto para empresas criadas por mulheres

O MEI - Mulher Empreendedora, é proposto por Pedro Vilela (PSDB-AL). A iniciativa busca simplificar e reduzir custos da sob empreendimentos realizados por mulheres no Brasil.

13 de março de 2021

Compartilhe

Mulheres terão redução de até 50% nos impostos durante dois anos.

O deputado Pedro Vilela (PSDB-AL) apresentou projeto de lei, na Câmara Federal, criando o MEI – Mulher Empreendedora. A iniciativa quer simplificar e reduzir custos da sob empreendimentos realizados por elas no Brasil.

A partir do projeto, as MEIs (Microempresas Individuais) formadas por mulheres terão redução de até 50% nos impostos durante dois anos a partir da sua criação. “É um incentivo e uma forma de começarmos a igualar as oportunidades no mercado empreendedor”, justifica o parlamentar.

Segundo o autor da proposta, já protocolada na nesta sexta-feira (12l, historicamente as mulheres enfrentam desafios como a dupla jornada e a falta de oportunidades iguais. “A aprovação desse projeto vai estimular a mulher ao empreendedorismo”, reforça o deputado, acrescentando que no grave momento econômico em que o país se encontra, “o trabalho e o empreendedorismo serão fundamentais para superamos essa crise”.

O parlamentar também cita o empreendedorismo feminino como um instrumento importante de transformação social. “As mulheres comandando seus próprios negócios também ajudam a acabar com a resistência de uma parcela, ainda que pequena da sociedade, contra a presença feminina no empreendedorismo”, destaca Pedro Vilela, lembrando que em Alagoas as mulheres que empreendem mostram resultados positivos, seja em grandes ou pequenos empreendimentos.

Com informações da assessoria

Leia mais:

Leia mais sobre Brasil

População residente em área indígena e quilombola supera 2,2 milhões

“Somente com o Censo 2022 nós vamos conhecer a população quilombola. O que fizemos até aqui é uma metodologia de estimação muito específica", diz pesquisadora.

15 de outubro de 2021

Futuro da energia: nuclear, eólica e solar para diversificar matriz

Atualmente, 60% da energia no país vem das hidrelétricas. O ministro de Minas e Energia acredita que, até 2030, essa dependência será reduzida para, no máximo, 49%.

14 de outubro de 2021

Futuro da energia: preservar nascentes para aumentar reservatórios

Projetos de reflorestamento em nascentes aumentam volume dos rios. Iniciativas no Rio São Francisco e na Bacia do Paraná deixam níveis de reservatórios menos críticos.

13 de outubro de 2021

Brasil registra 185 óbitos de Covid e 7.359 diagnósticos em 24 horas

Desde o início da pandemia, morreram no Brasil mais de 600 mil pessoas pela covid-19. Os números das últimas 24h seguem a tendência de queda por conta da vacinação.

12 de outubro de 2021

Medicamento da AstraZeneca reduz mortes e casos graves de Covid-19

No estudo, o medicamento reduziu o risco dos pacientes ambulatoriais desenvolverem covid-19 grave ou morrerem da doença em 50% em comparação com os que usaram placebo.

11 de outubro de 2021

Às vésperas do jogo na Arena da Amazônia, Brasil empata com Colômbia

A seleção brasileira ficou no 0 a 0, em Barranquilla, em partida que representou a 10ª apresentação do time na competição. O Brasil agora tem nove vitórias e um empate.

11 de outubro de 2021

‘Não roubarás’: pastores são investigados por desviarem dízimo da Universal

Suspeita é que grupo de pastores integre o esquema de pirâmide financeira do chamado "Faraó das Bitcoins"; dinheiro teria sido usado para compra de imóveis de luxo.

10 de outubro de 2021

Anvisa aprova ampliação do prazo de validade da vacina da Janssen

O novo prazo aprovado pela agência reguladora passa de quatro meses e meio para seis meses, sob condições específicas de armazenamento, de 2°C a 8°C.

10 de outubro de 2021