fbpx

sexta, 25 de junho de 2021

Justiça manda PF arquivar investigação contra Sonia Guajajara

Em um inquérito aberto a pedido da Fundação Nacional do Índio (Funai), a indígena era acusada de difamação contra o Governo Federal em uma websérie.

6 de maio de 2021

Compartilhe

Indígena era acusada de difamação (Foto: Abip)

A Justiça Federal de Brasília determinou, em liminar concedida ontem (5), o trancamento do inquérito movido pela Polícia Federal contra a líder indígena e coordenadora-executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Abip), Sonia Guajajara.

O juiz Frederico Botelho de Barros Viana, 10ª Vara Federal de Brasília, considerou que o inquérito seria uma “distorção teratológica” e uma tentativa de depreciar a atuação da Apib. Confira a íntegra da decisão AQUI.

No final de abril, a PF intimou Sonia a pedido da Funai (Fundação Nacional do Índio), que acusava a líder indígena de difamar o governo federal na websérie “Maracá”, produção audiovisual que aborda o impacto da pandemia nas populações indígenas.

Posicionamento da justiça

O magistrado disse que as discussões tratadas na obra seriam manifestações válidas garantidas pela liberdade de expressão: “Não há ali qualquer tipo de conduta, seja ela comissiva ou omissiva, que justifique ilações quanto à legalidade das discussões e informações tratadas”.

“A atividade política e social em defesa da população indígena não pode ser, de forma alguma, perseguida por quaisquer dos aparatos estatais, sejam eles punitivos ou não, pelo simples fato de que traz, em suas considerações, imputações severas contra agentes políticos e a atual gestão do Poder Executivo”, escreveu o juiz.

Nessa segunda-feira, a Apib entrou com pedido na Vara Federal Criminal do Distrito Federal para anular o inquérito. A organização argumentou que a investigação teria o intuito de intimidar os críticos da gestão do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com a Apib, as denúncias que constam no vídeo já foram reconhecidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por meio da ADPF 709.

Em nota, Sonia Guajajara afirmou que, com o inquérito, “o governo busca intimidar os povos indígenas em uma nítida tentativa de cercear nossa liberdade de expressão, que é a ferramenta mais importante para denunciar as violações de direitos humanos”.

Com informações do Poder 360

Leia Mais:

Leia mais sobre Brasil

MEC divulga escolas que receberão apoio do Programa Brasil na Escola

Pasta prevê destinar mais de R$ 200 milhões aos estabelecimentos municipais e estaduais avaliados. A lista completa das escolas está disponível no site do Ministério.

24 de junho de 2021

STF confirma suspeição de Sergio Moro na ação do triplex do Guarujá

Plenário manteve entendimento da Segunda Turma de que o ex-juiz agiu com parcialidade na condução do processo contra o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

24 de junho de 2021

Barroso mantém decretos estaduais sobre medidas contra Covid-19

Como relator, o ministro entendeu que as medidas estaduais não são inconstitucionais, pois têm como objetivo garantir o direito prioritário à vida e à saúde.

24 de junho de 2021

Portaria restringe entrada de estrangeiros no Brasil

Medida tem caráter temporário e excepcional, e segue recomendação da Anvisa para evitar entrada de variantes do novo coronavírus no país.

24 de junho de 2021

Câmara quer explicações de Fábio Faria sobre desvio de R$ 52 milhões

O dinheiro era destinado a divulgar ações de combate ao coronavírus, no entanto, foi utilizado para propagar ações do Governo Federal, configurando desvio de função.

23 de junho de 2021

Em 2019, 38% da população tinha alguma dificuldade de acesso à água

Dados fazem parte dos Indicadores Sociais de Moradia no Contexto Pré-Pandemia de Covid-19, divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

23 de junho de 2021

Movimento nas fronteiras brasileiras caiu 67,8% em 2020

As restrições à mobilidade internacional de pessoas foram impostas por diversos países por causa da pandemia da covid-19 Os dados compraram 2020 com 2019.

23 de junho de 2021

Operação da PF combate fraudes contra benefícios previdenciários

O prejuízo estimado passa de R$ 31 milhões, em relação a mais de 100 benefícios previdenciários suspeitos. Valor que pode aumentar com o decorrer das investigações.

23 de junho de 2021