fbpx

sábado, 16 de outubro de 2021

Confaz prorroga incentivos fiscais para remédios e material de saúde

Com prorrogação pelo Confaz, remédios e materiais de saúde continuarão a pagar menos ICMS com prorrogação do tributo pelo Confaz.

15 de março de 2021

Compartilhe

Remédios e e outros produtos de saúde têm incentivos prorrogados (Foto: Divulgação)

Medicamentos e materiais de saúde continuarão a pagar menos Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), tributo arrecadado pelos estados. O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) aprovou a prorrogação de 228 incentivos fiscais do ICMS que venceriam no fim do mês.

Se os benefícios não fossem estendidos, uma série de itens teria aumento expressivo de preços a partir de abril. O encontro ocorreu na última sexta-feira (12), mas a informação só foi divulgada nesse domingo (14) pelo Ministério da Economia.

Incentivos fiscais para carros

Os benefícios fiscais abrangem diversas atividades e setores da economia. Entre as medidas prorrogadas estão a isenção de ICMS para a compra de medicamentos, insumos e equipamentos para a prestação de serviços de saúde. Também foi estendida a isenção do imposto para a compra de veículos adaptados por pessoas com deficiência.

Outros incentivos prorrogados foram a redução na tributação nas vendas dos seguintes produtos: insumos agropecuários, refeições, equipamentos industriais e aeronáuticos, implementos agrícolas e materiais de construção, entre outros.

Consenso entre estados

As decisões do Confaz precisam ser tomadas por consenso entre os estados e o Distrito Federal. De acordo com o órgão, o acordo decorreu de negociação entre o Ministério da Economia, representado pelo secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, e os secretários estaduais de Fazenda, liderados pelo secretário Rafael Fonteles, do Piauí.

Em nota, o Ministério da Economia e o Confaz afirmaram que a prorrogação dos benefícios permite a manutenção das atividades de vários setores da economia num momento de agravamento da pandemia de covid-19. Segundo a Secretaria Especial de Fazenda do Ministério da Economia, o acordo representa uma das ações mais importantes para a retomada do crescimento econômico neste ano.

Leia mais:

Leia mais sobre Brasil

População residente em área indígena e quilombola supera 2,2 milhões

“Somente com o Censo 2022 nós vamos conhecer a população quilombola. O que fizemos até aqui é uma metodologia de estimação muito específica", diz pesquisadora.

15 de outubro de 2021

Futuro da energia: nuclear, eólica e solar para diversificar matriz

Atualmente, 60% da energia no país vem das hidrelétricas. O ministro de Minas e Energia acredita que, até 2030, essa dependência será reduzida para, no máximo, 49%.

14 de outubro de 2021

Futuro da energia: preservar nascentes para aumentar reservatórios

Projetos de reflorestamento em nascentes aumentam volume dos rios. Iniciativas no Rio São Francisco e na Bacia do Paraná deixam níveis de reservatórios menos críticos.

13 de outubro de 2021

Brasil registra 185 óbitos de Covid e 7.359 diagnósticos em 24 horas

Desde o início da pandemia, morreram no Brasil mais de 600 mil pessoas pela covid-19. Os números das últimas 24h seguem a tendência de queda por conta da vacinação.

12 de outubro de 2021

Medicamento da AstraZeneca reduz mortes e casos graves de Covid-19

No estudo, o medicamento reduziu o risco dos pacientes ambulatoriais desenvolverem covid-19 grave ou morrerem da doença em 50% em comparação com os que usaram placebo.

11 de outubro de 2021

Às vésperas do jogo na Arena da Amazônia, Brasil empata com Colômbia

A seleção brasileira ficou no 0 a 0, em Barranquilla, em partida que representou a 10ª apresentação do time na competição. O Brasil agora tem nove vitórias e um empate.

11 de outubro de 2021

‘Não roubarás’: pastores são investigados por desviarem dízimo da Universal

Suspeita é que grupo de pastores integre o esquema de pirâmide financeira do chamado "Faraó das Bitcoins"; dinheiro teria sido usado para compra de imóveis de luxo.

10 de outubro de 2021

Anvisa aprova ampliação do prazo de validade da vacina da Janssen

O novo prazo aprovado pela agência reguladora passa de quatro meses e meio para seis meses, sob condições específicas de armazenamento, de 2°C a 8°C.

10 de outubro de 2021