fbpx

quinta, 02 de dezembro de 2021

CNPq lança chamadas públicas com valor superior a R$ 407 milhões

Editais para 5,7 mil bolsas de produtividade em pesquisa devem ser publicados no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (23).

23 de junho de 2021

Compartilhe

Editais para 5,7 mil bolsas devem ser publicados amanhã (Foto: Agência Brasil)

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, e o presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Evaldo Vilela, lançaram hoje (22) três chamadas públicas para 5,7 mil bolsas de produtividade em pesquisa de valor total superior a R$ 407 milhões. Os editais devem publicados no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (23).

As chamadas bolsas PQ são consideradas as de mais alto nível no CNPq e destinadas a pesquisadores que possuem produção científica, tecnológica e de inovação de destaque em suas respectivas áreas do conhecimento. 

De acordo com a pasta, as três chamadas públicas pretendem identificar, para eventual financiamento subsequente, projetos com ensaios pré-clínicos, ensaios clínicos fase I, fase II ou fase I/II, em andamento ou finalizados, com produtos de terapias avançadas que sejam de especial interesse nacional no âmbito da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.

“A novidade nesse edital é que vamos avaliar mais a contribuição do pesquisador. Sempre avaliamos o projeto de pesquisa, o currículo de quem se candidata. Mas há uma ênfase agora realmente na contribuição do pesquisador. Isso significa que é muito importante o pesquisador publicar os seus artigos. A publicação leva para o mundo aquilo que estamos fazendo”, explicou o presidente do CNPq, Evaldo Vilela. “Agora, temos que ir além das publicações. Esse é o esforço que nós estamos fazendo”.

Para o secretário de Pesquisa e Formação Científica do ministério, Marcelo Morales, trata-se de um dos editais mais importantes do CNPq. “São eles [pesquisadores] que irrigam todo o sistema de ciência e tecnologia. São eles que trabalham pela ciência nacional e são eles os mais produtivos pesquisadores do país. São eles que, quando recrutados, respondem às emergências nacionais e aos anseios da nossa sociedade”, disse. “Nessa pandemia, são esses pesquisadores que estão nos ajudando a resolver essa crise”.

“Todos os países hoje considerados desenvolvidos têm uma coisa em comum que é o investimento constante e estável em ciência, tecnologia, inovações e educação. Esses setores, esses pilares fazem com que esses países tenham capacidade de resiliência, capacidade de recuperação rápida e capacidade de superar grandes crises e é isso que a gente quer pro nosso país”, avaliou o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes.

Terapias avançadas

O termo terapias avançadas se aplica a uma variedade de estratégias terapêuticas inovadoras, advindas dos avanços recentes em biotecnologia celular e molecular e do uso de tecnologias sofisticadas. As perspectivas abertas por este novo campo são promissoras e acredita-se que trarão grandes impactos na expectativa de cura e também na qualidade de vida de pacientes, assim como na saúde pública e também na indústria.

Os Produtos de Terapias Avançadas são divididos em três categorias: produtos de terapia gênica, produtos de terapia celular avançada e produtos de engenharia tecidual.

O público-alvo são pesquisadores que atendam aos seguintes critérios: possuir o título de doutor ou livre docência; ter currículo cadastrado na plataforma lates, atualizado até a data limite para submissão da proposta; ser obrigatoriamente coordenador do projeto proposto e ter vínculo formal com a instituição de execução do projeto, que deverá ser uma instituição cientifica, tecnológica e de inovação (ICT) ou uma empresa cadastrada no diretório de instituições do CNPq.

Fonte: Agência Brasil

Leia Mais:

Leia mais sobre Brasil

Anvisa aprova oitavo produto medicinal à base de Cannabis para uso no Brasil

O produto trata-se de uma solução de uso oral e será fabricado na Colômbia e, depois de pronto, iniciará a distribuição e a comercialização no Brasil.

2 de dezembro de 2021

Estado de São Paulo confirma 3º caso da variante da covid-19 Ômicron

De acordo com as informações, o passageiro está em isolamento domiciliar desde o desembarque, sem sintomas e sendo acompanhado pela vigilância do município de Guarulhos.

1 de dezembro de 2021

Ômicron: variante leva São Paulo a reavaliar liberação de máscaras

O governo do estado de São Paulo reforça que o uso das máscaras continuará obrigatório em ambientes fechados e no transporte público em razão da pandemia.

1 de dezembro de 2021

Boate Kiss: caso é julgado depois de quase nove anos da tragédia

Júri, que começa hoje, será transmitido ao vivo pelo canal do TJRS no Youtube. Incêndio em Santa Maria (RS), em 2013, matou 242 pessoas, a maioria jovens.

1 de dezembro de 2021

Covid-19: dois casos da variante Ômicron são confimados no Brasil

Após sequenciamento genético de amostras, foi identificado, em análises prévias, a variante Ômicron, em um casal que chegou no Brasil em um voo vindo da África.

30 de novembro de 2021

Enfrentamento à Covid: Belém cancela as festas de Réveillon e Carnaval

O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, tomou a decisão após reunir com órgãos da Saúde e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid na capital paraense.

30 de novembro de 2021

Anvisa aprova novo tratamento para HIV com duas substâncias

A aprovação do novo medicamento, segundo a Anvisa, representa um avanço no tratamento, já que reúne em uma dose diária dois antirretrovirais.

30 de novembro de 2021

Queiroga descarta antecipar 3ª dose; OMS vê risco de avanço da variante

A Ômicron motivou alerta diante do alto número de mutações, mas cientistas afirmam que ainda é preciso investigar se ela tem a capacidade de maior transmissão.

30 de novembro de 2021