fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Centrão se divide entre trocar Pazuello por deputado ou por médico

O presidente da Câmara, Arthur Lira, e o senador Ciro Nogueira querem que o deputado Doutor Luizinho seja o escolhido, que já foi denunciado pela PF, no âmbito da Lava Jato.

14 de março de 2021

Compartilhe

Ainda não há consenso para um nome ideal de substituto de Pazuello (Foto: Reprodução)

É quase unanimidade no Congresso Nacional a percepção que o general Eduardo Pazuello tem de sair do comando do Ministério da Saúde. No entanto, ainda não há consenso para um nome ideal de substituto.

Congresso em Foco ouviu um integrante influente do PP, que afirmou que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o presidente do partido, senador Ciro Nogueira, tentam fazer com que o substituto seja o deputado Luiz Antonio Teixeira Júnior (PP-RJ), conhecido como Doutor Luizinho.

Apesar de Luizinho ser o nome preferido pela cúpula do PP, não há unanimidade dentro do partido. O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), tem dito que Pazuello deve permanecer no cargo. Barros já foi ministro da Saúde durante o governo de Michel Temer (MDB).

Outros deputados do partido querem a saída de Pazuello, mas veem como negativa a pressão para que Luizinho seja escolhido. A opinião dessa ala, que tem eco em outros partidos do Congresso, é que o próximo ministro da Saúde tem que ser um médico de renome nacional.

Um dos citados é Raul Cutait, cirurgião gástrico que atua no hospital Sírio Libanês, é professor da Universidade de São Paulo (USP) e membro da Academia Brasileira de Medicina.

Luizinho foi secretário de Saúde do Rio de Janeiro de 2016 a 2018, durante a gestão do governador Luiz Fernando Pezão (MDB). O então secretário foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF), no âmbito da Lava Jato, por constrangimento ilegal.

Fonte: Congresso em Foco

Leia mais:

Leia mais sobre Brasil

Reforço vacinal tem intervalo reduzido e imunossuprimidos terão 4ª dose

Redução no intervalo para a dose de reforço quer ampliar a proteção contra a variante Ômicron. No caso dos imunossuprimidos, o intervalo conta a partir da 3ª dose.

20 de dezembro de 2021

Covid-19: Rio de Janeiro confirma primeiro caso da variante Ômicron

Mulher, cuja identidade não foi revelada, tomou a segunda dose da vacina contra covid-19 em março e não tomou a dose de reforço. Ela chegou ao Rio vindo de Chicago.

20 de dezembro de 2021

Chuvas no Sul da Bahia causam mais duas mortes, indica governo

Segundo órgão baiano, ao menos 14 pessoas morreram e 276 ficaram feridas em função dos eventos hidrológicos. Até ontem, 63 cidades baianas já tinham decretado emergência.

19 de dezembro de 2021

Garoto sofre racismo em escola: “Saudade de quando preto era escravo”

Em mensagens compartilhadas em grupo, alunos de colégio de BH fizeram comentários de cunho racista. Família levará caso à polícia.

19 de dezembro de 2021

Câmara técnica citada por Queiroga é favorável à vacinação infantil

No sábado, ministro da Saúde, Marcelo Queiroga disse que tema requer análise aprofundada de técnicos, mas especialistas já se manifestaram a favor do tema.

19 de dezembro de 2021

Ninguém acerta a Mega-Sena; próximo sorteio é da Mega da Virada

São os seguintes os números sorteados: 02 - 08 - 34 - 38 - 47 - 51. O prêmio da Mega-Sena da Virada está está estimado em R$ 350 milhões.

19 de dezembro de 2021

Miguel e Helena lideram ranking de nomes mais comuns no Brasil em 2021

Gael é o terceiro nome mais escolhido entre os meninos no Brasil com 23.973 registros no ano de 2021, mostra levantamento da Arpen Brasil.

19 de dezembro de 2021

Queiroga anuncia redução do intervalo da 3ª dose de 5 para 4 meses

Objetivo da medida anunciada por Queiroga é ampliar proteção da população com avanço da variante Ômicron. Portaria com modificação será publicada na segunda-feira.

19 de dezembro de 2021