fbpx

segunda, 29 de novembro de 2021

Após quadro irreversível do câncer, Bruno Covas morre em São Paulo

Velório de Bruno Covas será fechado, com a presença apenas da família, mas haverá uma cerimônia na prefeitura. Ele estava licenciado do cargo desde o início deste mês.

16 de maio de 2021

Compartilhe

Político estava licenciado do cargo e tratava-se no Sírio-Libanês (Foto: Reprodução)

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), morreu às 8h20 deste domingo (16), em decorrência do câncer da transição esôfago-gástrica e complicações do tratamento. O velório será fechado, com a presença apenas para a família, mas haverá também uma cerimônia na prefeitura.

Licenciado do cargo no início deste mês, Bruno Covas estava em tratamento no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.

Filho de Pedro Lopes e Renata Covas Lopes e pai do jovem Tomás Covas, Bruno nasceu em Santos, no litoral paulista, no dia 7 de abril de 1980, e foi advogado, economista e político brasileiro.

Mudou-se para a capital paulista em 1995 e, dois anos depois, filiou-se ao PSDB, seguindo os passos do avô, o ex-governador Mário Covas (1930-2001), sua grande inspiração e influência política . No partido, chegou a ser presidente estadual e nacional da Juventude do PSDB e ocupou cargos na Executiva Estadual.

Sua carreira na política começou em 2004, quando se candidatou a vice-prefeito de sua cidade natal. Dois anos depois, foi eleito deputado estadual na Assembleia Legislativa de São Paulo e reeleito para o mesmo cargo e m 2010, com mais de 239 mil votos, sendo o mais votado d aquele ano.

No ano seguinte, assumiu a Secretaria Estadual do Meio Ambiente no governo de Geraldo Alckmin, permanecendo no cargo até 2014, quando foi eleito deputado federal para o mandato 2015-2019.

Wilson Lima se manifesta

Por meio de suas redes sociais, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), lamentou a morte do prefeito de São Paulo e destacou a luta de Bruno na ‘batalha’ contra o câncer.

“Lamento profundamente a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que lutou bravamente contra o câncer desde 2019. Aos familiares e amigos, minha solidariedade e abraço fraterno. Que Deus o receba com glórias em Sua morada e conforte os corações de todos”, escreveu o governador.

Doria agradece

Da mesma sigla de Covas, o governador de São Paulo, João Doria Jr, publicou uma carta onde descrevia as qualidades do político morto, destacando que o Estado “sempre terá muito orgulho desse filho querido”.

“Tive a honra de tê-lo como vice, na Prefeitura de São Paulo e a alegria de ver seus ideiais e realizações aprovados nas eleições de 2020 (…) Muito obrigado, Bruno. Você foi e continuará sendo para todos nós um eterno exemplo”, diz a carta publicada por Doria.

Leia a carta, na íntegra, aqui.

Texto: Rosianne Couto e Agência Brasil

Leia Mais:

Leia mais sobre Brasil

Queiroga diz que cuidados com a ômicron são os mesmos tomados com outras variantes

Queiroga destacou a importância da vacinação e de medidas não farmacológicas para evitar a contaminação e disseminação da mais variante de preocupação registrada na África.

28 de novembro de 2021

Com aumento de casos, Serrana (SP) alerta para futuro da pandemia no Brasil

Serrana foi laboratório para testar a efetividade da vacina Coronavac, cidade tem toda população adulta vacinada, colheu louros, mas casos aumentaram, sem aumento de mortes.

28 de novembro de 2021

Brasileiro vindo da África do Sul testa positivo para covid-19, diz Anvisa

Não há confirmação se o caso é da variante Ômicron. O passageiro brasileiro da África do Sul já está em isolamento e é vacinado.

28 de novembro de 2021

Covid-19: Brasil proíbe voos vindos da África devido variante Ômicron

A Anvisa recomendou ao governo que restrinja os voos e viajantes de países do sul do continente africano, entre eles a África do Sul.

27 de novembro de 2021

Anvisa recomenda restrições de voo diante de nova variante de covid-19

A Anvisa quer restringir a entrada de viajantes de voos vindos países do continente Africano por conta do surgimento da variante B.1.1.529.

26 de novembro de 2021

Ministério da Saúde recomenda dose de reforço da vacina Janssen

Intervalo para receber a dose de reforço deste imunizante deve ser de dois a seis meses. Cerca de quatro milhões de brasileiros receberam a vacina da Janssen.

26 de novembro de 2021

Vítimas em acidente com Marília Mendonça morreram pelo impacto

Instituto Médico Legal de Belo Horizonte concluiu que as vítimas morreram por politraumatismo contuso, em decorrência do impacto sofrido com a queda da aeronave.

26 de novembro de 2021

99 dará R$ 2 milhões em prêmios na campanha Direção Premiada

Motorista pode acumular, no máximo, cinco números e concorrer a um prêmio semanal de R$ 10 mil e outro de R$ 30 mil e aos prêmios de R$ 150 mil e R$ 300 mil no sorteio final.

26 de novembro de 2021