terça-feira, 16 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Bancada evangélica no AM mostra que tem poder

Os deputados estaduais da bancada evangélica da ALE-AM mostraram que têm força na casa. Lei transforma igrejas e cultos em atividade essencial em caso de calamidade pública.
COMPARTILHE

A força da bancada evangélica na Assembleia Legislativa do Amazonas foi demonstrada mais uma vez. A partir de agora, as manifestações religiosas em igrejas e templos de qualquer culto são consideradas essenciais e estão isentas de restrição de mobilidade em caso de calamidade pública.


Conforme publicação no Diário Oficial do Estado, o governador Wilson Lima sancionou a Lei 5.198, de 29 de maio deste ano, classificando as igrejas e templos como atividade essencial, independente do culto ou tendência religiosa.


O decreto já vale para esta pandemia provocada pelo Coronavírus. Mas há algumas restrições visando, principalmente, à manutenção do distanciamento social. Idosos com mais de 60 anos e pessoas que apresentem algum problema de saúde não poderão participar das manifestações religiosas.


Quem apresentar sintomas de contaminação de Covid-19 ou até mesmo esteja convivendo com infectados pelo vírus também serão vetados nos cultos e atividades, assim como crianças e pessoas cujos familiares reprovem a participação presencial no local.


As demais medidas de prevenção contra a pandemia também devem ser respeitadas: uso de máscaras de proteção; distanciamento de pelo menos três assentos entre uma pessoa e outra; separação de pelo menos 1,5 metro entre os fiéis e limitação de ocupação do espaço, que não deve ultrapassar a 30% do espaço do local.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram


Os responsáveis pela igreja ainda devem fornecer álcool em gel para todos os fiéis e evitar aglomeração nos locais de acesso e saída dos cultos.

COMPARTILHE